Reserva Biológica do Lami José Lutzenberger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Reserva Biológica do Lami José Lutzenberger é uma unidade de conservação ambiental protegida por lei, localizada no bairro Lami, na cidade de Porto Alegre, Brasil.

Contando com 179 hectares, a reserva foi nomeada em homenagem a José Lutzenberger, agrônomo e ambientalista porto-alegrense de renome internacional.

A reserva foi criada pelo decreto nº 4097 de 1975, tendo sido a primeira reserva biológica municipal do Brasil. Protege alguns dos ecossistemas originais e espécies nativas de fauna e flora da região de Porto Alegre. Além disso, a Reserva Biológica do Lami José Lutzenberger dá suporte a atividades de pesquisa científica e de educação ambiental.1

Espécies protegidas[editar | editar código-fonte]

Mais de 120 espécies de aves nativas já foram registradas na reserva, dentre as quais, várias aves migratórias. Os banhados e juncais servem como verdadeiros berçários para muitos organismos aquáticos, como peixes, anfíbios e moluscos. Nas elevações arenosas podem ser encontrados ovos de tartaruga e lagartos.

A capivara (Hydrochoerus hydrochaeris), o maior roedor do planeta, pode ser encontrada nadando no arroio Lami, pastando nos campos ou ainda escondida nas matas.

Outros exemplos de espécieis encontrados na unidade de conservação são a éfedra (Ephedra tweediana) — vegetal característico das matas de restinga, um dos ecossistemas mais ameaçados no Rio Grande do Sul, a figueira branca (Ficus organensis), a corticeira do banhado (Erythrina crista-galli), o jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris) e a lontra (Lutra longicaudis).

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Reserva Biológica do Lami José Lutzenberger