Renê de Araújo Terra Nova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Renê Terra Nova
Nome completo Renê de Araújo Terra Nova
Nascimento 19 de Junho de 1961 (53 anos)
Serrinha (Bahia)
Nacionalidade  brasileiro
Cônjuge Ana Marita Nogueira Terra Nova
Filho(s) Larissa, Agnes, Rachel e Davih Terra Nova
Ocupação Escritor, apresentador
Cargo Patriarca
Religião Cristã
Página oficial
ReneTerraNova.com.br

Renê de Araújo Terra Nova (Serrinha, 19 de junho de 1961) é um ministro evangélico brasileiro, líder do Ministério Internacional da Restauração, movimento restauracionista de base neopentecostal com sede internacional em Manaus.

Renê que tendo conhecimento da visão G12 de César Castellanos Colômbia adaptou no Brasil o M12 ( Modelo dos 12 que seria a continuação dos proposito de cristo assim como a ideia de Castellanos que e formar 12 discípulos a cada líder )e a assim surgindo o Ministério Internacional da Restauração (MIR)..

Biografia[editar | editar código-fonte]

Graduou-se em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil (STBNB) em 1987. Em 28 de junho de 1987, foi ordenado pastor na Primeira Igreja Batista em Boa Viagem/PE. Em 1990 foi para Manaus pastorear a Igreja Batista Memorial de Manaus. Algum tempo depois saiu dessa igreja, e fundou a Primeira Igreja Batista da Restauração de Manaus (PIBREM), o Ministério Internacional da Restauração (MIR).[1]

Renê é um dos responsáveis por trazer César Castellanos ao Brasil e o principal divulgador do Governo dos Doze. Por vários anos ele foi foi um dos 12 de Castellanos. Em 2005, Renê abandonou a cobertura de Castellanos, e adaptou o G12 formando o Modelo dos Doze (M12), que assim como o G12 é praticado em centenas de igrejas no Brasil e no exterior.[2]

Em 18 de novembro de 2001, no templo da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, Renê e Márcio Valadão foram ungidos apóstolos por vários outros apóstolos. Foi nomeado presidente da ICEJ - Embaixada Cristã Internacional em Jerusalém para o Brasil e outros países da América do Sul na Suíça, em 2002.[1] Também chamado de Paipóstolo pelos seus discípulos, Renê foi reconhecido Patriarca da Visão Celular no Modelo dos Doze, durante o 13º Congresso Internacional da Visão Celular no Modelo dos Doze em Manaus, 19 de junho de 2010, 49º aniversário do apóstolo.[3]

Em 2000 foi reconhecido Cidadão Amazonense. Também foi reconhecido cidadão de Salvador, Feira de Santana e Brasília. Em 5 de setembro de 2003, foi condecorado pelo Poder Legislativo do Rio de Janeiro com a Medalha Tiradentes. Em 12 de dezembro de 2005, recebeu da Assembleia Legislativa do Amazonas a Medalha da Ordem do Mérito do Estado do Amazonas (Medalha Comendador). A Assembleia Legislativa do Ceará concedeu em 14 de julho de 2006 o título de Cidadão Cearense. No dia 12 de dezembro do mesmo ano, recebeu, da Câmara Municipal de Manaus, a Medalha Rodolpho Valle, o que lhe confere o título de Cidadão Manauara.[1]

Casado com a Apóstola Ana Marita Nogueira Terra Nova e pai de quatro filhos: Larissa, Agnes, Rachel e David. É apresentador (apresentando um programa semanal pela Rede Boas Novas), escritor, tendo lançado vários livros, totalizando mais de 100 títulos.[1]


Notas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]