Ricardo Ferreira Bento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Prof. Dr. Ricardo Ferreira Bento
Nascimento Ricardo Ferreira Bento
1 de Janeiro de 1954 (60 anos)
 Brasil, São Paulo
Ocupação médico, professor e cientista
Instituições Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Especialidade otorrinolaringologia
Pesquisa estudos sobre tratamento das doenças do ouvido e surdez
Educação Faculdade de Medicina da USP

Ricardo Ferreira Bento (São Paulo, 1 de Janeiro de 1954) é um médico, professor universitário e cientista brasileiro Otorrinolaringologista internacionalmente conhecido em pesquisa e tratamento de doenças do ouvido, é um dos pioneiros do implante coclear e implante de tronco cerebral no Brasil.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Graduado em Medicina em 1978 com residência médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), doutor em Medicina na FMUSP (1986), Professor Livre-Docente pela FMUSP (1990). Em 2006 foi aprovado em concurso para Professor Titular da Disciplina de Otorrinolaringologia sendo eleito em 2007 Chefe do Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia da FMUSP. Foi Presidente da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial (2008/2010). Membro de várias sociedades nacionais e internacional destacando-se a American Otological Society e o Collegium ORL Amicitae Sacrum. Foi membro do Comitê Executivo da International Federation of Otolaryngologic Societies por 8 anos consecutivos e Membro do Board da American Academy of Otolaryngology and Head and Neck Surgery. Membro do Comitê de Avaliação da CAPES do Ministério da Educação. Membro da Academia Paulista de Medicina.[2]

Realizações[editar | editar código-fonte]

Publicou mais de 200 artigos em revistas internacionais sendo destacado com o prêmio máximo da Academia Americana de Otorrinolaringologia e da Sociedade Francesa de Otorrinolaringologia pelos relevantes serviços prestados à Otorrinolaringologia mundial.[3] Sendo inclusive o único latino americano convidado para ministrar a Conferência de Abertura do Congresso Francês de Otorrinolaringologia realizado em Paris. Realizou mais de 500 conferências e cursos em 45 países.[3] Organizou o Congresso Mundial de Otorrinolaringologia em São Paulo como Secretário Geral. Foi Editor da Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. Autor de vários livros de referência da especialidade traduzidos para várias línguas. Destacado cirurgião otológico introduziu várias técnicas de restauração para a surdez, do nervo facial e técnicas para tumores do osso temporal em especial os neurinomas do acústico. Ensinou e formou centenas de especialistas em otorrinolaringologia sendo o professor que mais cursos de formação de cirurgiões otológicos ministrou no mundo (123 cursos). No Hospital das Clínicas foi membro eleito do Conselho Diretor do ICHC por 2 mandatos. Coordenou 2 programas dos Ministérios de Educação e da Saúde (Quem Ouve Bem, Aprende Melhor) onde cerca de seis milhões de crianças do ensino público foram triadas e tratadas de perdas auditivas. Recebeu por isso em Genebra na Suíça um Prêmio da Organização Mundial da Saúde pelo desenvolvimento de um método de triagem auditiva em larga escala. Desenvolveu um implante coclear brasileiro para surdez profunda e uma prótese auditiva genérica patenteados e em produção por empresas privadas. Dedica sua vida para a melhora da audição. Foi coordenador do Programa de Pós Graduação em Otorrinolaringologia da FMUSP, tendo orientado 19 doutores.[4]

Bibliografia selecionada[editar | editar código-fonte]

  • BENTO, Ricardo Ferreira; SANCHEZ, Tanit Ganz; BRITO NETO, Rubens Vuono de. A rapid and safe middle fossa approach to the geniculate ganglion and labyrintine segment of the facial nerve. Ear, Nose, & Throat Journal, Cleveland, v. 81, p. 320-326, 2002.
  • BENTO, Ricardo Ferreira; BRITO NETO, Rubens Vuono de; SANCHEZ, Tanit Ganz; MINITI, Aroldo. The transmastoid retrolabyrinthine approach in vestibular schwannoma surgery. Otolaryngology and Head and Neck Surgery, St. Louis, v. 127, n. 5, p. 437-441, 2002.
  • BENTO, Ricardo Ferreira; MINITI, Aroldo; MARONE, Silvio Antonio Monteiro. Tratado de otologia. 1. ed. São Paulo: EDUSP/Fundação Otorrinolaringologia/FAPESP, 1998. v. 1. 482 p.
  • LEINER, Adolfo Alberto; OSHIRO, Milton S; NUNES, Carlos Alberto Silva; BENTO, Ricardo Ferreira; MINITI, Aroldo. A pathway for information transmission to the inner ear application to cochlear implants. ASAIO Journal, Philadelphia, v. 38, n. 3, p. 253-256, 1992.
  • BENTO, Ricardo Ferreira; MINITI, Aroldo . Comparison between fibrin tissue adhesive and epineural suture and natural union in intratemporal facial nerves. Acta Oto-Laryngologica, Estocolmo, v. 465, n. supplement, p. 1-36, 1989.

Patentes[editar | editar código-fonte]

Configuração eletrônica genérica para aparelhos auditivos digitais. Inventores: Ricardo Ferreira Bento, Silvio Pires Penteado. Brasil, Patente Número PI0605013-1 data 30/11/2006.

Implante coclear com transmissão ótica através da membrana timpânica. Inventores: Aroldo Miniti, Adolfo Alberto Leiner, Helena Taeko Tanaka Oyama, Carlos Alberto Soares Nunes, Ricardo Ferreira Bento, Milton Seigui Oshiro. Patente Número PI9105546-6 data 16/12/1991.

Prêmios selecionados[editar | editar código-fonte]

  • 2010 Congratulações da Câmara Municipal de Jundiaí pelo trabalho realizado no desenvolvimento de aparelhos auditivos de baixo custo, Câmara Municipal de Jundiaí.[5]
  • 2009 Prêmio Análise Medicina 2009, Análise Editorial. [6]
  • 2009 Reconhecimento pela contribuição científica para o desenvolvimento do I Congresso Paraguaio de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço, I Congreso Paraguayo de Otorrinolaringologia y Cirugia de Cabeza y Cuello.[7]
  • 2008 Menção honrosa pelo trabalho: Implante coclear e meningite estudo da percepção de fala com amostras pareadas, apresentado no 16º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia.[8]
  • 2006 Medalha Cinquentenário das Forças de Paz do Brasil destinada a premiar aqueles que tenham praticado ações meritórias integrando as Forças de Paz, Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da ONU.[9]
  • 2005 Prêmio Microsoft de Reconhecimento Científico, pelo trabalho: Videoconference in clinical discussion between distant medical groups, no X Congresso f the International Society of Telemedicine and e-Health e II Congresso Brasileiro de Telemedicina, International Society of Telemedicine and e-Health.[10]
  • 1999 Prêmio Jabuti - Melhor Livro de Ciências Naturais e Medicina, Câmara Brasileira do Livro.[11]

Referências

  1. Grupo de Implante Coclear do Hospital das Clínicas e FMUSP. Quem somos. Disponível em <http://www.implantecoclear.org.br/textos.asp?id=6>. Acesso em 09 de março de 2011.
  2. BENTO, Ricardo Ferreira. CNPq. Plataforma Lattes. Disponível em <http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4787210J6>. Acesso em 16 de fevereiro de 2011.
  3. a b Academia de Medicina de São Paulo. Titulares / Eméritos. Disponível em <http://www.academiamedicinasaopaulo.org.br/images/academicos/45/12955458862011.pdf> Acesso em 22 de março de 2011.
  4. BENTO, Ricardo Ferreira. Disponível em <http://www.ricardobento.med.br >. Acesso em 18 de fevereiro de 2011.
  5. TONELLI, Ana. Câmara Municipal de Jundiaí - SP. Requerimento à Presidência n.00467 em 09 de março de 2010.
  6. OS mais admirados da medicina: médicos e hospitais. Análise, São Paulo, p. 26, 2009. Edição "Análise Saúde 2009".
  7. I Congreso Paraguayo de Otorrinolaringología y Cirugía de Cabeza y Cuello. Disponível em <http://www.sporlccc.org.py/>. Acesso em 24 de março de 2011.
  8. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Trabalhos Aprovados 2008. Disponível em <http://www.sbfa.org.br/fono2008/Trabalhos_TrabalhosAprovados_0700a0799.php>. Acesso em 24 de março de 2011.
  9. Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da ONU. Medalha Cinquentenário das Forças de Paz do Brasil. Disponível em <http://www.abfiponu.org.br/news-abfiponu.html>. Acesso em 24 de março de 2011.
  10. Fundação Otorrinolaringologia. Tele otorrinolaringologia da FMUSP. Disponível em <http://www.forl.org.br/noticias_detalhes.asp?id=273>. Acesso em 24 de março de 2011.
  11. Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina, Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia: Prêmios e títulos 1999. Disponível em <http://sistemas3.usp.br/tycho/producaoacademica/fm/mof/Pm0-0.html>. Acesso em 24 de março de 2011.
  • INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Disponível em <http://www.inpi.gov.br/>. Acesso em 10 de março de 2011.
  • LASMAR, Aziz; SELIGMAN, José. História (e histórias) da otologia no Brasil. Rio de Janeiro: Revinter, 2004.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]