Rodovia Professor Zeferino Vaz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SP-332.png
SP 332
Rodovia Professor Zeferino Vaz
(nome oficial, Lei 14.115 de 04/06/2010)
"Tapetão"
Trecho da SP-332
Nomes antigos Rodovia General Milton Tavares de Souza
Extensão 81 km
Inauguração 14 de julho de1981
Tipo Rodovia Estadual
Limite norte SP-191, Conchal, SP
Interseções
Limite sul Rua Carolina Florence, Campinas, SP
Concessão Rota das Bandeiras
Commons-logo.svg Imagens
norte
< Término da rodovia
SP-332 sul
Visc. de Porto Seguro >

Rodovia Professor Zeferino Vaz (anteriormente denominada Rodovia General Milton Tavares de Souza) é oficialmente um dos trajetos da SP-332, também conhecida como Rodovia Campinas-Paulínia ou Tapetão. Está situada na Região Metropolitana de Campinas, no interior de São Paulo.

Medindo 81 quilômetros, essa estrada de duas faixas (três em alguns trechos entre Campinas e Paulínia) possui intenso tráfego, fazendo a ligação entre as zonas urbanas de Campinas e Cosmópolis. Ela é conhecida principalmente por fazer a ligação entre o centro de Campinas com o distrito de Barão Geraldo, a Universidade Estadual de Campinas, a Pontifícia Universidade Católica de Campinas (Campus I) e o polo petroquímico de Paulínia (que conta com importantes indústrias como Replan, Rhodia, Shell, entre outras).

O Trecho Campinas-Barão Geraldo é composto por três faixas de rolamento em cada sentido; é um trecho com alto índice de tráfego de veículos e ao longo dele existem várias empresas, como a Arcor Biscoitos (antiga Campineira), Empresa Farmacêutica Medley e Equipesca, entre outras, e o Santuário de Nossa Senhora Desatadora dos Nós no km 112, sentido Barão Geraldo.

Radares fixos foram recentemente instalados ao longo da rodovia nos dois sentidos, para possibilitar o cruzamento de pedestres pela rodovia: dois na baixada em frente às empresas Perdigão, ACS e ao Motel Bariloche. Outros dois situam-se logo após a entrada do distrito de Betel - todos protegidos por guard-rails amarelos.

Esta rodovia faz parte da concessão do corredor Dom Pedro I, realizada em 2008 juntamente com outros lotes, e que recebeu três praças de pedágio: as duas primeiras em Paulínia e a outra em Engenheiro Coelho.

Trajeto[editar | editar código-fonte]

Vista da SP-332 no trecho entre Paulínia e Campinas.

O trajeto da Rodovia Professor Zeferino Vaz cruza os seguintes municípios e distritos (em itálico), a maioria deles situados na Região Metropolitana de Campinas:

Km Município ou distrito Região
110 Campinas Região Metropolitana de Campinas (RMC)
- Barão Geraldo
- Betel
121 Paulínia
134 Cosmópolis
148 Artur Nogueira
159 Engenheiro Coelho
- Tujuguaba Microrregião de Mogi Guaçu
168 Conchal
Congestionamento na Zeferino Vaz, no trecho entre Paulínia e Campinas

Outras rodovias[editar | editar código-fonte]

Alteração da nomenclatura[editar | editar código-fonte]

Em 4 de junho de 2010, foi aprovada a Lei 14.115, de autoria do deputado estadual Milton Flávio (PSDB), que alterou a denominação da rodovia, anteriormente chamada General Milton Tavares de Sousa, para a denominação atual. O motivo alegado pelo deputado foi que o nome anterior homenageava um militar ligado à ditadura, e que isso devia ser revisto. O nome atual homenageia o fundador e primeiro reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Zeferino Vaz (1908-1981).[1]

Localização dos pedágios[2] [editar | editar código-fonte]

Pedágio km Município Sentido Concessionária Geocoordenadas
1A 135,5 Paulínia Norte/Sul Rota das Bandeiras 22°41'24.58"S 47°09'18.08"W
1B 132,5 Paulínia Norte Rota das Bandeiras 22°42'47.21"S 47°08'33.79"W
2 159,7 Engenheiro Coelho Norte/Sul Rota das Bandeiras 22°30'53.15"S 47°11'34.07"W

Referências

  1. Lei que determina alteração do nome da Rodovia General Milton Tavares está aprovada (html) (em português). Portal de Paulínia. Página visitada em 15/07/2010.
  2. Rota das Bandeiras. Pedágios. Página visitada em 19 de julho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]