Rio Orange

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Orange
Mapa da bacia do Orange.
Comprimento 2200 km
Nascente Drakensberg, no Lesoto
Afluentes
principais
Rio Vaal
País(es) Lesoto
África do Sul
Namíbia

O rio Orange (africâner e neerlandês: Oranjerivier), é o maior rio da África do Sul. Foi descoberto por indígenas, mas explorado cientificamente por europeus em 1760, e deve o seu nome ao coronel Robert Gordon, da Casa de Orange. Outra hipótese para a origem do seu nome, será devido à sua cor alaranjada, pouco comum, em oposição à do rio Vaal (em africâner cinzento, opaco, sem brilho). Sua nascente é localizada nas montanhas Drakensberg no Lesoto.

O Orange segue um percurso leste-oeste, num total de 2200 km, traçando a fronteira meridional da Província do Estado Livre. O seu percurso final constitui a fronteira África do Sul-Namíbia. Desagua no oceano Atlântico junto de Alexander Bay, a meio caminho entre Walvis Bay e a Cidade do Cabo.

O seu afluente mais destacado é o rio Vaal, que também nasce na cordilheira Drakensberg, a leste de Joanesburgo e define a fronteira entre o Transvaal e o Estado Livre, antes de se unir ao Orange a sudoeste de Kimberley. Depois da confluência com o Vaal, o Orange percorre terrenos áridos e selvagens do sul da região do Kalahari e Namaqualand.

Durante os últimos 800 km recebe muitos riachos intermitentes e vários wadis. O volume de caudal reduz-se consideravelmente devido à evaporação. Na época das chuvas, o rio Orange converte-se numa imparável torrente.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da África, integrado no Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.