Rio do Antônio (Bahia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Município de Rio do Antônio
Bandeira desconhecida
Brasão de Rio do Antônio
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 27 de julho
Fundação 1874
Gentílico riantoniense
Prefeito(a) Humberto Célio Guimarães (DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de Rio do Antônio
Localização de Rio do Antônio na Bahia
Rio do Antônio está localizado em: Brasil
Rio do Antônio
Localização de Rio do Antônio no Brasil
14° 24' 39" S 42° 04' 33" O14° 24' 39" S 42° 04' 33" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Brumado IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Lagoa Real, Brumado, Malhada de Pedras, Guajeru, Maetinga, Caculé e Ibiassucê
Distância até a capital 717 km
Características geográficas
Área 986,990 km² [2]
População 14 786 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 14,98 hab./km²
Altitude 550 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,576 baixo PNUD/2010 [4]
Gini 0,49 PNUD/2010[5]
PIB R$ 45 980,235 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 080,55 IBGE/2008[6]
Página oficial

Rio do Antônio é um município brasileiro do estado da Bahia, distante cerca de 717 quilômetros da capital. O topônimo, segundo historiadores, e adoção do nome do Rio do Antônio que percorre a região. Há, ainda, a lenda de que teria sido conferido ao lugar o prenome de Antonio Cunha, voluntário que partiu dali para a Guerra do Paraguai, de onde não voltou.

Sua população estimada em 2005 era de 15.461 habitantes. IBGE

História[editar | editar código-fonte]

Rio do Antônio surgiu com seus primeiros habitantes no ano de 1874, na Fazenda do Senhor Bemardo José Dias, onde o mesmo com seus filhos construiu uma Capela em louvor a Nossa Senhora do Livramento, que atualmente é a Padroeira do Município. Formou-se um povoado e como situava-se próximo à Fazenda do nativo Antônio, e na referida fazenda, passava-se um rio, aí denominou-se o Povoado de Rio do Antônio.

Em ocasiões mais tarde passou-se a Vila de Rio do Antônio, com a administração pública e a jurisprudência, pertenceu ao Município vizinho de Caculé. E só concretizada a sua emancipação política e oficializada em 27 de julho de 1962, publicado no Diário Oficial do estado da Bahia em 1 de agosto do mesmo ano, na lei vigente n° 1759.

O município de Rio do Antônio, localiza-se na Zona fisiográfica da Serra Geral, na Região Sudoeste da Bahia, na micro-região homogênea de Brumado. Limita-se ao sul com os municípios de Maetinga, Jânio Quadros e Guajeru, ao norte com Lagoa Real, ao leste com Brumado e Malhada de Pedras e ao oeste com Ibiassucê e Caculé.

Na sua dimensão geográfica/política, o município compõe-se de dois Distritos um por nome Ibitira e outro por nome Umbaúba.

A sua situação sócio/econômica, relativamente baixa com pequenos produtores/agricultores, com os seus principais produtos agrícolas para rendimentos e consumo próprio da: mandioca, feijão, milho, algodão e cana-de-açúcar. Também com pequenos rebanhos de aves, suínos, bovinos, eqüinos e caprinos.

No comércio, em atacado e varejo com várias casas comercias com mercadinhos, farmácias, restaurantes, padarias, hotéis, boates, bares e similares. Agência Bancária.

Na extensão do leito do rio com pequenas olarias no fabrico artesanato de tijolos e telhas e uma pequena cerâmica, também com pequenos alambiques no fabrico do aguardente.

Na saúde, implantado a Secretária Municipal de Saúde, com Unidades de Saúde no Município. Na educação curso de 2° grau de ensino médio

Geografia[editar | editar código-fonte]

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 25 de agosto de 2013.
  5. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). Perfil do município de Rio do Antônio - BA Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Página visitada em 4 de março de 2014.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.