Rictor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rictor
Placeholder male superhero c.png

Dados da publicação
Primeira aparição X-Factor #17 (Junho de 1987)
Criado por Louise Simonson
Walter Simonson
Características do personagem
Alter ego Julio Esteban Richter
Espécie Mutante
Habilidades É a capacidade de criar e controlar ondas de choque. "No ar" essas ondas de choque podem desfazer qualquer coisa; se as criar na terra pode originar terremotos de varias intensidades; "na água" pode criar ondas de varias alturas.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Rictor é um personagem de histórias em quadrinhos da Marvel Comics. Criado por Louise Simonson e Walter Simonson, sua primeira aparição foi em X-Factor #17.

História[editar | editar código-fonte]

Quando uma criança, Julio viu a o seu pai ser morto por Conflyto. Mais tarde, Rictor foi encontrado pelo X-Factor e permaneceu com eles. Juntou-se com os Novos Mutantes, após o “Programa de extermínio” permaneceu em Genosha ao lado de Lupina. Quando seus amigos dos novos mutantes fundaram a X-Force, liderados por Cable, Ric não se uniu ao grupo, pois Conflyto era um clone de Cable, e embora Cable nada tivesse feito ao seu pai, Rictor não conseguia separar seu ódio a da imagem de Cable. Somente quando Cable sumiu da equipe e foi dado como morto foi que Ric ingressou para equipe de seus outrora colegas. Mesmo quando o Cable retornou, Rictor permaneceu, tentando dar-lhe o benefício da dúvida, e porque criou fortes amigos como Shatterstar. Durante este período, Rictor retornou a Guadalajara (em México) depois que seus primo e tio o envolveram em uma série de problemas. Rictor retornou então a X-Force justamente quando a equipe teve sua base movida para a Mansão-X, ele começou a usar mais sua telepatia nas ações da equipe, por disputas de liderança e arrogância de alguns membros, ele acabou se distanciando da equipe. Rictor retornou eventualmente a X-Force para apoiar Shatterstar, que se encontrava numa crise da identidade. Entretanto, após a operação: Tolerância Zero, Rictor e Shatterstar recusaram o convite de Cable a retornar a equipe. Ric voltou ao México onde se tornou o braço direito nos negócios de sua família, ainda lá ele e seu amigo Shater passaram por uma série de aventuras envolvendo a CIA de Verschlagen. Depois da derrota e das mortes de Verschlagen, Ric remanesceu no México com Shatterstar. Depois do desaparecimento do Professor X, e de seu retorno do espaço de Shi'ar e da derrota de Cassandra Nova, Rictor foi recrutado para a Corporação-X, em uma operação na Europa Rictor provou ter uma resistência natural ao controle da mente da Arma X (II). Depois do Dia-M, Rictor perdeu seus poderes e tentou suicídio, saltando do alto de um edifício, felizmente foi salvo por Jamie Madrox, este o convidou para se juntar a equipe de investigações do novo X-Factor, juntamente com Lupina, M, Syrin, Fortão e Butterfly (a Layla Miller da Dinastia M).


Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Suas habilidades permite que ele possa criar "ondas de choque" que podem desfazer qualquer coisa, seus poderes também são comparados com os de Avalanche,permitindo gerar ondas sísmicas de suas mãos, criando terremotos.

Referências