Rodrigo Santoro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde novembro de 2011).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


Rodrigo Santoro
Santoro no Filme Festival Internacional Toronto de 2011
Nome completo Rodrigo Junqueira dos Reis Santoro
Nascimento 22 de agosto de 1975 (38 anos)
Petrópolis, Rio de Janeiro
 Brasil
Ocupação Ator
Festival de Cannes
Melhor Revelação
2004 - Carandiru
Outros prêmios
Grande Prêmio Cinema Brasil
Carandiru (2004)
IMDb: (inglês)

Rodrigo Junqueira Reis Santoro (Petrópolis, 22 de agosto de 1975) é um ator brasileiro. Bastante popular no Brasil, tornou-se conhecido internacionalmente principalmente por sua atuação no aclamado seriado televisivo Lost e como Xerxes I em 300 e no filme 300 - A Ascensão do Império.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudante de jornalismo da PUC, no Rio de Janeiro, cursava a Oficina de Atores da Rede Globo quando foi reprovado num teste para a minissérie Sex Appeal. Mas não deixou-se abater e, naquele ano mesmo, conseguiu um pequeno papel na novela Olho no Olho. Depois, entrou no elenco de Pátria Minha. Em 1995 ganhou seu primeiro grande papel na TV, o Serginho, de Explode Coração. Na trama, seu personagem envolvia-se amorosamente com uma mulher mais velha, interpretada por Renée de Vielmond. Em 1997 viveu um dos personagens centrais da novela O Amor Está no Ar. Repetindo o que acontecera em sua última atuação em novelas, seu personagem, Léo, envolve-se com uma mulher mais velha, Sofia, de Betty Lago. No entanto, diferentemente do outro folhetim, dessa vez, ele fica balançado também por sua filha, a jovem Luísa, de Natália Lage. No ano seguinte, interpretou um frei que apaixona-se por uma prostituta na minissérie Hilda Furacão. Em 1999 viveu o problemático pintor Eliseu na novela Suave Veneno. Mais uma vez seu personagem envolveria-se em um triângulo amoroso entre mãe e filha. Enquanto tentava o suicídio, Eliseu conhece Eleonor, de Irene Ravache, mulher rica e que vive uma má fase em sua vida. Ela então se aproxima do rapaz, o incentiva e o apoia na carreira de pintor.

Posteriormente, ele também conhece sua filha mais nova, Maria Eduarda, de Luana Piovani, com quem termina a novela. Em 2001 integrou o elenco da novela Estrela-Guia, onde viveu o charmoso e sedutor Carlos Charles, que a pedido da mãe, seduz a protagonista da história, Cristal, vivida pela cantora Sandy, a fim de casar-se com ela e apoderar-se das terras que a moça herdou após a morte de seus pais.

Nesse mesmo ano, no papel de um jovem internado à força num manicômio pela própria família, no filme Bicho de Sete Cabeças, de Laís Bodanzky, faturou os prêmios de melhor ator em várias premiações ocorridas nos festivais de cinema de Brasília, Recife, Rio de Janeiro e de vários países sul-americanos.[1] Simultaneamente, atuou também no longa-metragem Abril Despedaçado, de Walter Salles, indicado ao Globo de Ouro, em 2002, como melhor filme estrangeiro, onde interpretou Tonho, um homem quieto do sertão, sujo de lama dos pés à cabeça. Interpretou o travesti Lady Di, do filme Carandiru, de Hector Babenco, em 2003. Nesse mesmo ano, integrou o elenco da novela Mulheres Apaixonadas, onde viveu o boa-vida Diogo. Casado com a histérica Marina, de Paloma Duarte, é pela prima Luciana, de Camila Pitanga, que ele nutre uma paixão avassaladora. Durante esse trabalho, pediu o afastamento temporário da novela, a fim de lançar-se na carreira internacional. Nesse período, filmou uma participação na produção americana Charlie's Angels: Full Throttle, onde apareceu por poucos minutos num papel sem texto. Também nesse ano, esteve presente no filme inglês Love Actually, em que fez par romântico com Laura Linney.

Rodrigo Santoro em 2004.

Em 2005, ao lado da atriz Nicole Kidman, gravou um comercial milionário para um perfume da Chanel. Nesse mesmo ano, após recusar o convite para protagonizar a novela Bang Bang, protagonizou as duas jornadas da minissérie Hoje é Dia de Maria. Em 2006 estreou na televisão internacional ao interpretar Paulo, personagem da terceira temporada da série Lost, que estreou no Brasil, em março de 2007, no canal a cabo AXN. No fim de 2006 foi indicado, à frente de Brad Pitt, para o ranking dos homens mais sensuais do planeta, promovido pela revista estadunidense People.

Em 2007 apareceu como vilão na produção canadense 300, do diretor Zack Snyder. Na história, adaptada dos quadrinhos de Frank Miller e Lynn Varley, despontou como o rei persa Xerxes I, papel para o qual teve que raspar completamente o cabelo e cobrir o rosto com dezenas de piercings. Pela sua atuação, foi indicado, ao lado dos premiados Jack Nicholson e Meryl Streep, para o prêmio MTV Movie Award de melhor vilão.[2] [3]

Santoro com equipe do filme Che em Cannes, em 2008.

Mesmo com uma carreira já estável fora do Brasil, afirmou que não pretende abandonar o cinema e a televisão brasileira. Em 2008, para viver um dos protagonistas do longa Os Desafinados, aprendeu a tocar piano,[carece de fontes?] e, em 2009, retornou à TV ao fazer uma participação especial na minissérie Som & Fúria, na pele do publicitário Sanjay. Em 2010, no longa-metragem Meu País, interpretou Marcos, um executivo, casado e bem-sucedido homem que viveu fora do país por anos devido ao desafeto com a família, mas se ve obrigado a retornar, após um derrame sofrido pelo pai. Foi confirmado[carece de fontes?] em Black Oasis, filme biográfico que conta a história da falecida atriz Susan Cabot, assassinada pelo próprio filho. A produção tem a direção de Stephan Elliott e traz Rose McGowan no papel de Cabot, esposa do personagem de Rodrigo.[4] Sua estréia está prevista somente para 2011.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Namorou por três anos a atriz Luana Piovani, de 1997 a 2000, quando se descobriu que ela o traía com o empresário Cristiano Rangel.[5] [6] Esteve em Ribeirão Preto para a pré-estreia do filme Meu País, dirigido por André Ristum. Na pele do personagem Marcos, no premiado longa-metragem, ele enfatizou a forte relação com a cidade e os motivos que o levaram a selecioná-la como um dos locais para uma avant-première: "A família inteira de minha mãe, Junqueira Reis, é de Ribeirão Preto. Venho pra cá desde pequeno. Tenho uma forte relação com a cidade. Metade de minha família é daqui".[7]

Em maio de 2013, assumiu seu relacionamento com a modelo, atriz, cantora, escritora e repórter, Mel Fronckowiak.[8]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Novelas
Ano Título Personagem
1993 Olho no Olho Pedro
1994 Pátria Minha Fernando
1995 Explode Coração Sérgio
1997 O Amor Está no Ar Léo
1998 Hilda Furacão Frei Malthus
1999 Suave Veneno Eliseu Vieira
2001 Estrela-Guia Carlos Charles Pimenta
2003 Mulheres Apaixonadas Diogo Ribeiro Alves
Filmes
Ano Título Personagem
1996 Depois do Escuro [9]
1998 Como Ser Solteiro Ele mesmo
1999 O Trapalhão e a Luz Azul Mosqueteiro
O Pequeno Stuart Little Stuart Little (voz)
2001 Bicho de Sete Cabeças Wilson Souza Neto[1]
Abril Despedaçado Tonho
2002 O Pequeno Stuart Little 2 Stuart Little (voz)
2003 The Roman Spring of Mrs. Stone Young Man
Carandiru Lady Di
Charlie's Angels: Full Throttle Randy Emmers
Love Actually Karl
2004 A Dona da História Luiz Cláudio
2007 300 Xerxes I [2] [3]
Não por Acaso Pedro
2008 Live, love, laught, but... Bellboy
Os Desafinados Joaquim
Redbelt Bruno Silva
Leonera Ramiro
Che Raul Castro
2009 I Love You Phillip Morris Jimmy Kemple
Post Grad David
Recém Formada David Santiago
2010 Talking with Dog
Manual Para Se Defender de Alienígenas, Zumbis e Ninjas Ninja
There Be Dragons Oriol
2011 Meu País Marcos
Rio Túlio (voz)
2012 Hemingway & Gellhorn Zarra
Heleno Heleno de Freitas
Quem Se Importa Narrador
What To Expect When You’re Expecting Alex
Reis e Ratos Roni Rato
2013 The Last Stand Frank Martinez
Uma História de Amor e Fúria Vilão
2014 300: Rise of an Empire Xerxes
Rio 2 Túlio (voz)
Jane Got a Gun Fitchum
2015 Focus Gárriga
TBA The 33 Laurence Golborne
Séries
Ano Título Personagem Notas
1996 Sai de Baixo Gama Episódio: "O Sexo Nosso de Cada Dia"
1996 A Comédia da Vida Privada Episódio: "Mulheres"
1998 Hilda Furacão Frei Malthus
2001 Os Normais Júlio Episódio: "Grilar é Normal"
2002 Pastores da Noite Padre Gomes
2005 Hoje É Dia de Maria Amado
Hoje É Dia de Maria - Segunda Jornada Dom Chico Chicote
2006 Lost Paulo 3ª Temporada: 7 episódios
2009 Som & Fúria Sanjay
2010 Afinal, o Que Querem as Mulheres? Rodrigo Santoro
Papai Noel Existe Robson Luiz
2012 As Brasileiras Carioca Episódio: "A Indomável do Ceará"
Teatro
Ano Título
D'Artagnan e os Três Mosqueteiros

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Trabalho Resultado
2000 Brasil Troféu Candango do Festival de Brasília Melhor Ator Bicho de Sete Cabeças Venceu
2001 Brasil Troféu Calunga do Festival de Cinema do Recife Melhor Ator Venceu
Brasil Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator Venceu
República Dominicana Festival de Cinema de Santo Domingo Melhor Ator Venceu
Brasil Festival Sesc Melhores Filmes Melhor Ator Venceu
2002 Brasil Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Venceu
Brasil Troféu APCA Melhor Ator Venceu
Colômbia Festival de Cinema de Cartagena Melhor Ator Venceu
Equador Festival de Cinema de Quito Cero Latitud Melhor Ator Venceu
2003 Brasil Troféu Candango do Festival de Brasília Melhor Ator Carandiru Venceu
Brasil Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Ator Indicado
2004 França Festival de Cannes Troféu Chopard de Revelação Masculina Venceu
2007 Estados Unidos MTV Movie Awards Melhor Vilão 300 Indicado
2008 Brasil Prêmio Contigo! de Cinema Melhor Ator Não por Acaso Indicado
2011 Brasil Troféu Candango do Festival de Brasília Melhor Ator Meu País Venceu
Cuba Festival de Havana Melhor Ator Heleno Venceu
2012 Peru Festival de Cinema de Lima Melhor Ator Venceu
Brasil Prêmio Contigo! de Cinema Melhor Ator Venceu
Estados Unidos ALMA Award Melhor Ator O Que Esperar Quando Você Está Esperando Indicado
2013 Brasil Prêmio ACIE de Cinema Melhor Ator Heleno Venceu

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Rodrigo Santoro
Precedido por
Everaldo Pontes
por São Jerônimo
Troféu Candango de Melhor Ator
por Bicho de Sete Cabeças

2000
Sucedido por
Selton Mello
por Lavoura Arcaica
& Werner Schünemann
por Netto Perde Sua Alma