Revolta de Ararate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Revolta de Ararate
Halis-Ihsan Nuri-Ferzende.jpg
Da esquerda para direita: Halis Bey, Ihsan Nuri Pasha, Ferzende Bey1
Data Outubro de 1927-17 de Setembro de 1930
Local Província de Karaköse (atual Província de Ağrı), Turquia
Desfecho Vitória turca decisiva. Revolta suprimida; República de Ararate dissolvida.
Combatentes
Flag of Turquia Turquia Flag of the Republic of Ararat.svg República de Ararate
Principais líderes
Turquia Mustafa Kemal
Turquia İsmet (İnönü)
Turquia Fevzi Çakmak
Turquia İbrahim Tali
Turquia İzzettin
Turquia Salih
Flag of the Republic of Ararat.svg Ihsan Nuri
Flag of the Republic of Ararat.svg Ibrahim

Flag of the Republic of Ararat.svg Ferzende
Flag of the Republic of Ararat.svg Halis

Forças
66,000
Terceiro Exército; IX Corpo e VII Corpo do Exército
800-1500
4 500-47 000 mortos2 3 4 5 6

A Revolta de Ararate, também conhecida como a Rebelião de Ağrı, foi uma revolta dos curdos residentes da província de Agri, no leste da Turquia contra o governo turco, que ocorreu em 1930.

O líder da guerrilha curda nesta rebelião, Ihsan Nuri, era da tribo curda Jibran.7 A República do Ararate seria declarada independente em 1927, durante uma onda de revoltas entre os curdos no sudeste da Turquia.

Até o final do verão de 1930, a Força Aérea Turca estava a bombardear posições curdas em torno do Monte Ararate em todas as direções. Segundo o general Ihsan Nuri Pasha, a superioridade militar da Força Aérea Turca desmoralizou os curdos e levou a sua capitulação.8 Em 13 de julho, a rebelião foi reprimida em Zilan. Esquadrões de 10 a 15 aviões foram usados para esmagar a revolta.9 Em 16 de julho, dois aviões turcos foram abatidos e seus pilotos foram mortos pelos curdos.10 Os bombardeios aéreos continuaram durante vários dias e forçaram os curdos a se retirar para alturas de 5.000 metros. Em 21 de julho, o bombardeio destruiu muitos fortes curdos. Durante estas operações, as forças armadas turcas mobilizaram 66.000 soldados e 100 aviões.11 A campanha contra os curdos acabou por 17 de setembro de 1930.12 A Revolta de Ararate foi derrotada em 1931, [carece de fontes?] e a Turquia retomou o controle sobre o território. 13

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Turquia


Referências

  1. Rohat Alakom, Hoybûn örgütü ve Ağrı ayaklanması, Avesta, 1998, ISBN 9757112453, p. 180. (em turco)
  2. Yusuf Mazhar, Cumhuriyet, 16 Temmuz 1930, ... Zilan harekatında imha edilenlerin sayısı 15,000 kadardır. Zilan Deresi ağzına kadar ceset dolmuştur...
  3. Ahmet Kahraman, ibid, p. 211, Karaköse, 14 (Özel muhabirimiz bildiriyor) ...
  4. Ayşe Hür, "Osmanlı'dan bugüne Kürtler ve Devlet-4", Taraf, October 23, 2008, Retrieved August 16, 2010.
  5. M. Kalman, Belge, tanık ve yaşayanlarıyla Ağrı Direnişi 1926–1930, Pêrî Yayınları, İstanbul, 1997, ISBN 9758245015, p. 105.
  6. "Der Krieg am Ararat" (Telegramm unseres Korrespondenten) Berliner Tageblatt, October 3, 1930, "... die Türken in der Gegend von Zilan 220 Dörfer zerstört und 4500 Frauen und Greise massakriert."
  7. Rohat Alkom, Hoybûn örgütü ve Ağrı ayaklanması, Avesta, 1998, ISBN 9757112453, p. 80. (em turco)
  8. (Olson 2000, p. 82)
  9. (Olson 2000, p. 85)
  10. (Olson 2000, p. 86)
  11. (Olson 2000, p. 86)
  12. (Olson 2000, p. 88)
  13. Abdulla, Mufid. "The Kurdish issue in Turkey need political solution", Kurdish Media, 2007-10-26. Página visitada em 2008-08-01.