Renda no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A renda média anual dos ministros do Supremo Tribunal Federal é maior que R$ 300.000.[1]
A cidade de Araporã, em Minas Gerais,tem a maior renda média anual do Brasil, R$ 260.000.[2]
São Paulo tem o maior PIB do país.

Tradicionalmente, a renda no Brasil é vista como desigual.

O salário mínimo fixado para o ano de 2010 é de R$ 6.630,00 ou R$ 510,00 por mês, mais o 13º salário adicional (R$ 255,00 em junho e R$ 255,00 em dezembro).[3] O PIB per capita do país em 2008 foi de US$ 10.465.[4]

Em 2013, o salário mínimo foi fixado em R$ 678,00 por mês.

Um estudo da Fundação Getúlio Vargas, com base em dados do IBGE, elaborou uma lista das profissões mais bem pagas do Brasil em 2007.[5] Os valores podem variar muito de acordo com o estado da federação em que o profissional vive. Veja abaixo:

Carreira[5] Inicial* Médio* Máximo*
Juiz e desembargador Direito 12700 13956 25700
Diretor-geral Administração 5000 7371 120000
Médico Medicina 3264 7029 130000
Engenheiro eletroeletrônico Engenharia 2807 4266 30000
Engenheiro civil Engenharia 1896 4229 30000
Outros engenheiros Engenharia 1996 3736 10600
Pesquisa e análise econômica Economia 2034 3662 15000
Engenheiro mecânico Engenharia 2178 3551 8500
Diretor de área de apoio Administração 1673 3497 35000
Técnicos e fiscais de tributação e arrecadação Bacharel 2200 3461 20000
Professor Educação superior 1656 3372 25000
Agronômo Agronomia 2300 3277 8000
Engenheiro químico Engenharia 2600 3248 35000
Analista de sistemas Ciência da computação 2464 3182 15000
Dentista Dentística 2450 3131 60000
Arquiteto Arquitetura 1149 3108 50000
Advogado Direito 1671 3009 250000
Contador e auditor Contabilidade 1451 2998 18000
Administrador Administração 2088 2949 150000
Jornalista Jornalismo 1500 2741 200000
*Valor em R$ por mês

Referências