Rio Oiapoque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oiapoque
Oiapoque
Comprimento 370 km
Foz Oceano Atlântico
País(es) Brasil e Guiana Francesa
País(es) da
bacia hidrográfica
 Brasil
Guiana Francesa

O rio Oiapoque é um curso d'água que delimita a fronteira entre o estado brasileiro do Amapá e o departamento de ultramar francês da Guiana. O Oiapoque nasce na serra Tumucumaque (ou Tumuc-Humac) e em seu trajeto é também chamado de Oyapock, Iapoco, Iapoc.[nota 1] Deságua no oceano Atlântico após percorrer cerca de 350 km.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Segundo Von Martius, célebre botânico alemão do século XIX, a palavra Oiapoque vem do tupi Oyapok e significa «[águas] que saltam por diversas partes», teoria que é corroborada pelo historiador João Barbosa Rodrigues, o qual também acredita na interpretação «águas que se arrebentam» ou «rio das corredeiras, encachoeirado».[1]

Tal tese é muito aceita, já que a partir da cidade de Clevelândia o rio é repleto de corredeiras.

História[editar | editar código-fonte]

Entre os séculos XVI e XVIII, foi chamado ainda de «rio de Vicente Pinzón», em homenagem ao explorador espanhol Vicente Yáñez Pinzón, que teria descoberto a sua foz em 1500.

Notas

  1. Verificam-se diversas grafias pelas historiografia: Guayapoco, Hiapoco, Iapoc, Iapoco, Japoc, Japoco, Oiapoc, Ojapoc, Ouarypoco, Ouayapoco, Oujapoc, Ouyapoc, Ouiapok, Ouayapoco, Ouyapok, Oviapoc, Oyapoc, Oyapoco, Oyapock, Oyapok, entre outras.[1]

Referências

  1. a b Confrades e sócios. Boletim da SBG. [S.l.]: Sociedade Brasileira de Geografia, 1950. 292 p.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.