Remasterização de software

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Remasterização é um termo utilizado entre usuários do Linux para designar o ato de personalizar as versões Linux, já existentes, pelos próprios usuários. Essa prática proliferou-se especialmente a partir do desenvolvimento dos chamados live CDs.

A remasterização é um meio fácil para criar um sistema operacional adequado a determinadas finalidades. Uma escola, por exemplo, pode reunir programas educativos em um mesmo CD e distribuir cópias a seus alunos, que poderão rodá-lo como live CD (isto é, diretamente do CD-ROM) ou instalar a distribuição no disco rígido (hard disc, ou hd).

Criar uma "remaster" não exige muitos conhecimentos de Informática. Hoje em dia existem várias ferramentas que facilitam esse processo, tornando a remasterização menos complicada.

Uma das primeiras distribuições live CD a tornar possível a remasterização foi o Knoppix. É dela que derivaram-se, por exemplo, o Kanotix, o Kurumin, o BigLinux e o Kalango. Morphix,Famelix; DreamLinux, Slax e GoblinX são outros exemplos de distribuições com ferramentas para remasterização.

O Ubuntu, derivado do Debian, também gerou inúmeras remasterizações, tal como Linux Mint e outras versões com diferentes gerenciadores de janelas, como Kubuntu, Xubuntu, Lubuntu e versões educacionais, como Edubuntu e Linux Educacional.

Normalmente, a remasterização ocorre por ferramentas em sua interface gráfica, tal como o Remastersys, atualmente descontinuado.

Programas úteis para remasterizar uma distribuição Linux[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.