Robert Barro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Robert Barro (28 de setembro de 1944) é um influente economista estadunidense, especializado em macroeconomia.

Biografía[editar | editar código-fonte]

Robert Barro licenciou-se em Física em 1965 pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia, obtendo seu doutorado em economia pela Universidade Harvard em 1975, onde trabalha desde 1986. Também é co-editor do Quarterly Journal of Economics desde 2004, foi editor do Journal of Political Economy e escreve uma coluna em Business Week desde 1998. Já escreveu mais de uma dezena de livros sobre economia. Caracteriza-se por sua crítica à teoria keynesiana e por seu posicionamento político conservador. O fio condutor de suas idéias é o de que a política econômica, principalmente a política fiscal, é incapaz de conduzir a economia a níveis maiores de produção e renda devido à antecipação dos agentes econômicos face à política econômica, que supostamente a neutralizaria. Tal teoria, a das "expectativas racionais", conduz à resignação e ao pessimismo no campo da política econômica, sendo assim avesso principalmente às perspectivas teóricas que vêm na ação da administração pública um elemento de transformação das estruturas sociais e econômicas.

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Macroeconomics (1984)
  • Economic growth , escrito junto a Xavier Sala-i-Martín (1998)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.