Roi Mata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Domínio do Chefe Roi Mata *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Fele's Cave.jpg
Caverna de Fele
País  Vanuatu
Tipo Cultural
Critérios iii, v, vi
Referência 1280
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 17° 37′ S 168° 10′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 2008  (32ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Roi Mata foi um poderoso chefe melanésio onde hoje é Vanuatu. Sua tumba elaborada, que contem os corpos de mais de 25 membros de sua corte, foi descoberta pelo arqueólogo francês Jose Garranger em 1967.

De acordo com a lenda, quando Roi Mata conquistou a terra, seu primeiro objetivo foi unificar as tribos. Seu reino teve a reputação de ser pacífico. Infelizmente Roi Mata envenenado e morto por seu irmão, mas seu corpo não foi enterrado em sua terra natal pois os locais temiam seu espírito. Até hoje em dia, Roi Mata é um nome que não pode ser pronunciado.

UNESCO[editar | editar código-fonte]

Mapa do Domínio de Roi Mata

A UNESCO inscreveu o Domínio do Chefe Roi Mata nas ilhas de Efate, Lelepa e Eretoka como Patrimônio Mundial por "ser extremamente associado à tradição oral do chefe e de seus valores morais. O local reflete a convergência entre a tradição oral e a arqueologia testemunha a persistência das reformas e resolução de conflitos de Roi Mata, ainda relevantes ao povo da região"[1]

Referências

  1. Chief Roi Mata’s Domain. UNESCO World Heritage Centre - World Heritage List (whc.unesco.org). Em inglês ; em francês. Páginas visitadas em 21/02/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]