Rodrigo Souza Leão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rodrigo Antonio de Souza Leão (Rio de Janeiro, 4 de novembro de 1965 – Rio de Janeiro, 2 de julho de 2009) foi um jornalista, músico, poeta, prosador e pintor brasileiro[1] .

Rodrigo é autor de livros, como: "Todos os cachorros são azuis" (virou peça teatral adapta por Ramon Mello)[2] , "Me rouparam uns dias contados" (romance póstumo que será adaptado para o cinema em 2013), "O Esquizoide - Coração na Boca" (romance póstumo que será adaptado para o cinema em 2013 por Felipe Bragança), "Há Flores na Pele", "Carbono Pautado", entre outros. Foi um dos autores premiados no Prêmio São Paulo de Melhor Livro edição 2008[3] .

Foi vocalista da banda Pátria Armada e fundador e coeditor da Zunái — Revista de Poesia & Debates[4] .

Na pintura, deixou inúmeros quadros inspirados na chamada Geração 80.

Ligação externa[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ronaldo Bressane - Ilustrada Folha.com (6 de novembro de 2011). A lucidez póstuma de Rodrigo de Souza Leão.
  2. Petrobras Cultura (31 de outubro de 2011). Projetos Patrocinados.
  3. Secretária de Estado de São Paulo (10 de outubro de 2011). Prêmio São Paulo de Melhor Livro.
  4. Petrobras Cultura (31 de outubro de 2011). Projetos Patrocinados.