República Sul-Africana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira da República Sul-Africana. (1856-1877, 1881-1902)
Brasão da República
República Sul-Africana.

A República Sul-Africana (informalmente conhecida como República do Transvaal), foi uma república autoproclamada em 1857, a partir do Great Trek ("a grande jornada") dos boers que fugiram da Colónia do Cabo, ocupada pelos britânicos, devido à abolição da escravatura em 1835.

Esta república ocupava a região correspondente ao que seria mais tarde (de 1910 e 1994) a província do Transvaal, situada no norte da África do Sul e com capital em Pretória.

Seu território foi primeiramente anexado pelos britânicos em 12 de abril de 1877, sob o pretexto, entre outros, de que a república bôer havia fracassado na "pacificação" do povo Bapedi, liderado por Sekhukhune. Segundo Sir Theophilus Shepstone, a tibieza demonstrada pelos bôeres no confronto com os nativos ameaçava destabilizar as colônias britânicas do Cabo e Natal.[1]

A sua independência foi restaurada em 1881 e novamente terminou em 1900, quando foi definitivamente anexada pelos britânicos durante a Segunda Guerra dos Bôeres.

Presidentes da República Sul-Africana[editar | editar código-fonte]

Datas Presidente
18571863 Marthinus Wessel Pretorius
18631864 Willem Cornelis Janse van Rensburg
18641871 Marthinus Wessel Pretorius
18711877 Thomas Francois Burgers
18771881 Primeira anexação britânica
18811883 Pretorius, Kruger e Petrus Jacobus Joubert (troika)
18831902 Stephanus Johannes Paul Kruger

Referências

  1. South African History Online.King Sekhukhune

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre a África do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.