Reykjanes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização da península de Reykjanes na Islândia
Ponte de Leif, o sortudo, unindo simbolicamente dois continentes

Reykjanes (ou Reykjanesskagi) é uma península (e também um sistema vulcânico[1] ) situada na ponta sudoeste da Islândia, perto da capital Reiquiavique.

A península destaca-se pela actividade vulcânica sob a sua superfície e por extensos campos de lava, que permitem pouca vegetação. Possui numerosas fontes de águas termais e de enxofre, na metade a sul, à volta do lago Kleifarvatn e da zona geotérmica de Krýsuvík.

Existe também uma central de energia geotérmica em Svartsengi. Junto à central, existe uma piscina, que utiliza a água quente e mineralizada que desce da própria central. É conhecida como a "lagoa azul" (Bláa Lónið).

A ponte de Leif, o sortudo, estende-se pelo vale de Alfagja (com 20 metros de largura e 7 metros de profundidade), perto de Grindavík, marcando a fronteira entre as placas tectónicas euro-asiática e norte-americana. Foi construída em 2002, tendo tido o seu nome atribuído em honra do explorador islandês Leif Eriksson, que viajou da Europa para a América 500 anos antes de Cristóvão Colombo.

Algumas cidades pesqueiras, tais como Grindavík e Njarðvík, situam-se nesta península, assim como Keflavík, onde se encontram localizados o Aeroporto Internacional de Keflavík e uma antiga base militar norte-americana.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Fotografias