Rob Pilatus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rob Pilatus
Rob Pilatus a direita
Informação geral
Nome completo Robert Pilatus
Nascimento 8 de junho de 1964
Nova Iorque, Nova Iorque
País  Estados Unidos
Data de morte 2 de abril de 1998 (33 anos)
Local de morte Frankfurt,  Alemanha
Instrumento(s) Vocal
Afiliação(ões) Milli Vanilli, Fab Morvan

Robert "Rob" Pilatus (Nova Iorque, 8 de Junho de 1964[1] – 2 de Abril de 1998 em Frankfurt, Alemanha) foi um cantor, dançarino e modelo germano-estadunidense. Pilatus era membro do famoso dueto musical pop Milli Vanilli, com Fab Morvan.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Vida[editar | editar código-fonte]

Pilatus nasceu em Nova york nos Estados Unidos da América era filho de um soldado Afro-americano com uma stripper alemã. Pilatus foi adotado por um médico alemão e sua esposa aos quatro anos e foi criado em Munique. Aos catorze anos ele fugiu de casa. Ele trabalhou como modelo e dançarino Break , inclusive se tornou campeão de Breakdance. Ele estava nos Estados Unidos para uma competição de Breakdance, onde conheceu Fab Morvan, com quem foi assistir um conferência de dança e música em Los Angeles.[2]

Milli Vanilli[editar | editar código-fonte]

Pilatus e Morvan foram descobertos pelo produtor musical Frank Farian, que os conheceu numa discoteca em Berlin e os convenceu a fazer parte de um grupo musical. Milli Vanilli nasceu, com Pilatus e Morvan servindo de faces públicas para os talentos vocais de Charles Shaw e Brad Howell, que tiveram seu talentos musicais descobertos por Farian, mas faltava uma imagem mais comercializavel.[3]

O primeiro álbum de sucesso do Milli Vanilli foi Girl You Know It's True, que se tornou um hit mundial. O álbum produziu cinco canções hits incluindo três hits de sucesso: "Girl I'm Gonna Miss You", "Baby Don't Forget My Number" e "Blame It On The Rain".[4] Milli Vanilli ganhou o Grammy Award for Best New Artist em 21 de fevereiro de 1990 por "Girl You Know It's True".[5]

Apesar do enorme sucesso, a dupla foi um alvo freqüente de boatos e alegações de sobre apenas fazer movimentos labiais no palco e não ter cantado no álbum. Charles Shaw, um dos verdadeiros vocalistas do Milli Vanilli, relatou a um repórter sobre a verdade do grupo secreto por trás da banda , mas mais tarde retirou suas declaração, após Farian ter pagado a ele 1,5 milhão de dólares.[6]

Apesar das suspeitas, o sucesso (ou pelo menos a fama) havia subido a cabeça de Pilatus que além de demonstrar um comportamento errático e ter desenvolvido um vicio de cocaína, disse numa entrevista a revista Time muita polêmica: Musicalmente, somos mais talentosos do que qualquer Bob Dylan ou Paul McCartney. Mick Jagger não consegue produzir um som. Eu sou o novo Elvis. Mick Jagger não chega aos meus joelhos, quando se trata de carisma no palco![7]

Quando Pilatus e Morvan pressionaram Farian a cantar eles mesmos o próximo álbum, o produtor revelou a verdade para os reporters em 15 de novembro de 1990 que Pilatus e Morvan nunca chegaram a cantar realmente e que apenas dublavam as vozes. O Grammy Award do Milli Vanilli foi devolvido quatro dias depois[8] , e a Arista Records os retirou de sua lista e eliminou os seus álbuns e músicas de seu catálogo, tornando Girl You Know It's True o álbum de maior venda a nunca ser levado para fora da impressão. Uma decisão judicial nos Estados Unidos permitiram qualquer um que tivesse comprado o álbum para obter o reembolso [9]

Farian, posteriormente, falhou na tentativa de retornar o grupo sem Pilatus e Morvan.[10]

Tentativa Suicidio e de Retorno[editar | editar código-fonte]

Depois da descoberta da farsa e da queda súbita da banda, Pilatus foi incapaz de lidar com a súbita queda de graça, depois de misturar álcool e medicamentos prescritos, ele cortou um de seus pulsos em um hotel de Los Angeles, então foram chamados policiais e repórteres ao local, onde ele teve que ser removido da varanda de onde estava ameaçando saltar fora.[11]

Em 1993, a dupla assinou com um novo contrato e criou o álbum com o nome de Rob & Fab apresentando as suas vozes reais. O álbum vendeu apenas 2.000 exemplares[3] e a produtora faliu pouco tempo depois.[12]

Morte[editar | editar código-fonte]

Depois da tentativa mal sucedida de retorno, a dupla parou de cantar. Em 1996, Pilatus ficou três meses preso por assalto, vandalismo, roubo e tentativa, e passou seis meses numa clínica de reabilitação, antes de regressar à Alemanha.[13]

Uma porta-voz de Fab Morvan, Ilene Proctor, confirmou para a MTV News via e-mail que Morvan e Pilatus não tinha se falado desde 1995, embora ela diz que Pilatus tinha entrado em contato com Morvan por questões de gestão. Proctor também deixou claro que Morvan não tinha perdoado Farian, a quem, disse, é "voltar a ganhar com os rapazes." [14]

Morreu com quase 33 anos de idade, devido a uma overdose de comprimidos com álcool num hotel em Frankfurt. Há dúvidas se a overdose foi provocado de modo intencional (supondo suícidio) ou acidental.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Milli Vanilli[editar | editar código-fonte]

Rob & Fab[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://www.mtv.com/music/artist/milli_vanilli/artist.jhtml
  2. "Milli Vanilli's Pilatus Dead", mtv.com, 1998-04-06. Página visitada em 2008-07-25.
  3. a b Pilikington, Ed (2007-02-07). Hollywood pays lip service to Milli Vanilli guardian.co.uk. Visitado em 2008-07-25.
  4. Milli Vanilli: Billboard Chart History billboard.com. Visitado em 2008-07-25.
  5. Guzmán, Rafer (2008-02-10). Not every Grammy decision was a winner newsday.com. Visitado em 2008-07-25.
  6. Goodman, Fred; Trakin, Roy (1990-11-30). Artificial Vanilli ew.com. Visitado em 2008-07-25.
  7. http://www.imdb.com/name/nm1574756/bio
  8. Holden, Stephen. "Winner of Grammy Lost By Milli Vanilli: No One", 'New York Times', 1990-12-05. Página visitada em 2008-07-25.
  9. Dowell, Gary; Evans, Isaiah. In: Halperin, James L.. Heritage Music and Entertainment Dallas Signature Auction Catalog #622. [S.l.]: 2006, Heritage Capital Corporation. 34 pp. ISBN 1-599-67081-X.
  10. Elliott, Stuart. "Milli Vanilli Appears Again", 'New York Times', 1991-06-14. Página visitada em 2008-07-25.
  11. http://www.mtv.com/music/artist/milli_vanilli/artist.jhtml#bio
  12. Strauss, Neil. "Robert Pilatus, 32, Performer In Disgraced Band Milli Vanilli", 'New York Times', 1998-04-07. Página visitada em 2008-07-25.
  13. Chris, Willman. The Sad Truth 2 pp. ew.com. Visitado em 2008-07-25.
  14. http://www.guardian.co.uk/world/2007/feb/15/usa.musicnews

Ligações externas[editar | editar código-fonte]