Ribeira (Natal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ribeira
—  Bairro do Brasil  —
O Alto da Ribeira.
O Alto da Ribeira.
Localização da Ribeira em Natal.
Localização da Ribeira em Natal.
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Região administrativa Zona Leste de Natal
Município  Natal
Fonte: Não disponível

Ribeira é um bairro histórico da cidade de Natal, no estado do Rio Grande do Norte.

Inserido na zona leste da cidade, o bairro compreende duas àreas (utilizada pelo setor imobiliário): a Ribeira Histórica (parte baixa do bairro) e o Alto da Ribeira (parte alta do bairro). Depois de uma série de ações promovidas para a revitalização do bairro, o mesmo está recebendo diversos investimentos, principalmente a instalação de vários arranha-céus na região tais como o edifício Mirante João Olímpio Filho, o maior da cidade. Tal fenómeno é atribuído pela Lei de Operação Urbana da Ribeira, de 1997, que foi revisada em 2007. Esta lei concede uma série de benefícios fiscais e construtivos a fim de reabitar o bairro, restaurar prédios históricos e atrair novos investimentos1 .

A Ribeira faz limite com o rio Potenji (ao Oeste), os bairros de Santos Reis e Rocas (ao Norte), Tirol e Petrópolis e Rocas (ao Leste) e Cidade Alta (ao Sul).2

História[editar | editar código-fonte]

O historiador potiguar Câmara Cascudo explica assim a origem do nome do bairro:

Cquote1.svg

Ribeira porque a praça Augusto Severo era uma campina alagada pelas marés do Potengi. As águas lavavam os pés dos morros. Onde está o Teatro Alberto Maranhão, tomava-se banho salgado em fins do século XIX. O português julgava estar vendo uma ribeira. O terreno era quase todo ensopado, pantanoso, enlodado. Apenas alguns trechos ficavam a descoberto nas marés altas de janeiro.

Cquote2.svg
Câmara Cascudo
História da Cidade de Natal
A Rua Chile tem significativa importância histórica no bairro. Atualmente é cenário de importantes eventos culturais.

A Ribeira é berço de importantes personalidades natalenses. Lá viveram Café Filho, Câmara Cascudo, Henrique Castriciano, Ferreira Itajubá,Zé Areia, Pedro Velho, Newton Navarro, Aderbal de França, Erasmo Xavier e Januário Cicco, entre outros.3

A Ladeira da Marpas4 (ao fundo) na Av. Gustavo Farias marca a divisão entre a Ribeira Histórica (parte baixa) e o Alto da Ribeira (parte alta).
Praça Augusto Severo, conhecida popularmente como "Largo do Teatro", localizada na Ribeira Histórica.

Mas em 1838, lá existiam somente quatro ruas: a rua do Aterro, a rua Duque de Caxias, a rua Silva Jardim e a rua da Alfândega. A primeira é hoje conhecida como Junqueira Aires, enquanto a rua da Alfândega tornou-se rua do Comércio e desde 1932 é chamada de Rua Chile.5

A Ribeira é o segundo bairro de Natal. No início, era conhecido como Cidade Baixa, em oposição ao bairro mais antigo, a Cidade Alta.5

A partir de meados do século XIX, consolidou-se o comércio na região, de artigos que chegavam e partiam pelo rio Potenji,5 em uma relação negocial dominada por Pernambuco.5 Mais tarde, essa vocação da região para centro de comércio de mercadorias pelos navios se consolidaria com a conturbada construção do Porto de Natal.5

Entre 1869 e 1902, a sede da Administração Provincial funcionou na Rua do Comércio (atual Rua Chile), na Ribeira,2 retornando em seguida para a Cidade Alta.

Em 1897, quando Natal só tinha os bairros da Ribeira e da Cidade Alta, Olympio Tavares, então vice-presidente da Intendência Municipal, fez realizar o primeiro censo demográfico da cidade, que apontou a existência de 2.800 moradores, na maioria solteiros e analfabetos.5 Outros censos foram depois realizados, sem jamais registrar população superior a esta.

Em 1905, foi inaugurada a Praça Augusto Severo, em homenagem ao norte-riograndense pioneiro da aviação. Alguns anos mais tarde, ela receberia estátuas de Nísia Floresta e do próprio Augusto Severo.5

Por duas vezes, em 1930 e em 1933, um balão dirigível de fabricação alemã, o Graf Zeppelin, sobrevoou Natal e jogou homenagens para o aeronauta potiguar sobre a praça que levava seu nome.5

A praça recebeu melhorias e tornou-se importante ponto de encontro. Ao seu redor foram construídos prédios tradicionais, como o Teatro Carlos Gomes (hoje Teatro Alberto Maranhão), o Cine Polytheama (primeiro cinema de Natal), a Antiga Escola Doméstica de Natal, o Grupo Escolar Augusto Severo (que também foi sede do Atheneu e da Faculdade de Direito), o Colégio Salesiano São José, a Estação Rodoviária de Natal (hoje transformada em museu), e a Estação da Great Western.5

No início do século XX, foi o primeiro bairro de Natal a receber iluminação pública.2

Nos anos 1940, funcionava no bairro o mais importante hotel da cidade, o Grande Hotel, que hospedou importantes personalidades durante a Segunda Guerra Mundial.2 O bairro foi o núcleo do comércio da cidade, até perder espaço, após a Guerra, para a Cidade Alta e o Alecrim.2

Em 1966, começaram a circular as balsas que faziam a travessia Natal-Redinha.2

Em 1983, foi concluída a drenagem e o esgotamento sanitário do bairro,2 e em 1990, passou a integrar a Zona Especial de Preservação Histórica, juntamente com o bairro de Cidade Alta.

Na década de 1990, um projeto de revitalização incluiu a recuperação das fachadas dos imóveis da Rua Chile, e a ampliação da iluminação e do calçamento.2

Atrações[editar | editar código-fonte]

O Circuito Histórico, Turístico e Cultural da Ribeira compreende trinta atrações. Dele fazem parte:2

População[editar | editar código-fonte]

Em 2007, o bairro abrigava uma população de 2.110 pessoas,7 que residiam em 631 domicílios, ocupando uma área de 60,5 hectares.2

Metade dos imóveis da Ribeira tem finalidade residencial 8 e um terço dos domicílios é alugado.7

Transporte e Segurança[editar | editar código-fonte]

O bairro abriga o Porto de Natal, e é servido por 48 linhas de ônibus.9 Possui seis delegacias especializadas, um batalhão de Polícia Militar e um centro de detenção provisória.10

Educação[editar | editar código-fonte]

Cerca de 60% dos responsáveis por domicílios no bairro possuem mais de oito anos de estudo,7 e oitenta e dois por cento da população total do bairro é alfabetizada.7

O Colégio Salesiano São José é a única instituição de ensino do bairro.11

Economia[editar | editar código-fonte]

Entrada do Porto de Natal, na Ribeira

Das 620 empresas lá estabelecidas em 2006,2 cerca de 42% dedicavam-se ao comércio (sobretudo o varejista), 34% aos serviços e 24% à indústria.2

O rendimento mensal médio dos moradores da Ribeira era de 11,29 salários mínimos em 2000,2 maior do que a média do município de Natal e da Região Administrativa Leste 2

No entanto, quase a metade da população vive em domicílios com renda de até cinco salários mínimos.2

No bairro está localizado um assentamento precário: a Favela do Maruim, que reúne 572 pessoas em 143 edificações.2

Referências

  1. ´[1]
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p NATAL. Secretaria do Meio Ambiente e do Urbanismo (SEMURB). Conheça Melhor o seu Bairro 2007 – Ribeira. Prefeitura Municipal do Natal. Natal(RN): 2007.
  3. CASTRO, Guto de. Endereço eletrônico: http://skyscraper.fortunecity.com/klamath/892/ribeira/, acessado em 09 de Dezembro de 2008.
  4. Tribuna do Norte - Investimentos na Ribeira somam mais de R$ 85 mi
  5. a b c d e f g h i j SOUZA, Itamar de. Nova História de Natal. 2. ed. Natal(RN): Departamento Estadual de Imprensa, 2008.
  6. Teatro Alberto Maranhão
  7. a b c d IBGE, Censo Demográfico 2000. In Conheça Melhor o seu Bairro 2007 – Ribeira. Prefeitura Municipal do Natal. Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo. 2007.
  8. NATAL. Secretaria Municipal de Saúde (SMS). In Conheça Melhor o seu Bairro 2007 – Ribeira. Prefeitura Municipal do Natal. Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB). Natal(RN): 2007.
  9. NATAL. Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito Urbano (STTU). In Conheça Melhor o seu Bairro 2007 – Ribeira. Prefeitura Municipal do Natal. Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB). Natal(RN): 2007.
  10. NATAL. Secretaria de Segurança Pública (SSP). In Conheça Melhor o seu Bairro 2007 – Ribeira. Prefeitura Municipal do Natal. Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB). Natal(RN): 2007.
  11. NATAL. Secretaria da Educação, da Cultura e dos Desportos (SECD). In Conheça Melhor o seu Bairro 2007 – Ribeira. Prefeitura Municipal do Natal. Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB). Natal(RN): 2007.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  1. NATAL. Secretaria do Meio Ambiente e do Urbanismo (SEMURB). Conheça melhor o seu bairro – Ribeira. Natal(RN): 2008. Disponível em www.natal.rn.gov.br. Acessado em 9 de Dezembro de 2008.
  2. SOUZA, Itamar de. Nova história de Natal. 2.ed. Natal(RN): Departamento Estadual de Imprensa, 2008.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bandeira do Rio Grande do Norte.svg A Wikipédia possui o Portal do Rio Grande do Norte. Artigos sobre história, cultura, atrações, personalidades e geografia.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]