Rio Ibaizábal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Rio Ibaizábal
Comprimento 42 km
Nascente Montes Amboto e Udalaitz
Débito médio 11,8 m³/s
Foz Ria de Bilbau
Área da bacia 620 km²
Afluentes
principais
(ver lista)
País(es)  Espanha
Rio Ibaizábal está localizado em: Biscaia
Rio Ibaizábal
Localização da confluência do Ibaizábal com o Nervión na Biscaia
Coordenadas 43° 14' 24" N 2° 52' 35" O
A ponte de Astola, sobre o Ibaizábal, no município de Abadiano
O Ibaizábal à passagem por Santa Isabel, em Arrigorriaga
O Ibaizábal à passagem por Amorebieta-Echano
O Ibaizábal em Amorebieta-Echano

O rio Ibaizábal (em basco: Ibaizabal) é um rio da Biscaia, norte de Espanha, que juntamente com o rio Nervión forma a ria de Bilbau. Esta desagua no Mar Cantábrico a norte do centro da cidade de Bilbau.

O seu nome tem origem nas palavras bascas ibai (rio) e zabal (largo), ou seja, significa "rio largo". O rio resulta da união dos rios Zaldu (ou Zaldúa) e Elorrio, que confluem em Matiena, uma localidade do município de Abadiano. O Zaldu percorre os municípios de Zaldívar e Bérriz, enquanto o Elorrio passa pelos municípios de Elorrio e Axpe Achondo. Alguns autores consideram que o rio Ibaizábal se forma a partir da união dos rios Zumelegui (pu Zumelegi) e Arrázola, que ocorre no vale de Axpe Achondo.

Corre de sudeste para noroeste pelo vale do Ibaizábal, atravessando a região do Duranguesado, confluindo em Urbi, no município de Basauri, com o Nervión, um rio de caudal e extensão similar, e juntos correm para noroeste, formando a ria de Bilbau (também chamada do Nervión ou do Ibaizábal) à sua passagem por aquela cidade. Desagua no Golfo da Biscaia (Mar Cantábrico, Oceano Atlântico) a norte de Bilbau.

À exceção da parte mais a montante, as margens estão densamente urbanizadas e industrializadas, principalmente com indústrias metalúrgicas e químicas (de papel), o que contribui para a deterioração da qualidade da água e tem impactos negativos nos ecossistemas das margens, nomeadamente porque em alguns trechos o leito é canalizado ou estreitado artificialmente. As reformas do saneamento levadas a cabo em anos mais recentes têm melhorado muito a qualidade da água.

Bacia hidrográfica[editar | editar código-fonte]

A bacia hidrográfica do Ibaizábal é delimitada a sul pelos contrafortes dos montes Udalaitz e da cordilheira do Anboto e de Aramotz, a norte pelo Monte Oiz e a leste pela portela de Areitio e Elgueta. A bacia ocupa a parte centro-sul da Biscaia e uma parte do município de Aramayona, em Álava, tendo a leste a bacia do Deva e a norte as do Lea, Artibai, Oka e Butrón. A norte é limitada pelo Mar Cantábrico e pela bacia do Nervión.

As altitudes das montanhas da bacia não são especialmente elevada, culminando no Monte Anboto, com 1 337 metros, na extremidade sul. A norte, o ponto mais elevado é o Oiz, com 1 026 metros.

O comprimento do Ibaizábal até à sua união com o Nervión é de 42 km, desde a nascente do Zaldu no monte Santamañazar, em Zaldívar, a 500 m de altitude. A outra nascente, a do Elorrio, situa-se no chamada cubeta (reservatório) de Elorrio, no sopé do Anboto. No trecho médio do seu curso, Ibaizábal recebe o rio Arratia, que drena a vertente norte do Monte Gorbea (1 482 m) e é o afluente principal.

A área total da bacia do Ibaizábal até à confluência com Nervión é de 620 km². A área conjunta das bacias do Nervión, Ibaizábal e da ria de Bilbau é de 1 900 km².

Afluentes[editar | editar código-fonte]

O Ibaizábal é frequentemente considerado o principal afluente do Nervión (na margem direita), mas há autores que consideram que o Ibaizábal é o rio principal e que o Nervión é o seu principal afluente (na margem esquerda).

Antes de se confluir com o Nervión, os principais afluentes do Ibaizábal são:

  • Rio Zumelegui (considerado por vezes o rio principal)
  • Rio Arrazola
  • Ribeira (arroyo) Mendiola, em Abadiano
  • Rio Zaldu
  • Rio Mañaria
  • Ribeira (arroyo) de Oiz en Iurreta
  • Ribeira (arroyo) de Orozketa
  • Ribeira (arroyo) de Bernagoitia
  • Ribeira (arroyo) de Orobio
  • Ribeira (arroyo) de Euba
  • Ribeira (arroyo) de Larrabide
  • Ribeira (arroyo) de Artzagana
  • Ribeira (arroyo) de Larrea
  • Rio Arratia, cujos afluentes são:
    • Ribeira (arroyo) de Alzusta
    • Ribeira (arroyo) de Ibarguen
    • Ribeira (arroyo) de Uribe
    • Ribeira (arroyo) de Arteaga
    • Rio de Dima
    • Ribeira (arroyo) de Iurrebaso
  • Ribeira (arroyo) de Bedia
  • Rio Larrabetzu

Os afluentes da Ria de Bilbau, que também têm a forma de pequenas rias nas respetivas fozes, são os seguintes:

  • Rio Bolintxu
  • Rio Cadagua, cujos afluentes são:
    • Rio Ordunte
    • Rio Herrerías
    • Rio Llanteno-Ibaizábal
    • Rio Arceniega
    • Rio Artxola
    • Ribeira (arroyo) Otxaran
    • Ribeira (arroyo) Ganekogorta
    • Ribeira (arroyo) Nocedal
    • Ribeira (arroyo) Azordoyaga
  • Rio Asúa, cujos afluentes são:
    • Ribeira (arroyo) de Derio
    • Ribeira (arroyo) de Lujua
  • Rio Galindo, cujos afluentes são:
    • Rio Castaños
    • Ribeira (arroyo) Ballonti
  • Rio Gobelas, cujos afluentes são:
    • Rio Eguzkiza
    • Rio Udondo

Notas e fontes[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Ibaizábal
  • López, Txemi. Ríos de Euskadi (em espanhol). usuarios.multimania.es. Página visitada em 26 de abril de 2012.