Resíduo perigoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Ambiente.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para reciclagem desde Fevereiro de 2008.

Resíduo tóxico é o material descartado, geralmente na forma química, que pode causar a morte ou danos à seres vivos. Normalmente são resíduos vindos da indústria ou comércio, porém também pode ter resíduos residenciais, da agricultura, militar, hospitais, fontes radioativas bem como lavanderias e tinturarias. Como muitos outros problemas de poluição, os resíduos tóxicos começam a ser um problema significativo durante a revolução industrial.

O termo Resíduo Tóxico é escrito também como "Lixo Tóxico" ou material de descarte que pode causar riscos a saúde ou ao meio ambiente a longo prazo com as toxinas que são liberadas no ar, água ou terra.

Efeitos[editar | editar código-fonte]

Resíduos tóxicos podem poluir o meio ambiente e contaminar as águas profundas. Love Canal (próximo as Cataratas do Niágara, EUA) é um caso de incidente muito famoso no qual casas e escolas foram construídas próximo a área de depósito de lixo tóxico, causando epidemia de problemas de saúde.1 A exposição a substâncias tóxicas regularmente provavelmente causará sérios danos a saúde. Resíduos de pesticida no vegetais, mercúrio nos peixes e vários outros produtos químicos podem iniciar câncer, defeitos de nascença, mutações genéticas e até morte. Vários componentes químicos vem sendo encontrados/desenvolvidos para imitar o estrogênio, hormônio feminino que controla o desenvolvimento do sistema reprodutivo em várias espécies de animais. Preliminarmente, os resultados indicam produtos químicos, em certas quantidades, que podem atrapalhar no desenvolvimento e levar o portador a sérios problemas, tanto machos quanto fêmeas. Isso gera infertilidade, aumenta a mortalidade da prole e disfunções dos órgão vitais (como diminuição na frequencia cardíaca e respiratória), sintomas de gripes e resfriados (como vômitos, diarréia e inchamento) e mudanças de hábitos (como depressão, cansaço e confusões).

Perigos Macroeconomicos dos Resíduos Tóxicos[editar | editar código-fonte]

De acordo com as pesquisas da economista Carolina Cabral Murphy, resíduo tóxicos representam uma perda econômica exponencial para o receptor deste. Porque a cidade e ou região que esta recebendo os resíduos provenientes de outro município não estão sequer gerando a receita econômica necessária para lidar e tratar deste problema. O maior risco ambiental associado com a exportação do lixo tóxico e justamente a falta de geração de benéfico econômico e o custo gerado para tratar destes resíduos, que, em geral poluem o lençol freático (do local e depois de toda a baia hidráulica) criando um desastre ambiental desproporcional ao problema inicial que poderia ser planejado e mitigado2 . Um outro exemplo deste problema ocorreu na China durante os anos de industrialização acelerada onde a mitigação não foi respeitada e ou avaliada3 .

Referências