Rigshospitalet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rigshospitalet.

Rigshospitalet (em português: Hospital do Reino), ou simplesmente Riget, é o Hospital Nacional da Dinamarca, localizado na capital, Copenhaga. Rigshospitalet faz parte do Hospital Universitário de Copenhaga, juntamente com a Faculdade de Ciências da Saúde na Universidade de Copenhaga.

O Rigshospitalet foi fundado em 30 de março de 1757 sob o nome de "Kongelig Frederiks Hospital", pelo rei Frederico V. Nessa época estava localizado em Bredgade, no centro de Copenhaga. Desde 1903, o Estado tem sido o proprietário do hospital.

O Rigshospitalet tem a missão de ser o principal hospital da Dinamarca para pacientes que necessitam de tratamento altamente especializado.[1] . O papel do Rigshospitalet tem sido intensificado nos últimos anos por servir como uma instituição de acolhimento de vários departamentos especializados. Devido a isto, outros hospitais transferem os pacientes para o Rigshospitalet.

A proximidade do Rigshospitalet com o Panum Institute, a Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Copenhaga, e esta proximidade otimiza uma estreita cooperação entre os dois nos domínios da investigação e desenvolvimento. O Nordic Cochrane Centre e o Centro de Investigação e Cuidados de Enfermagem localizam-se dentro do Rigshospitalet.

Com 1.120 camas, o Rigshospitalet tem a responsabilidade de 65.000 pacientes internados e ambulatórios, recebendo, anualmente, cerca de 420.000. Para além das oito mil pessoas que lá trabalham, o hospital recebe estudantes de medicina e de outras ciências da saúde, assim como cientistas, que trabalham dentro do Rigshospitalet sob uma variedade de bolsas de investigação.

O hospital tornou-se famoso internacionalmente como o palco da mini-série de terror Riget. Também é famoso por ser o hospital no qual a Princesa Herdeira da Dinamarca deu à luz os seus quatro filhos com o Príncipe Herdeiro da Dinamarca, o Príncipe Christian, a Princesa Isabella, o Príncipe Vincent e a Princesa Josephine. Também nasceram no hospital os filhos do Príncipe Joaquim: o príncipe Nicolau da Dinamarca, o Príncipe Felix, o Príncipe Henrik e Princesa Atena.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um hospital ou uma instituição de saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.