Rho1 Arae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ρ1 Arae
Dados observacionais (J2000)
Constelação Ara
Asc. reta 16h 56m 08,8s[1]
Declinação -50° 40′ 29,2″[1]
Magnitude aparente 6,275[2]
Características
Tipo espectral B3Vnpe[1]
Cor (U-B) –0,691[2]
Cor (B-V) +0,008[2]
Astrometria
Velocidade radial 19,0 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -7,66 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -9,79 mas/a[1]
Paralaxe 5,06 ± 0,39 mas[1]
Distância 640 ± 50 anos-luz
200 ± 20 pc
Magnitude absoluta −0,51
Detalhes
Massa 6,3 ± 0,1[3] M
Gravidade superficial 3,75 (log g)[4]
Luminosidade 1 418[5] L
Temperatura 19 ,800[4] K
Rotação 370 ± 10[6]
Idade 18,4 ± 1,5 milhões[3] de anos
Outras denominações
V846 Arae, CD–50 10905, GC 22790, HD 152478, HIP 82868, HR 6274, NSV 8047, SAO 244280.[1]
Rho1 Arae
Ara constellation map.png

Rho1 Arae1 Ara, ρ1 Arae) é uma estrela na constelação de Ara. Recebeu esse nome na Uranographia de Johann Elert Bode, publicada em 1801. Rho1 Arae é uma das estrelas menos brilhantes com uma designação de Bayer, com uma magnitude aparente de apenas +6,275.[2] Com base em medições de paralaxe, está a cerca de 640 anos-luz (200 parsecs) da Terra, com uma margem de erro de 50 anos-luz.[1]

É uma binária espectroscópica, o que significa que a presença da estrela companheira é indicada por mudanças no espectro. Como o componente primário está girando rapidamente com uma velocidade de rotação projetada de 370 ± 10 km/s, é difícil obter elementos orbitais confiáveis. O período orbital foi estimado em 0,439 dias. O espectro do sistema corresponde a uma classificação estelar de B3 Vnpe, o que pode indicar que o componente primário é uma estrela de classe B da sequência principal. O sufixo 'e' indica a presença de linhas de emissão, o que significa que é uma estrela Be. Para Rho1 Arae, as linhas de emissão são proeminentes e variáveis.[6]

Rho1 Arae tem uma velocidade peculiar de 27,4 ± 4,9 km/s em relação a suas estrelas vizinhas,[3] tornando-a uma estrela fugitiva. Como é uma estrela binária, é improvável que tenha sido ejetada da associação Scorpius-Centaurus como resultado de uma supernova.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i SIMBAD query result - HR 6274 Simbad Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Visitado em 11 de setembro de 2012.
  2. a b c d Kozok, J. R. (setembro de1985), "Photometric observations of emission B-stars in the southern Milky Way", Astronomy and Astrophysics Supplement Series 61: 387–405, Bibcode1985A&AS...61..387K. 
  3. a b c Tetzlaff, N.; Neuhäuser, R.; Hohle, M. M. (janeiro de 2011), "A catalogue of young runaway Hipparcos stars within 3 kpc from the Sun", Monthly Notices of the Royal Astronomical Society 410 (1): 190–200, doi:10.1111/j.1365-2966.2010.17434.x, Bibcode2011MNRAS.410..190T. 
  4. a b Caillo, A. (junho de 2010), "The PASTEL catalogue of stellar parameters", Astronomy and Astrophysics 515: A111, doi:10.1051/0004-6361/201014247, Bibcode2010A&A...515A.111S. 
  5. Hohle, M. M.; Neuhäuser, R.; Schutz, B. F. (abril de 2010), "Masses and luminosities of O- and B-type stars and red supergiants", Astronomische Nachrichten 331 (4): 349, doi:10.1002/asna.200911355, Bibcode2010AN....331..349H. 
  6. a b c Jilinski, E. et al. (setembro de 2010), "A Dynamical Study of Suspected Runaway Stars as Traces of Past Supernova Explosions in the Region of the Scorpius-Centaurus OB Association", The Astrophysical Journal 721 (1): 469–477, doi:10.1088/0004-637X/721/1/469, Bibcode2010ApJ...721..469J. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.