Retalho (DC Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Retalho (Ragman no original) é o nome de um super-herói da editora de quadrinhos DC Comics. Trata-se de Rory Regan, atua como vingador noturno em Gotham City. O personagem foi criado em 1976 por Joe Kubert e Robert Kanigher.

História Editorial[editar | editar código-fonte]

No Brasil, sua primeira aparição deu-se em Invictus (revista da EBAL – Editora Brasil-América) de 1977.

Biografia Ficcional[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

Rory Regan, homem branco de cabelos castanhos, vai trabalhar com o pai, Gerry, dono da loja de objetos usados Trapos & Trastes (no original, Rags’n’Tatters) após voltar do Vietnã.

Gerry adquire um colchão velho, que iria ser vendido na loja. Mais tarde, ele e mais três amigos descobrem que o colchão está forrado de dinheiro. Os companheiros escondem o colchão e pensam em avisar Rory, mas nesse momento chegam os membros de uma gangue que estavam atrás da fortuna escondida. Os bandidos atiram em fios de força e os rompem, e eles caem sobre os quatro amigos, encurralados. Rory, que acabara de chegar ao local, os vê morrer. Ao tentar inutilmente salvá-los, Rory desmaia, acordando muito depois. Ele volta para casa, deprimido, e lá encontra um estranho traje parecido com uma roupa de múmia e um manto verde feito de farrapos. Ele fora deixado por seu pai para que pudesse usá-lo numa festa a fantasia de uma amiga, Bette. Rory adquire as habilidades dos amigos de seu pai (A força de um, que foi "Sansão" de um circo; a habilidade de boxeador de outro; a agilidade de um ex-acrobata).[1]

Histórias[editar | editar código-fonte]

As histórias de Retalho são uma mescla de aventuras de super-heróis com os contos do Spirit de Will Eisner da fase pós-Segunda Guerra Mundial. Nelas são mostrados os dramas do cotidiano urbano de pessoas comuns, principalmente das vítimas da pobreza e tragédias da vida.

Aproximando-se ainda mais do Spirit, o Retalho adota um jovem de pele negra cego e mudo chamado Teddy (Spirit é auxilidado por Ébano, também um rapazinho negro e semi-analfabeto).

Retalho voltou na saga Dia de Vingança, série em 06 edições produzida por Bill Willingham (roteiro) e Justiniano e Walden Wong (arte). Esta mini-série, juntamente com outras três (Guerra entre Rann-Thanagar;Projeto OMAC;Vilões Unidos), deriva da saga Crise de Identidade e mostra eventos que gerariam a Crise Infinita.


A DC Comics planeja lançar o especial Ragman: Suit of Souls, por Christos Gage (roteiro) e Stephen Segovia (desenhado), em outubro de 2010.[2]

Poderes E Armas[editar | editar código-fonte]

O traje de Retalho sente quando um crime foi cometido, avisa seu usuário e o teletransporta para onde o vilão está. Ele caça o criminoso e, ao encontrá-lo, os pedaços do traje , como se fossem tentáculos, envolvem o perseguido. A alma da vítima é integrada à vestimenta na forma de mais um retalho, enquanto o corpo morre, dessecado.

Uma vez lá, os aprisionados podem fornecer sua força ao usuário do manto, além de outras habilidades. O traje é uma espécie de limbo, uma dimensão onde os criminosos aprisionados ficarão até ter ajudado Rory o suficiente para merecerem a liberdade. Há centenas de almas presas ali, e Rory pode pegar as capacidades de várias de uma vez só, já tendo chegado a usar centenas delas na mini-série Dia de Vingança.

São poderes semelhantes ao da Vingadora Escarlate, que ao assumir a missão de vingar uma pessoa morta pode adquirir habilidades dela. Entretanto, não foi evidenciada até o momento nenhuma ligação entre os dois, nem entre eles e a maior das entidades da vingança do Universo DC, o supracitado Espectro.

Outros Dados[editar | editar código-fonte]

  • A tradução e adaptação de nomes de personagens estrangeiros em outros países frequentemente gera problemas. O Ragman da DC Comics às vezes é confundido com o Jigsaw, inimigo do Justiceiro da Marvel Comics, também chamado de Retalho no Brasil.

Referências