Richard Shaull

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Millard Richard Shaull (1919, Felton, York, Pensilvânia25 de outubro de 2002[1] , Ardmore, Pensilvânia) foi um teólogo presbiteriano ecumênico estadunidense, reconhecido por suas contribuições ao desenvolvimento da gênese da teologia da libertação latino-americana[2] . Atuando como missionário na América Latina (Colômbia e Brasil), Shaull desenvolveu um pensamento teológico profundamente marcado pela centralidade de temáticas políticas e sociais características do contexto latino-americano, voltando-se para a análise das relações entre religião e sociedade, fé e política. Sua reflexão teológica tem sido constantemente associada ao desenvolvimento da assim chamada “teologia da revolução”, que alcançou um status no cenário teológico internacional, sobretudo, a partir da Conferência Mundial sobre Igreja e Sociedade, realizada em Genebra, em 1966, sob os auspícios do Conselho Mundial de Igrejas (CMI). Desenvolvendo um método teológico marcado pela correlação constante entre a mensagem cristã e a situação humana[3] , Shaull significou um “divisor de águas” na teologia e no protestantismo latino-americano, estabelecendo definitivamente um antes e um depois dele[4] .


Referências

  1. Falece o teólogo Richard Shaull. Página visitada em 6 de outubro de 2010.
  2. DUSSEL, Enrique. História da igreja latino-americana (1930-1985). 2. ed. São Paulo: Paulus, 1995, p. 74.
  3. ABREU, Fábio Henrique de. Mensagem e situação: considerações introdutórias para uma análise do método teológico de Richard Shaull. Protestantismo em Revista, São Leopoldo, v. 22, 2010, p. 50-58.
  4. FARIA, Eduardo Galasso. Fé e compromisso: Richard Shaull e a teologia no Brasil. São Paulo: ASTE, 2002, p. 143.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.