Respiração holotrópica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Respiração Holotrópica é uma técnica de psicoterapia, criada por Stanislav Grof e sua esposa, Christina Grof, com o intuito de provocar alterações de consciência através da respiração.

Método[editar | editar código-fonte]

O método utilizado combina respiração mais acelerada e profunda que o habitual, música evocativa, trabalho corporal e arte, permitindo que os participantes ampliem sua consciência e se conectem à sabedoria e à capacidade de cura próprias de seu corpo e psiquismo, instância psíquica esta que Grof chamou de curador interno.

Este estado de consciência tem a capacidade de selecionar e trazer à tona conteúdos de forte carga emocional e, portanto, de grande importância às dinâmicas psíquicas, podendo reviver ou conectar não somente com material biográfico (do nascimento até o momento presente), mas, também, ter acesso às memórias de nossa gestação e parto e ilimitado espectro dos fenômenos transpessoais.

O campo transpessoal compreende experiências em que o indivíduo não se sente limitado pelo ego, espaço ou tempo, podendo conectar-se com os domínios míticos e arquetípicos, o inconsciente coletivo, o transcendente e o cosmo.

As experiências transpessoais podem ajudar a desenvolver um senso de sentido e objetivo à vida do indivíduo, ajudar a superar crises existenciais e despertar uma visão mais compassiva consigo mesmo, pela humanidade e para com o planeta.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Respiração Holotrópica. Disponível em [1]. Visualizado em 30 de maio de 2010.
  2. Grof, Stanislav; Grof, Christina. Respiração Holotrópica - uma nova abordagem de autoexploração e terapia. Rio de Janeiro: Numina, 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.