República da Irlanda (1919-1922)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Poblacht na hÉireann
(Saorstát Éireann)

República Irlandesa

Estado não reconhecido

Flag of the United Kingdom.svg
1919 – 1922 Flag of Ireland.svg
 
Flag of the United Kingdom.svg
Flag Brasão
Bandeira Bandeira
(proclamação da república)
Localização de Irish Republic
Território reivindicado pela República Irlandesa
Continente Europa
País Irlanda
Capital Dublin
Língua oficial Irlandês
Inglês
Governo República
Presidente da Dáil Éireann (de agosto de 1921)
Presidente da República (de agosto de 1921)
 • 21 de janeiro de 1919 - 1 de abril de 1919 Cathal Brughaa
como presidente da Dáil Éireann
 • Abril de 1919 - Janeiro de 1922 Éamon de Valera
como Presidente da República
 • Janeiro - Agosto de 1922 Arthur Griffithb
como Presidente da Dáil Éireann
 • Agosto - Dezembro de 1922 W. T. Cosgravec
como Presidente da República
Legislatura Dáil Éireann
Período histórico Período entreguerras
 • 24 de abril de 1916 Proclamação da República Irlandesa
 • 21 de janeiro de 1919 de 1919 Declaração de Independência
 • 6 de dezembro de 1921 Assinatura do tratado Anglo-Irlandês
 • 6 de dezembro de 1922 de 1922 Estabelecimento do Estado Livre Irlandês
População
 • 1921 est. 4 400 000 
Moeda Libra esterlina
a: Cathal Brugha presidiu a abertura da Primeira Dáil, devido a ausência de Éamon de Valera e Arthur Griffith.
b: Simultaneamente, Arthur Griffith se tornou o Presidente da República (um título que ele evitou em favor do título anterior de Presidente da Dáil Éireann) e Michael Collins se tornou Presidente do Governo Provisório da Irlanda do Sul, cargo criado em 1921 após o Tratado Anglo-Irlandês.
c: W. T. Cosgrave se tornou simultaneamente o Presidente da República e Presidente do Governo Provisório; ele prosseguiu no cargo de Chefe de Governo da Irlanda independente como chefe Presidente do Conselho Executivo do Estado Livre Irlandês até 9 de março de 1932.

A República Irlandesa (em irlandês: Poblacht na hÉireann ou Saorstát Éireann; ou em inglês: Irish Republic) foi um estado revolucionário criado quando os republicanos da Irlanda proclamaram a independência do país da Grã-Bretanha em janeiro de 1919.[1] Ela foi estabelecida com uma legislatura (Dáil Éireann), o governo (Aireacht), uma corte e uma força policial. Ao mesmo tempo, a milícia de Voluntários Irlandeses, que passaram para o controle da Dáil, foi renomeada Exército Republicano Irlandês (IRA), para lutar contra as forças armadas britânicas durante a Guerra da Independência da Irlanda.[2]

A guerra de independência terminou com a assinatura do Tratado Anglo-Irlandês, em 6 de dezembro de 1921, que foi aprovado pela Dáil Éireann em 7 de janeiro de 1922. Um Governo Provisório foi então formado, sob a prerrogativa do tratado, mas, nominalmente, a República Irlandesa perdurou até 6 de dezembro de 1922, quando a Irlanda se tornou um novo Estado Domínio semi-independente chamado Estado Livre Irlandês (Irish Free State). Os seis condados do Norte exerceram seu direito, segundo os termos do tratado, de ficar de fora do novo país e continuar como parte do Reino Unido,[3] levando a partição do território.[4]

Referências

  1. Kautt, William Henry. The Anglo-Irish War, 1916–1921: A People's War. [S.l.]: Greenwood Publishing Group, 1999. p. 71. ISBN 978-0-275-96311-8 Página visitada em 12 de setembro de 2011.
  2. Liam de Paor. On the Easter Proclamation: And Other Declarations (1997) ISBN 1-85182-322-0
  3. Hachey, Thomas E. et al. The Irish Experience: A Concise History, 1996, p172
  4. Northern Ireland Parliamentary Report, 7 December 1922