Rhapis excelsa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaRaphis excelsa
palmeira-dama, ráfia
Rhapis excelsa

Rhapis excelsa
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Arecales
Família: Arecaceae
Género: Rhapis
Espécie: R. excelsa
Nome binomial
Rhapis excelsa
(Thunb.) A.Henry

Rhapis excelsa (Thunb.) A.Henry é uma espécie botânica pertencente à família Arecaceae.[1] É popularmente conhecida pelo nome de palmeira-ráfis ou palmeira-dama e é originária da China. É muito usada para decoração de interiores, mas no Brasil também é amplamente usada em jardins.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Quando adulta, alcança de 2 a 4 metros de altura, com vários troncos finos, revestidos com fibras espessas, com um aspecto muito interessante. As plantas podem ser masculinas ou femininas. As inflorescências são muito ramificadas, com flores amareladas, e não possuem muito destaque. Cresce melhor em ambientes com luminosidade baixa e média e prefere temperaturas medianas, mas suporta baixas temperaturas por algum tempo. Não tolera geadas e exige níveis altos de umidade do ar (60%). Possui um crescimento relativamente lento. É adequada para cultivos em vasos destinados a interiores iluminados, para cultivo em touceiras isoladas ou formando grupos, a pleno sol ou meia-sombra, com solo fertilizado e de boa drenagem.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Multiplica-se principalmente por divisão de touceiras, plantadas na primavera. Faz-se separando as brotações laterais e plantando-as em outros locais ou vasos.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre palmeiras (família Arecaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.