Rio Banabuiú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rio Banabuiú
Ponte sobre o rio Banabuiú, próximo à sede do município de Morada Nova, Ceará.
Comprimento 314 km
Nascente Serra da Pipoca[1] , Pedra Branca, Ceará
Foz Rio Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Ceará
Área da bacia 17.900 km²
Afluentes
principais
Quixeramobim, Sitiá, rio Patu
País(es)  Brasil
País(es) da
bacia hidrográfica
 Brasil

O Rio Banabuiú é um rio brasileiro que banha o estado do Ceará. É o principal afluente do Rio Jaguaribe.

Banabuiú, que de acordo com Tomás Pompeu de Sousa Brasil, significa "Rio que tem muitas voltas": "bana" - que torce, volteia; "bui"- muito, com excesso; e "u"- água, rio. Outro topônimo de origem indigena diz que Banabuiú é o pantanal ou vale das borboletas.

O Rinaré, segundo os índigenas, nasce na Serra das Guaribas, município de Pedra Branca, e deságua no rio Jaguaribe em Limoeiro do Norte. Banha outros sete municípios: Mombaça, Piquet Carneiro, Senador Pompeu, Quixeramobim, Banabuiú, Jaguaretama e Morada Nova.

Condições Pluviométricas[editar | editar código-fonte]

O Quixeramobim, como todo curso de água cearense, sofre influência das variações das precipitações pluviométricas, sendo suas descargas máximas observadas na época das chuvas de janeiro a junho. sua bacia está totalmente inserida em uma região de clima tropical quente semi-árido[2] .

Geografia[editar | editar código-fonte]

Faz parte da bacia hidrográfica do Rio Jaguaribe. Seus principais afluentes são os rios Sitiá e Quixeramobim. Em seu curso está a terceira maior barragem cearense, o Açude Banabuiú. Este açude rio é responsável direto pela água utilizada no perímetro irrigado de Morada Nova, bem como o abastecimento residencial de deste e do município de Banabuiú.

Barragens[editar | editar código-fonte]

Na bacia do rio Banabuiú são monitorados pela COGERH 18 açudes, cuja capacidade total de armazenamento de água é de 2,758 bilhões de metros cúbicos. Entre os mais importante é possível citar:

Rio Banabuiú
Rio Sitiá (afluente)
Rio Quixeramobim (afluente)
Outros afluentes

Notas e Referências

  1. Alex Pimentel (22 de junho de 2014). Degradação do Rio Banabuiú é contada em documentário Diário do Nordeste. Visitado em 20 de outubro de 2014.
  2. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.