Ricardo Goulart

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ricardo Goulart
Informações pessoais
Nome completo Ricardo Goulart Pereira
Data de nasc. 5 de junho de 1991 (23 anos)
Local de nasc. São José dos Campos (SP),  Brasil
Altura 1,78 m
Destro
Apelido Rambo Azul , GolArte
Informações profissionais
Clube atual Brasil Cruzeiro
Número 28
Posição Meia
Clubes de juventude
1998-2005
2006-2009
Brasil Moreira's Sport
Brasil Santo André
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20092011
2011
2012
2013
Brasil Santo André
Brasil Internacional (emp.)
Brasil Goiás
Brasil Cruzeiro
0034 0000(6)
0018 0000(5)
0042 000(16)
0105 000(38)
Seleção nacional3
2014 Brasil Brasil 0001 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 26 de novembro de 2014.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 9 de setembro de 2014.

Ricardo Goulart Pereira, mais conhecido como Ricardo Goulart, (São José dos Campos, 5 de junho de 1991), é um futebolista brasileiro que atualmente joga no Cruzeiro, na posição de meia. É irmão do volante Juninho, que atua no Los Angeles Galaxy.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Infância[editar | editar código-fonte]

Gordo, como é conhecido por amigos e familiares, teve uma infância recheada de gols, pipas, coxinhas e Cola-Cola. Dos sete aos 14 anos, Ricardo Goulart jogou no Moreira's Sport, escolinha de São José dos Campos, interior de São Paulo. Com 10 anos, marcou o gol do título em um campeonato da cidade. Era atacante e formava dupla com Casemiro, ex-São Paulo.[1] Chegou a fazer 35 gols em único torneio. A cada rede balançada pelo meia era premiado pelo treinador e ex-goleiro profissional Nilton de Jesus Moreira, o Moreira, com um lanche caprichado.

Em 2006, aos 15 anos, foi levado junto com Casemiro para uma série de testes no São Paulo. Após alguns dias de testes nas categorias de base do clube, Ricardo Goulart foi reprovado e o seu companheiro aprovado porque era mais esperto em campo naquela época e os olheiros viram que seria um bom volante. Cogitou desistir do futebol depois da decepção na capital. No entanto, ganhou um cavalo do pai como forma de estímulo, recuperou a alegria de jogar e voltou a ser artilheiro.

Santo André[editar | editar código-fonte]

Chegou no Santo André sob desconfiança, mas logo ganhou moral e não demorou a ser promovido ao time principal. Apesar de treinar no profissional desde 2006, foi no Campeonato Paulista de 2009 que teve suas primeiras chances, aos 18 anos, substituindo Marcelinho Carioca. Marcou seu primeiro gol como profissional na vitória contra o Ituano, por 2 a 1, na nona rodada. Após o gol, passou a ser usado com mais frequência e terminou o Estadual daquele ano como titular, com quatro gols marcados. Tido como grande promessa, em 2010, ele foi oferecido ao Palmeiras, mas, rejeitado, acabou acertando com o Internacional. Jogou 34 partidas e fez oito gols pelo Santo André.

Internacional[editar | editar código-fonte]

Ricardo Goulart teve uma curta passagem pelo Internacional em 2011, onde teve boas atuações no Campeonato Gaúcho, marcando quatro gols em sete jogos disputados. Atuou pelo clube gaúcho também em algumas partidas do Campeonato Brasileiro daquele ano. Fez 10 jogos e anotou um gol, contra o Figueirense.[2]

Goiás[editar | editar código-fonte]

Em 2012, após ter seus direitos adquiridos pelo Banco BMG, Ricardo Goulart foi repassado à equipe do Goiás.[3] No Esmeraldino, o jogador se destacou, conquistando o Campeonato Goiano no primeiro semestre e sendo peça fundamental para a conquista do título da Série B. No ano de 2012, marcou 25 gols, sendo o artilheiro do Goiás no ano.[4]

No Esmeraldino Ricardo Goulart era aposta do técnico para o segundo tempo onde se destacava por sua velocidade, objetividade e rara habilidade em fazer gols.

Ricardo Goulart atraiu a atenção de grandes clubes do futebol brasileiro, como o Cruzeiro e São Paulo, e também do Atlético Mineiro. O técnico Cuca chegou a dizer que, em sua opinião, Ricardo Goulart foi o melhor jogador da Série B do ano de 2012.[5]

Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

2013[editar | editar código-fonte]

No dia 4 de janeiro de 2013, o presidente do Cruzeiro Gilvan de Pinho Tavares anunciou a contratação de Ricardo Goulart.[6] [7] Depois de uma disputa nos bastidores com o rival Atlético, o time celeste desembolsou 5,5 milhões de reais para tirá-lo do Goiás.[1] O primeiro gol pela equipe estrelada foi na vitória por 2 a 1 contra a Caldense, em partida válida pelo Campeonato Mineiro.[8] Titular nas duas primeiras rodadas do Campeonato Mineiro, Ricardo Goulart perdeu espaço para Diego Souza. Com a negociação de Souza para a Ucrânia, Goulart logo assumiu o posto de titular da equipe editando uma parceria de muito sucesso com Everton Ribeiro e sendo um dos responsáveis responsável pelo ótimo desempenho do setor ofensivo celeste e sagrando-se campeão brasileiro com quatro rodadas de antecedência no ano de 2013.[9]

2014[editar | editar código-fonte]

Em 2014, foi o responsável pelo primeiro gol do Cruzeiro na temporada, na vitória por 1x0 sobre o URT, pelo Campeonato Mineiro.[carece de fontes?] Foi o artilheiro do Cruzeiro na Copa Libertadores ao lado de Bruno Rodrigo, com 4 gols.[10]

No dia 7 de novembro, o meia foi homenageado com uma placa entregue pelo presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, em referência ao gol marcado contra o Chivas Guadalajara, durante o jogo disputado em julho, em El Paso, no Estados Unidos. Aos 37 minutos do segundo tempo, Goulart percebeu que o goleiro adversário estava adiantado e chutou a bola atrás da linha do meio-campo.[11]

No dia 23 de novembro, sagrou-se campeão brasileiro após a vitória do Cruzeiro sobre o Goiás por 2 a 1, com duas rodadas de antecedência.[12] No dia 1 de Dezembro, foi eleito um dos melhores jogadores do campeonato, integrando a 'Seleção do campeonato' no Prêmio Craque do Brasileirão.[13] Também foi escolhido como Bola de Ouro pela revista Placar.[14]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Em 19 de agosto de 2014 Dunga convocou pela primeira vez o atleta do Cruzeiro, até então artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2014, para os amistosos contra Colômbia e Equador.[15]

Estatísticas pela seleção[editar | editar código-fonte]

Brasil
Ano Jogos Gols
2014 1 0
Total 1 0

Todos os jogos pela seleção

Data Competição Local   Placar Adversário Gols
01 9 de setembro de 2014 Amistoso Nova Jersey (EUA) Brasil Brasil 1 — 0 Flag of Ecuador.svg Equador
Legenda:      Vitórias —      Empates —      Derrotas

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É filho do ex-volante Vítor, que atuava no São José-SP na década de 80 e irmão do volante Juninho, que atua no Los Angeles Galaxy.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 22 de agosto de 2014.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Liga Copa Continental Estadual Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Santo André 2009 14 1 0 0 - - 12 4 26 5
2010 0 0 0 0 - - 8 1 8 1
Total 14 1 0 0 0 0 20 5 34 6
Internacional
(emprestado)
2011 10 1 - - 1 0 7 4 18 5
Total 10 1 0 0 1 0 7 4 18 5
Goiás 2012 34 12 8 4 - - 21 9 63 25
Total 34 12 8 4 0 0 21 9 63 25
Cruzeiro 2013 33 10 6 1 - - 10 3 49 14
2014 26 15 5 0 9 4 10 1 50 20
Total 59 25 11 1 9 4 20 4 99 34
Total na carreira 117 39 19 5 10 4 68 22 214 70

Títulos[editar | editar código-fonte]

Brasil Internacional
Brasil Goiás
Brasil Cruzeiro

Referências

  1. a b Breiller Pires. "De Gordo a Rambo: Ricardo Goulart mostra força e talento no Cruzeiro". Revista Placar. Visitado em 21/11/2014.
  2. Soccerway. Ricardo Goulart.
  3. Terra (28 de dezembro de 2011). Goiás anuncia mais reforços e contrata meia ex-Vila Nova.
  4. GloboEsporte.com (15 de novembro de 2012). Ricardo Goulart quer título da Série B para coroar temporada 'inesquecível'.
  5. UOL Esporte (3 de dezembro de 2012). Cuca valoriza Ricardo Goulart e Luan, que estão perto de serem oficializados pelo Atlético.
  6. Super Esportes (4 de janeiro de 2013). Cruzeiro finaliza acordo e oficializa contratação de Ricardo Goulart [ligação inativa].
  7. Cruzeiro oficializa contratação de Lucca, Ricardo Goulart e Nirley Globoesporte.com.
  8. O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,decisivo-ricardo-goulart-festeja-1-gol-pelo-cruzeiro,1013016Decisivo, Ricardo Goulart festeja 1.º gol pelo Cruzeiro Estadão (25 de março de 2013).
  9. Com quatro rodadas de antecedência, Cruzeiro vence e é campeão do Brasileirão Jornal Zero Hora (13 de novembro de 2013).
  10. Artilheiros do Libertadores 2014 Central Brasileirão.
  11. LAIGNIER, Gilmar. Ricardo Goulart recebe placa do presidente Gilvan por golaço marcado nos Estados Unidos.
  12. Cruzeiro vence e conquista Brasileirão 2014 com duas rodadas de antecedência Portal EBC (23 de novembro de 2014).
  13. Everton Ribeiro é eleito o melhor do Brasileirão UOL Esporte.
  14. Bola de Ouro, Goulart comemora: 'Vai ficar marcado na vida inteira' (08/12/2014). Visitado em 21/12/2014.
  15. Primeira lista de Dunga tem novatos de Corinthians e Cruzeiro e mais dez da Copa ESPN.com (19 de agosto de 2014).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.