Robert Flynn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robert Flynn
RobFLynn.jpg
Informação geral
Nome completo Lawrence Mathew Cardine
Também conhecido(a) como Robb Flynn
Nascimento 19 de julho de 1967
Origem Oakland, Califórnia
País Estados Unidos Flag of the United States.svg
Gênero(s) thrash metal
groove metal
Instrumento(s) vocal - guitarra
Período em atividade 1985 - presente
Gravadora(s) Roadrunner Records
Megaforce Records
Combat Records
Relativity Records
Afiliação(ões) Machine Head
Vio-lence
Forbidden
Página oficial http://www.machinehead1.com

Robert "Robb" Flynn é o guitarrista e o vocalista da banda de thrash metal/groove metal californiana, Machine Head. Robb formou a banda junto com Adam Duce, Logan Mader e Tony Costanza (não Chris Kontos) após deixar o Vio-lence. Antes de entrar no Vio-lence, ele chegou a tocar por um tempo nos thrashers do Forbidden.

Robert foi vítima de abuso sexual por um desconhecido perpetuador, quando era muito jovem. Ele escreve sobre o assunto com as músicas "Violate" (do The More Things Change), "Five" (do The Burning Red e "Trephination" (do Supercharger). No álbum Through the Ashes of Empires, ele revela em uma das letras, que foi abandonado quando era menor e colocado para a adoção. Isto causa nele um forte ódio de seus pais verdadeiros. Por causa disto, ele ama incondicionalmente sua família adotiva.

O músico além do Machine Head, chegou a tocar no Quarteto Da Pinga, um projeto com Andreas Kisser (Sepultura) e Jason Newsted (ex-Metallica/Voivod), participou do álbum Breed the Killers do Earth Crisis e foi um dos capitães do projeto Roadrunner United, lançado em 2005.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Machine Head[editar | editar código-fonte]

Vio-lence[editar | editar código-fonte]

Forbidden[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.