Rogier van der Weyden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de Mulher

Rogier van der Weyden ou Rogier de Bruxelles, cujo verdadeiro nome é Rogier de la Pasture (Tournai, 1400Bruxelas, 18 de junho de 1464), foi um dos mais notáveis e importantes pintores góticos flamengos.

Ao ser proclamado pintor oficial da cidade de Bruxelas, adoptou o nome de Rogier van der Weyden, que era, notoriamente, um nome flamengo. Rogier trabalhou bastante em Bruxelas, especialmente na corte do Duque da Borgonha. Era um discípulo de Robert Campin. Partiu para Itália em 1450 e viveu em Roma e Ferrara, embora tenha voltado a Bruxelas no final da sua vida.

Rogier foi bastante aclamado durante sua vida inteira e vários pintores europeus, como Zanetto Bugatto, foram enviados para a oficina de Rogier para aprender com o mestre. Sua obra influenciou vários outros artistas como Hugo van der Goes, Hans Memling, Petrus Christus, Dieric Bouts, Gerard David, Joos van Cleef e Frans Floris.

Seus quadros são hoje disputados pelos melhores museus e coleccionadores de todo o mundo, encontrando-se algumas das suas obras no Museu do Prado, em Madrid e no Museu do Louvre, em Paris.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rogier van der Weyden


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.