Roberto Marquis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Roberto Marquis (São Paulo, 30 de março de 1942) é um ator, humorista e produtor brasileiro. É mais conhecido por uma personagem chamada Teobaldo, que apresentou no programa A Praça é Nossa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou na carreira artística, como figurante em 1962, na TV Tupi, no seriado Dom Camilo e os Cabeludos , com Otello Zeloni e Elias Gleiser. Também participou do infantil Gente Inocente

Em 1963 foi diretor de elenco da telenovela 2-5499 Ocupado, primeira telenovela de sucesso da TV brasileira, com Tarcísio Meira e Glória Menezes Ingressou na comédia participando dos programas " A cidade se diverte" , "Chico Anísio Show" e com Moacyr Franco, onde fazia a personagem de um guarda-civil que ficou famoso pelo bordão ...tadinho do moço.

Em 1967 foi para a TV Bandeirantes ,onde dirigiu vários programas de gente famosa como Tonico e Tinoco, Xênia Bier e Campeões do 13. Participou do programa "A Cidade de Araque".

Ficou conhecido nacionalmente em 1970, como Teobaldo, fazendo uma propaganda de refrigerante em que usava a frase boko moko, para designar coisas fora de moda.

Dirigiu e participou de vários comerciais para televisão, destaca-se o comercial de uma concessionária de automóveis , com Ary Toledo, que usa o bordão pois é, que acabou virando sinônimo de carro velho e que ainda é usada com este sentido.

No cinema produziu um longa metragem infantil, Dani, um cachorro muito vivo. Atuou no filme Ainda Agarro Essa Vizinha em 1974, fazendo o papel de um velho escocês, sucesso de bilheteria. Produziu e atuou na peça Chapeuzinho Vermelho na Praça de Walcyr Carrasco Fez diversas campanhas publicitárias,e participou como ator da novela Tudo ou Nada. Ingressou na Praça é Nossa ao lado de Carlos Alberto de Nóbrega, fazendo personagens como: guarda Juju, Tanaka e Osório.

Gravou nove discos, a maioria com canções de carnaval.