Roberto I da Normandia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roberto I de Normandía
duque de Normandia
Estátua de Roberto el Magnifico, em Falaise
Governo
Reinado Ducado da Normandia
Dinastia duque de Normandia
Vida
Nome completo Roberto I de Normandía
Nascimento 1010
Morte 3 de julho de 1035 (25 anos)
Pai Ricardo II da Normandia
Mãe Judite da Bretanha

Roberto I de Normandía, conhecido também como Roberto "O Liberal", Roberto "O Diabo" e também Roberto "O Magnífico" (1010 - 3 de Julho de 1035), foi duque de Normandia desde Agosto de 1027.

Apesar de ter sido o segundo filho de Ricardo II da Normandia, chegou ao senhorio do ducado ao suceder o ser irmão, Ricardo III da Normandia, que morreu prematuramente de uma forma tida como misteriosa, tendo Roberto I sido acusado várias vezes da morte do irmão.

Foi um apoiante feudal do rei Henrique I de França[1] , contra os irmãos do rei que se haviam revoltado contra a coroa, tendo recebido pelo serviço prestado o território de Vexin.

Estandarte da Normandia

Foi interveniente nos assuntos da Flandres e apoiou o seu primo Eduardo, o Confessor auxiliando na corte ducal a eventual submissão da Inglaterra ao rei dinamarquês Svend I de Dinamarca. Chegou mesmo a pensar a intervir militarmente em Inglaterra.

No campo da religião comandou a reforma monástica do Ducado Normando.

Durante 1034, durante uma grande fome por quase todo o Ocidente, decidiu partir em peregrinação a Jerusalém deixando nomeado como sucessor o seu único filho varão, Guilherme I de Inglaterra[2] , sob tutela de Alano III da Bretanha.

Partiu em Fevereiro de 1035 tendo morrido no caminho de regresso em Niceia, no dia 3 de Julho de 1035.

A sua morte precoce lançou o ducado numa onda de problemas e numa anarquia em larga escala levada pela disputa da herança do ducado. Estes problemas só foram resolvidos anos mais tarde com a Batalha de Val-ès-Dunes.

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Foi o segundo filho de Ricardo II da Normandia, Duque da Normandia (970 - 28 de Agosto de 1027[3] e Judite da Bretanha (950 - ?). Casou com Arlete de Falaise (1011 - 1062)[4] , filha de Fulberto de Falaise e de Doue ou Doda, de quem teve:

  1. Adelaide de Normandia (1029 -?) casou com Enguerrand II de Ponthieu (c. 1029 - 1053).
  2. Guilherme I de Inglaterra (1028 - 9 de setembro de 1087) , Duque da Normandia de 1035 a 1087 e Rei de Inglaterra de 1066 a 1087. Foi casado com Matilde de Flandres (1030 - 2 de novembro de 1083), filha de Balduíno V da Flandres (1012 - 1 de setembro de 1067)[5] , conde de Flandres, e de Adelaide de França (1009 - 1079), condessa de Corbie, filha do rei Roberto II de França,[6] e neta de Hugo Capeto, isto apesar da oposição do Papa Leão IX devido ao grau de parentesco que havia entre eles.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • The Lives of the Kings and Queens of England, Antonia Fraser, Book Club Associates, 1ª Edição, London, 1975. Pág. 24.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Henri sur le site Foundation for Medieval Genealogy
  2. Bates, David. William the Conqueror. Stroud, UK: Tempus, 2001. 33 p. ISBN 0-7524-1980-3
  3. Burke, John Bernard. The Royal Families of England, Scotland, and Wales, with Their Descendants, Sovereigns and Subjects. [S.l.: s.n.], 1852. ii–iii, Section V p. ISBN 1115404474 Página visitada em 2010-11-08.
  4. David C. Douglas, William the Conqueror, University of California Press, 1964, p. 380-383.
  5. Condes da Flrandes
  6. Genealogia de Roberto II no site FMG (em francês)