Resolução 106 do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Small Flag of the United Nations ZP.svg
Resolução 106
do Conselho de Segurança da ONU
Data: 29 de março de 1955
Reunião  nº.: 695
Código: S/3378 (Documento)

Votos: A favor: 11 Abs.: 0 Contra: 0
Assunto: A questão da Palestina
Resultado: Aprovada por unanimidade

Composição do Conselho de Segurança em 1955:
Membros permanentes:

 CHN
 FRA
 UK
 USA
 USSR

Membros não-permanentes:
 BEL
 BRA
 IRI
 NZL
 PER
 TUR

Resolução 106 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, foi aprovada em 29 de março de 1955, após os relatórios do Chefe da Organização de Supervisão de Trégua das Nações Unidas na Palestina e os representantes do Egito e Israel ouvidos no Conselho notaram que a Comissão de Armistício entre Egito e Israel determinou que um "ataque previamente combinado e planejado ordenados por autoridades de Israel "foi cometido por forças israelenses regulares contra elementos do exército egípcio na Faixa de Gaza. O Conselho condenou o ataque como uma violação da Resolução 54 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, ordenou Israel a tomar todas as medidas necessárias para impedir tal ação e manifestou a sua convicção de que a manutenção do Acordo Geral de Armistício que foi ameaçado por violações deliberadas e que nenhum progresso em direção a o regresso da paz permanente na Palestina seria feito a menos que as partes cumpriram rigorosamente com as suas obrigações.

Foi aprovada por unanimidade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]