Roaring Forties

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os clippers do século XIX costumavam utilizar como rota os Roaring Forties.
Rotas comerciais marítimas e localização dos "Quarentas Rugidores" (a vermelho na figura).

Os Roaring Forties (que em português se podem traduzir por Quarentas Rugidores, referindo-se à latitude 40 S) ou Vendavais da Latitude 40 são uma zona de fortes ventos existente entre os paralelos 40º S e 50ª S dos oceanos austrais, cuja orientação oeste-leste e força estão relacionadas com o efeito Coriolis. Esta corrente de ar foi descoberta pelo navegante neerlandês Hendrik Brouwer em 1610, que a converteu numa via rápida para navegar entre o sul de África e a colónia das Índias Orientais Neerlandesas (hoje Indonésia), na Insulíndia, pois precisava de atravessar o oceano Índico para chegar a Batávia [1] ao serviço da Companhia Holandesa das Índias Orientais. Esta rota foi também conhecida como rota de Brouwer. Pelos fortes ventos dominantes é habitual ser considerada perigosa pelos navegantes. A sua existência foi importante na chamada rota dos clippers que ligava a Europa à Austrália, Nova Zelândia e Extremo Oriente, muito usada na Era da Navegação.

Em mares mais austrais encontram-se outros ventos de circulação ao longo de paralelos, que foram chamadas pelos marinheiros com nomes análogos aos "Roaring Forties", usando a latitude a que se situam: é o caso dos Howling Fifties ou Furious Fifties (50º S) e os Shrieking Sixties ou Screaming Sixties (60º S).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. David Chidester,Carmel Schrire. Digging Through Darkness: Chronicles of an Archaeologist (em ). [S.l.]: University of Virginia Press, 1995. 191 pp. ISBN 0-8139-1558-9.