Renascimento comercial-urbano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Renascimento Comercial e Urbano.[editar | editar código-fonte]

O renascimento comercial-urbano na Europa, deu-se no  Século xxx.

Cidades portuárias como Gênova e Veneza foram as principais impulsionadoras das atividades comerciais na Europa, principalmente por fornecerem as especiarias vindas do Oriente, já que tinham controle sobre o Mediterrâneo. O desenvolvimento e intensificação das feiras-livres cresceu junto com a produção agrícola. O fluxo das especiarias e as feiras possibilitaram a estruturação e surgimento de rotas de comércio ligando as cidades aos pontos de comércio (esse conjunto de ligações pode ser chamado de entroncamento), que cresciam e se desenvolviam economicamente, com destaque para Champanhe (França) e Flandres (Bélgica).

Com o desenvolvimento da atividade manufatureira, surgiram profissionais especializados.Nas oficinas, os mestres - que conheciam a arte de fazer os produtos necessários à vida comunitária - ocupavam um lugar de destaque, seguidos pelos jornaleiros que eles trabalhava juntos