Roberto Marquis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde outubro de 2014)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Roberto Marquis (São Paulo, 30 de março de 1942) é um ator, humorista e produtor brasileiro. É mais conhecido pelo personagem Theobaldo, da campanha de uma marca de refrigerante. Trabalhou em diversos meios de comunicação. Seu trabalho mais recente foi no programa A Praça é Nossa, do SBT, com os personagens Osório, Tanaka, sendo o mais conhecido o Guarda Juju.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou na carreira artística, como figurante em 1962, na TV Tupi, no seriado Dom Camilo e os Cabeludos , com Otello Zeloni e Elias Gleiser. Também participou do infantil Gente Inocente com Lúcio Mauro fazendo um buldogue.

Em 1963, na TV Excelsior foi diretor de elenco da telenovela 2-5499 Ocupado, primeira telenovela de sucesso da TV brasileira, com Tarcísio Meira e Glória Menezes Ingressou na comédia participando de todos programas da casa como " A Cidade se Diverte", "Chico Anísio Show", José Vasconcelos, Vovô Deville, Show do Meio Dia, Walter Stuart, Teatro 63 e com Moacyr Franco, onde fazia o personagem de um guarda que ficou famoso pelo bordão "tadinho do moço".

Foi para o Rio de Janeiro para trabalhar na TV Tupi Canal 6, no projeto chamado Telecentro, cujo diretor era Boni, com os maiores nomes da TV Brasileira, fazendo diversos programas como "A Brasa da Casa",Moacyr Franco e outros, começou a cantar no programa de Aérton Perlingeiro,na TV Excelsior e na TV Globo, vestindo os personagens de Batman, Mandrake, etc.

Em 1967, na inauguração da TV Bandeirantes, foi contratado para dirigir vários programas produzindo a primeira versão do programa "Brasil Urgente", com Antônio Carvalho e os programas de sucesso na época como "Na Beira da Tuia", com Tonico e Tinoco. Também dirigiu Xênia Bier, "Campeões do 13, entre outros. Participou do programa "A Cidade de Araque", com o comediante Antonio Carlos, pai da atriz Glória Pires. Atuou ao lado de Zé do Caixão, Ankito e vários outros nomes.

Ficou conhecido nacionalmente em 1970, como Teobaldo, fazendo uma propaganda de refrigerante ideia do Arapuã ficando no ar por 3 anos viajava o Brasil todo o bordão Boko Moko, para designar coisas fora de moda,que virou até concurso de TV, ganhando todos os prêmios da propaganda na época, inclusive com reportagem com 8 paginas na revista Realidade da editora Abril. A propaganda até hoje é reconhecida como uma melhores campanhas produzidas no Brasil.

Em 1975 foi contratado pelo Estúdios Silvio Santos cinema e Televisão Ltda., para ser produtor e ator

Abriu uma produtora de comerciais que fazia todos os comerciais do Grupo Silvio Santos (Theobaldo Produções Artísticas Ltda.).Dirigiu e participou de vários comerciais para televisão, fazendo campanha em vários estados,produziu um comercial de uma concessionária de automóveis , com Ary Toledo, e Vianna Jr.,que usou o bordão Pois é, que acabou virando sinônimo de carro velho e que ainda é usada com este sentido até hoje.

Voltou a trabalhar na TV-tupi em 1978 ficou até o fim da emissora

Trabalhou na inauguração do SBT (antiga TVS) no programa Reapertura dirigido por Paulo Celestino,e no departamento de comerciais.para a TV.

Dublou na AIC vários personagens e series inclusive a série Os Três Patetas (dublando a personagem Curly), As Noivas Chegaram,entre outras.

No cinema produziu um longa metragem infantil, Dani, um cachorro muito vivo.Também atuou no filme Ainda Agarro Essa Vizinha,Os Mansos,Costinha contra King-Mong,A Viuvá Virgem,Amante Latino e muitos outros.Produziu e atuou na peça Chapeuzinho Vermelho na Praça de Walcyr Carrascojuntamente com Rony Rios,(velha Surda).

Gravou nove discos como cantor, a maioria com canções de carnaval.

Voltou para a TV Bandeirantes juntamente com Carlos Alberto de Nóbrega para iniciar o programa Praça Brasil,(pois o nome Praça da Alegria,àquela época,era da Rede Globo), e depois foram a convite de Silvio Santos para o SBT fazer o A Praça é Nossa,ficando 25 anos no programa.Fez shows em todos os estados do Brasil.

Hoje,trabalha com um grupo de amadores na cidade de Praia Grande- SP num projeto chamado Essa é Boa,que tenta resgatar o humor antigo sem apelar à sacanagem e à outros métodos.