Revolta de Nanchang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Revolta de Nanchang (em chinês simplificado: 南昌 起义, chinês tradicional: 南昌 起义, pinyin: Nanchang Qǐyì), 1 de agosto de 1927 foi o primeiro choque significativo entre o Kuomintang e o Partido Comunista da China durante a Guerra Civil Chinesa.

Localização de Nanchang na China

O Kuomintang (KMT, ou Partido Nacionalista) estabeleceu um "Comitê Revolucionário" em Nanchang para planear a faísca que era esperada para acender um amplo levante camponês. Deng Yanda, Song Qingling (Soong Ching-ling, Madame Sun Yat-sen) e Zhang Fakui (que mais tarde esmagou o levante) estavam entre os líderes políticos .[1]

Forças militares em Nanchang se rebelaram sob a liderança de He Long e Zhou Enlai, numa tentativa de ganhar o controle da cidade uma vez terminada a primeira aliança entre o Kuomintang e os comunistas. Outros líderes importantes são Zhu De, Ye Ting e Liu Bocheng.

Forças comunistas ocuparam Nanchang e escaparam do cerco imposto pelas tropas do Kuomintang, em 5 de agosto, recuando para as montanhas de Jinggang em Jiangxi. Em 1 de agosto, será recordado posteriormente como o aniversário da fundação de Exército Popular de Libertação. É considerado o primeiro confronto dos comunistas com o Kuomintang.

Referências

  1. Schwartz, Benjamin, Chinese Communism and the Rise of Mao, Harper & Row (New York: 1951), p. 93.
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.