Robert Chase

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.



Robert Chase
Jesse Spencer é Robert Chase na série House MD
Sexo Masculino
Espécie Humano
Actividade(s) Médico
Amigo(s) Eric Foreman, Gregory House e Remy Hadley
Criado por David Shore
Filme(s) House MD(2004-(2012)
Interpretado por Jesse Spencer

Robert Chase, interpretado pelo ator Jesse Spencer, é um personagem da série de televisão americana House M.D..

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Especialista em medicina intensiva e ex-seminarista, é australiano, filho de um renomado médico, com quem não tem uma relação nada amistosa. Um dos preferidos de Dr. House, Chase é conhecido como um galã "fofo". Seus cabelos loiros e seus olhos entre o verde e o azul,somado à sua competência e seu respeito à vida o tornam quase uma figura de pureza dentro da série.

Na segunda temporada, no episódio "Autópsia", uma menina de nove anos tem aluninações e está condenada à morte. Ela diz que não queria morrer sem saber qual a sensação de um beijo e o pede à Chase, que a beija, sendo que todos se repugnam dele.

Chase faz parte do grupo de Gregory House porque é facilmente manipulado pelo chefe, sendo uma espécie de marionete, Chase sempre concorda com House para ter uma espécie de proteção, vã é claro, pois house é muito antisocial.

Na primeira temporada, demonstra interesse por sua colega de trabalho Allison Cameron. Porém, segundo o colega de trabalho Dr. Foreman, Robert "não consegue olhar para ela sem pensar em "algo mais".

Por isso, é vítima de várias tiradas sarcásticas de seu chefe Gregory House, e até da própria Cameron, que, em uma das sequências mais brilhantes da primeira temporada, pergunta a Chase e Foreman sobre que tipo de sexo seria capaz de matar algum dos dois. Então, respondendo às indiretas de Chase, ela responde:

"Sim,o sexo mata. Seu cérebro manda informações de lá para ninguém-sabe-aonde, seus músculos sofrem graves contrações e apesar disso você se sente como se estivesse no céu. Ainda assim, se Deus não tivesse feito isso parecer tão bom, a raça humana teria sido extinta."

Na segunda temporada, ele vai encontrar Cameron, que tinha se drogado, e eles tem a primeira relação sexual. Imediatamente ela se arrepende, mas a atração dele por ela se inicia.

Na terceira temporada, ele e Cameron se "encontram" involuntariamente em vários locais dentro do Princeton-Plainsboro Teaching Hospital, como um armário de limpeza, e até uma sala de terapia do sono. Chase e Foreman desconfiam que Cameron estivese jogando seu charme para cima de Chase só para causar ciúmes em House. Porém, na mesma 3ª temporada, ele e Cameron fizeram sexo. Mas ela diz que foram longe demais, o que aumenta as chances dela só querer causar ciúmes em House.

No final da terceira temporada ele é demitido por House, mas na quarta temporada ele continua trabalhando no hospital, no setor de cirurgias.

No último episódio da quinta temporada da série, ele e Cameron se casam.

Na sexta temporada, depois de voltar para o time, assassina um ditador trocando os medicamentos dele, mas não é preso graças a House e Foreman. Mais tarde, Cameron acaba o deixando.

Percebe-se facilmente que é cristão, pois num episódio da 6ª temporada vai confessar o seu pecado com o paciente que matou para deixar Cameron feliz ao ter razão e rezando para um bebê que matou num episódio da 2ª temporada.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.