Rio Sono

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Rio Sono
Bandeira desconhecida
Brasão de Rio Sono
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 14 de maio
Fundação 14 de Maio de 1982
Gentílico riosonense
Lema Cidade de Alegria e Paz
Prefeito(a) Roberto Guimarães Campos (PR) (DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de Rio Sono
Localização de Rio Sono no Tocantins
Rio Sono está localizado em: Brasil
Rio Sono
Localização de Rio Sono no Brasil
09° 20' 38" S 47° 54' 07" O09° 20' 38" S 47° 54' 07" O
Unidade federativa  Tocantins
Mesorregião Oriental do Tocantins IBGE/2008 [1]
Microrregião Jalapão IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Lizarda, Centenério, Novo Acordo, Pedro Afonso e Tocantínia.
Distância até a capital 150 km km
Características geográficas
Área 6 357,117 km² [2]
População 6 259 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 0,98 hab./km²
Altitude 196 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,626 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 28 962,759 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 564,66 IBGE/2008[5]
Página oficial

Rio Sono é um município brasileiro do estado do Tocantins, criado em 1982 com terras desmembradas de Lizarda.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A cidade está localizada às margens dos rios Sono e Perdido, na porção leste do Estado do Tocantins, e a uma distância de 150 km da capital Palmas. O município fica a uma altitude de 196 metros do nível do mar e sua população estimada em 2004 era de 5 686 habitantes.

Oficialmente a história de Rio Sono começa em 25 de maio de 1981, quando políticos, lideranças locais, professores, estudantes e o então Prefeito de Lizarda, Altamir Alves Bezerra e o presidente da Câmara da época, Antônio Nazário de Castro, fizeram um abaixo-assinado seguido de 243 nomes, onde se pedia a emancipação do então povoado Rio Sono. O processo se deu no ano seguinte, com a lei de nº 9.185, de 14 de maio de 1982.

Possui uma área de 6383,41 km².

Turismo[editar | editar código-fonte]

Sua praia artificial, de nome de Flor do Paraíso, somente é instalada no mês de julho de cada ano é o principal atrativo para os seus visitantes. Com barracas que atendem os usuários e palco montado, com shows nos finais de semana durante todo o mês e festas durante a noite em outros pontos da cidade.

As festas mais tradicionais acontecem no Centro Comunitário, mas se tratando do período de férias, todos os anos são realizadas festas, vaquejadas e shows numa estrutura montada exclusivamente para esse período e com capacidade de atender a todos os gostos e estilos em um único local.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do Tocantins é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.