Rio Abana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O rio Abana (ou Amanah) é o mais importante de dois rios que correm por Damasco mencionado pelo Livro dos Reis (2 Reis 5:12), e atualmente origina-se do rio Barada. Juntamente com o companheiro rio Pharpar, as correntes correm do oeste para o leste por entre a planície de Damasco, a qual deve muito ao rio por sua fertilidade, e perdem sua força nos pântanos, ou lagos dos prados, como são chamados, nas bordas do grande deserto da Arábia. Uma vez que o Barada sobe até o Antilíbano e evade das montanhas através de um estreito desfiladeiro, suas águas espalham-se como se fossem um ventilador, em canais ou rios, um destes, o rio Banias, conserva um traço de Abana.

John MacGregor, que deu uma interessante descrição desses canais em sua obra Rob Roy no rio Jordão, afirmava que, como uma obra da engenharia hidráulica — o sistema e a construção dos canais pelos quais os rios Abana e o Pharpar eram utilizados para irrigação —, eles podem ser considerados como um dos mais completos e abrangentes canais do mundo. Na Bíblia, Naamã exclama que os rios Abana e Pharpar são maiores do que todas as águas de Israel.

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikisource Textos originais no Wikisource

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Síria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.