Rolante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Município de Rolante
"Capital Nacional da Cuca

e Terra Natal do Teixeirinha"

Bandeira de Rolante
Brasão de Rolante
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 28 de fevereiro
Fundação 28 de fevereiro de 1955 (59 anos)
Gentílico rolantense
Prefeito(a) Ademir Gonçalves (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Rolante
Localização de Rolante no Rio Grande do Sul
Rolante está localizado em: Brasil
Rolante
Localização de Rolante no Brasil
29° 39' 03" S 50° 34' 33" W29° 39' 03" S 50° 34' 33" W
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre IBGE/2008 [1]
Microrregião Gramado-Canela IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Porto Alegre
Municípios limítrofes Santo Antônio da Patrulha, São Francisco de Paula, Riozinho e Taquara
Distância até a capital 95 km
Características geográficas
Área 296,992 km² [2]
População 19 493 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 65,63 hab./km²
Altitude 38 m
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,778 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 200 358,083 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 971,04 IBGE/2008[5]
Página oficial

Rolante é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. É a "Capital Nacional da Cuca", e também conhecida por ser a terra natal de Teixeirinha e do técnico e ex-tenista Larri Passos. O município faz parte do Vale do Paranhana, e desde 2010 é parte da Região Metropolitana de Porto Alegre. Tem uma população de aproximadamente 20,6 mil habitantes, formada basicamente por descendentes de imigrantes alemães e italianos.

História[editar | editar código-fonte]

Pelo ano de 1888, iniciou-se o povoamento da sede de Rolante no município de Santo Antônio da Patrulha. De acordo com alguns historiadores, os tropeiros que levavam gado do Rio Grande do Sul para São Paulo se reuniam em Viamão para seguir a estrada geral de Cristóvão Pereira de Abreu, na direção do território paulista.

Esse roteiro atravessava o território do atual município de Rolante. Por volta de 1734 e 1735, quando de sua abertura, a estrada geral de Cristóvão Pereira de Abreu apresentava precárias condições de trânsito, embora fosse utilizada pelos viajantes que se dirigiam para o norte. Segundo informações, Ilha Nova, na área do atual campo de futebol do Avante, em Rolante, era um dos locais de pouso dos tropeiros. José Maciel Júnior, historiador, descendente da região, fala do nome Rolante: “O nome Rolante proveio do fato do rio, que serve de divisa atualmente entre esse município e o de Santo Antônio da Patrulha ser impetuoso e violento no período de suas cheias, levando tudo de roldão.”

A referência mais remota sobre a colonização de Rolante, segundo a Revista do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (número 06 a 12) consta que a doação oficial de terras a açorianos, em Rolante, data de 1761, quando o Governador Inácio Elói de Madureira concedeu Terras a José Ferreira de Carvalho.

Segundo informações orais, em 1882 teve inicio a chegada dos primeiros imigrantes alemães, vindos das colônias velhas, que se dirigiam para Alto Rolante (hoje Distrito de Rolante). O historiador Ademir Rost diz que em 1908, Giácomo Lodi, Carlos Franzoni e Miguel de Carli, donos de uma Empresa Colonizadora, adquiriram terras ao nordeste de Rolante em local a 800 metros de altitude, loteando-o com o nome de Nova Trípoli. Segundo tradição oral, por volta de 1910, uma leva desses proprietários, na época da primavera, vieram acompanhados de um sacerdote católico para Nova Trípoli, onde construíram suas casas e uma Sociedade Italiana, que chegou a ter bandeira e hino próprios. Essas terras de Nova Trípoli, já não pertencem a Rolante, ficaram com Riozinho.

A emancipação política de Rolante do município de Santo Antônio da Patrulha se deu, após algumas tentativas frustradas, em 28 de fevereiro de 1955, e o primeiro prefeito foi o Sr. Hugo Zimmer. Em 1988, Rolante perdeu seu território a leste pela emancipação política do município de Riozinho.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 29º39'03" S e a uma longitude 50º34'33" O, a região central do município encontra-se a uma altitude de 38 metros. Seus picos culminantes são o topo do Morro Grande, com 841 metros de altitude, e o Pico do Canta Galo, estando a 855 metros acima do nível do mar. Tem uma população de 20.599 habitantes, segundo o IBGE (2014).

O município possui uma área aproximada de 297 km², marcada por várzeas alagáveis em períodos de chuva, características dos vales. Seu entorno é repleto de montanhas de variadas altitudes, que ultrapassam os 800 metros nas porções mais ao norte do município.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

A cidade é cortada pelos rios Rolantinho da Areia, Rio Rolante e Rio dos Sinos.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Caminho das Pipas[editar | editar código-fonte]

No interior de Rolante, na comunidade de Boa Esperança, produtores de vinho se uniram em maio de 2006 para criar um roteiro turístico explorando esta potencialidade do município. O Caminho das Pipas tem um traçado que percorre sete propriedades rurais onde é possível experimentar e comprar, além dos vinhos, uma infinidade de produtos artesanais, como pães, cucas, salames, queijos e doces como schmiers e geleias. À disposição dos aventureiros que realizarem o roteiro, a típica culinária italiana.

As marcas Vinhos Finger, Vinhos Bennato, Vinhos D´Boa Esperança, Vinhos Don Franchesco, Restaurante Cantina Figueira Branca, Vinhos Dallarosa, Vinhos Montemezzo e Vinhos Sbardelotto integram o roteiro. Podem ser encontrados diversos tipos de vinhos, produzidos a partir de vários tipos de uvas, gerando as qualidades bordô, borgonha, niágara, cabernet, merlot e moscato.

Gincana Municipal de Rolante[editar | editar código-fonte]

A tradição das gincanas culturais está presente em alguns lugares do país, em destaque no Rio Grande do Sul, e principalmente em algumas regiões, como o Vale do Paranhana, Vale do Rio do Sinos e Região Carbonífera.

Realizada ininterruptamente há 25 anos, a Gincana Municipal de Rolante atrai pessoas de várias partes do Rio Grande do Sul para prestigiar e participar de atividades que envolvem cultura, esporte, raciocínio lógico, coleção de objetos e outras diversas práticas. A tradição das equipes é prezada e nesta, que é considerada umas das principais gincanas do Estado, as rivalidades são muito acirradas.

As equipes ativas na atualidade são a Equi Tu Tem Com Isso!?, Equipe Caipira, Equi-Funil, Equipe Coyoti e Equi-Brahmeiros. A maior campeã, com dez títulos, foi a Equipe Pinel, hoje extinta, bem como outras equipes que já estiveram na disputa, como a Flower, Recruta, Circo e Destilado.

Kuchenfest[editar | editar código-fonte]

Colonizada por alemães, em sua grande maioria, o município de Rolante realiza há 18 anos, desde 1996, a Kuchenfest, ou Festa da Cuca, realizada sempre após os festejos do feriado municipal de emancipação. Uma das festas típicas mais tradicionais da região, com inúmeros shows de bandas estaduais e nacionais, oferece dezenas de sabores de cucas aos visitantes de todo o país. A tradição das cucas rendeu à Rolante o título de "Capital Nacional da Cuca".

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]