Revista de notícias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Revista. Por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não se esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central. (desde julho de 2012)

A revista de notícias é uma revista de papel, digitado, impresso e publicado, ou um programa de rádio ou televisão, geralmente semanal, com artigos ou segmentos sobre os acontecimentos atuais. Revistas de notícias em geral, vão mais a fundo nas histórias que os jornais ou programas de televisão, tentando dar ao leitor uma compreensão do contexto circundante de eventos importantes, ao invés de apenas os fatos.

O maior parte das revistas de notícias se dedicam ao jornalismo investigativo, ou de investigação, à prática de reportagem especializada em desvendar mistérios e fatos ocultos do conhecimento público, especialmente crimes e casos de corrupção, que podem eventualmente virar notícia.

No Brasil a revista Veja[1] e uma das mais conhecidas revistas deste gênero, como a revista Época e a IstoÉ. Em Portugal a revista Visão é uma das mais conhecidas.[2] Todas estas revistas tem como modelo as revistas estadunidenses Time[3] e Newsweek.[4]

Critérios para a revista impressa[editar | editar código-fonte]

  • Publicação semanal (para diferenciar-lo de jornais ou revistas mensais ou trimestrais)
  • Principalmente mensagens políticos, geral e outros (para diferenciar-lo de revistas de negócios)
  • A ênfase do texto (para distingui-lo de revistas atuais)
  • Forma de uma revista (para distingui-lo de semanários)
  • Imprensa popular (para distingui-lo de boletins)

Referências