Rock-a-Doodle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Rock-a-Doodle
Rock-a-Doodle (PT)
Chantecler - O Rei do Rock (BR)
 Estados Unidos/ Reino Unido/ Irlanda
1991 • cor • 77 min 
Direção Don Bluth
Gary Goldman
Dan Kuenster
Produção Don Bluth
Gary Goldman
John Pomeroy
Roteiro História:
Don Bluth
John Pomeroy
David Steinberg
David N. Weiss
T.J. Kuenster
Gary Goldman
Elenco Phil Harris
Glen Campbell
Eddie Deezen
Toby Scott Ganger
Christopher Plummer
Sandy Duncan
Charles Nelson Reilly
Ellen Greene
Sorrell Booke
Will Ryan
Género Animação
Idioma Inglês
Música Robert Folk
Edição Lisa Dorney
Joe Gall
Fiona Trayler
Distribuição Estados Unidos The Samuel Goldwyn Company
Reino Unido Rank Organisation
Portugal Lusomundo Audiovisuais
Lançamento Reino Unido 2 de Agosto de 1991
República da Irlanda 23 de Agosto de 1991
Estados Unidos 3 de Abril de 1992
Brasil 3 de Julho de 1992
Portugal 1998
Página no IMDb (em inglês)

Rock-a-Doodle (com o mesmo título em Portugal e Chantecler - O Rei do Rock no Brasil) é um filme de animação norte-americano, que mistura desenhos animados e filmagens em live action, foi dirigido por Don Bluth e lançado 1991.O filme é vagamente baseado na fábula "Chanticleer and the Fox" de Geoffrey Chaucer, sobre um galo que acreditava que seu canto fosse responsável pelo nascer do sol. A fábula do "Galo Chantecler" também já foi contada em uma peça de teatro de Edmond Rostand, em 1910.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme começa com um garoto chamado Edmundo, lendo um livro, e literalmente "entrando" na história. O livro contava a história de um galo de fazenda chamado Chantecler, que acredita que seu canto seja o responsável pelo nascimento diário do sol. Não só o galo mas todos os outros animais acreditavam nisso, o que tornava Chantecler bastante popular na fazenda onde ele mora. Mas em uma madrugada, enquanto todos na fazenda dormiam, o Grão-Duque dos Mochos (corujas), que detesta a luz do sol, manda um de seus capangas até a fazenda brigar com Chantecler, e empedi-lo de cantar para o sol. Chantecler consegue vence-lo, mas, com toda a agitação da briga, ele acaba se esquecendo de cantar para o sol, que já nascia sem o canto dele. Após perceberem que o sol podia nascer sem que Chantecler cantasse, todos os animais da fazenda o ridicularizam e o acusam de impostor. Triste com isso, Chantecler sai da fazenda e vai para a cidade, onde encontra uma raposa que passa a ser seu empresário, e o lança em uma carreira de cantor. Enquanto isso na fazenda, o sol deixa de brilhar e uma forte chuva começa, provocando uma grande inundação, isso faz com que os animais se arrependam, e vão para a cidade à procura de Chantecler, pois o sol não havia brilhado mais após sua partida.

Personagens principais[editar | editar código-fonte]

  • Chantecler ("Chanticleer") - É um galo, que vive em uma fazenda com muitos outros animais, que gostam dele e de sua música. Seu principal inimigo é um mocho feiticeiro chamado o "Grão-Duque", junto com a gangue de mochos (ou corujas) que o servem. Durante o filme, Chantecler conhece uma faisoa chamada Goldie, que se torna sua namorada.
  • Pinky a Raposa ("Pinky Fox") - Ele é uma raposa obesa, que se torna empresário de Chantecler quando este vai para a cidade. Durante o filme é descoberto que ele é aliado do Grão-Duque.
  • Goldie Faisoa ("Goldie Pheasant") - Ela é uma "faisoa" (ou faisão fêmea), e também é uma caricatura da atriz e cantora Olivia Newton-John. Goldie é uma cantora, e também trabalha como artista contratada de Pinky a raposa. No início, ela parecia não gostar de Chantecler por ele ter roubado seu público, Goldie deveria apenas fingir que estava apaixonada por ele, por ordens de Pinky, mas quando ela o conhece melhor acaba gostando dele de verdade.
  • O Grão-Duque dos Mochos ou apenas O Duque ("The Grand Duke of Owls") - É um mocho feiticeiro que odeia a claridade e a luz do sol, e despreza Chantecler. É ele que transforma o garoto Edmundo em um gato, e o manda para dentro da história do livro. O Duque tem um sobrinho (do qual ele não gosta muito) chamado "Miúdo", que sempre o chama de "Tio Duquinho", deixando-o irritado. Ele é uma caricatura de Joseph McCarthy.
  • Miúdo ("Hunch") - O sobrinho do Grão-Duque, ele é uma pequena e atrapalhada coruja, e sempre é mandado pelo tio para fazer algum tipo de "trabalho sujo". Apesar de ser bem pequeno, ele é extremamente agressivo, mas tem também um comportamento infantil as vezes, sempre chamando seu tio de "Tio Duquinho". Miúdo adora fazer rimas com a palavra "aniquilação", e tem o costume de ficar cantarolando a "Cavalgada das Valquírias". Ele é uma caricatura de Joe Foss.
  • Edmundo ("Edmond") - Ele é o filho dos donos da fazenda, que é transformado em um gato pelo Grão-Duque. É ele também um dos que organizaram uma busca pela cidade, à procura de Chantecler.
  • Patou ("Patou") - É um beagle marron, ele também vai junto com Edmundo à cidade, em busca de Chantecler. Patou não sabe amarrar seus sapatos (que ele usa para proteger seus pés, que têm calos), mas graças a Edmundo, ele acaba aprendendo ao final do filme.
  • Boa-Vida ("Snipes") - É um pássaro pega-rabilonga. Ele viaja junto de Edmundo, Patou, e Xereta para a cidade em uma caixa de brinquedos, que boiava sobre a água da enchente, mas Boa-Vida os acompanha mais por interesse em conhecer a cidade, do que ajudar seus amigos. Ele sofre de claustrofobia, o que acaba se tornando um problema quando estão dentro da caixa de madeira, boiando na água, e ele começa a bicar buracos na caixa tentando fugir. Boa-Vida também está sempre provocando, e discutindo com a rata Xereta.
  • Xereta ("Peepers") - É uma rata do campo. Por ser uma rata, inicialmente ela fica com medo de Edmundo, que estava transformado em gato, mas o menino sempre tenta a convencer de que antes era um humano. Ela usa um pár de óculos bem redondos, e está constantemente discutindo com Boa-Vida.
  • Lombinho o Porquinho ("Stuey the Pig") - Um porco que está sempre assustado. Em quanto Edmundo, Boa-Vida, Patou, e Xereta vão para a cidade, ele fica para trás, vigiando a fazenda contra os mochos. Ele quase foi devorado pelo Grão-Duque, mas foi salvo quando o grupo de animais retornou com Chantecler, em um helicóptero que acendeu um farol de luz forte sobre o Grão-Duque, o assustando.

Dublagem brasileira[editar | editar código-fonte]

O filme foi dublado no Brasil pela Maga, nos estúdios da Marshmallow. Foi lançado inicialmente em VHS no início dos anos 90, e depois em DVD nos anos 2000. O lançamento em DVD contava com a "dublagem Maga", mas tinha uma imagem de VHS, enquanto nos outros idiomas do DVD, a imagem era remasterizada. O dublador Marcelo Gastaldi também participou das dublagens do filme, como locutor, e fazendo ainda algumas vozes secundárias. Durante os créditos finais, a voz de Gastaldi também aparece, dizendo todo o elenco de dubladores por ordem alfabética.

Dubladores[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]