República Khmer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
សាធារណរដ្ឋខ្មែរ
República Khmer
Flag of Cambodia.svg
1970 – 1975 Flag of Democratic Kampuchea.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Localização de Camboja
Continente Ásia
Capital Phnom Penh
12° 15' N 105° 36' E
Governo Ditadura militar
Primeiro Ministro
 • 1970 - 1975 Lon Nol
Período histórico Guerra Fria
 • 17 de março de 1970 Golpe de Estado
 • 17 de abril de 1975 Queda de Phnom Penh
Alinhado a favor dos Estados Unidos contra o Vietnam do Norte

A República Khmer foi uma etapa na história do Camboja que se refere a queda do governo chefiado pelo príncipe Norodom Sihanouk como primeiro-ministro do Reino do Camboja pelo general Lon Nol, que se apresentou como chefe de Estado da nova política que chamou de República Khmer. Este novo Estado se alinhou por parte dos Estados Unidos e do Vietnam do Sul contra o Vietnã do Norte e o Viet Cong, cedeu seu território para bases dos EUA para essa finalidade e entrou em confronto com os guerrilheiros do Khmer Vermelho, liderado por Pol Pot. O declínio de poder dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã enfraqueceu o governo de Lon Nol, que caiu em 17 de abril de 1975 com a vitória do Khmer Vermelho, que fundou o Kampuchea Democrático. O golpe de Estado de Lon Nol ao príncipe Norodom Sihanouk é a principal causa do ingresso do Camboja diretamente na Guerra do Vietnã. Durante este período, os Estados Unidos com a autorização do presidente Richard Nixon se adiantou um programa de bombardeio intenso do nordeste do país, que causou muitas baixas de civis e não fez outra coisa senão reforçar os guerrilheiros do Khmer Vermelho. Lon Nol foi evacuado pelos norte-americanos no início de abril de 1975 e morreu no Havaí em 1985.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CHANDA, Nayan. Brother Enemy, The War After the War. [S.l.: s.n.], 1986. ISBN 0-12-049361-4.
  • ETCHESON, Craig. The Rise and Demise of Democratic Kampuchea. [S.l.: s.n.], 1984. ISBN 0-86531-650-3.