Rio Cocó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Setembro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Cocó
Trecho do Rio Cocó em Fortaleza
Comprimento 50 km
Nascente Serra da Aratanha, Pacatuba
Foz Oceano Atlântico, Fortaleza, Ceará
País(es)  Brasil
País(es) da
bacia hidrográfica
 Brasil

O rio Cocó é um rio brasileiro do estado do Ceará. O

O topônimo Cocó é o plural de que significa roça.[1] O topônimo faz uma alusão as roças dos povos indígenas que plantavam nas vazantes do rio.

Nasce na vertente oriental da Serra da Aratanha, na cidade de Pacatuba e nos seus 50 km de percurso passa por Maracanaú, Itaitinga e Fortaleza, para desaguar no Oceano Atlântico, nos limites das praias do Caça e Pesca e de Sabiaguaba.

No seu percurso nos municípios de Pacatuba e Itaitinga, sua águas são barradas pelo Açude Gavião.

O manguezal do rio Cocó em seus trechos preservados formam uma mata de mangues muito bela onde várias espécies de moluscos, crustáceos, peixes, répteis, aves e mamíferos compõem cadeias alimentares com ambientes propícios para reprodução, desova, crescimento e abrigo natural.


Referências

  1. Aragão, R. B, Indios do Ceará e Topônimios indígens, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994. pag. 125
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.