Ronald Reagan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ronald Reagan
40º Presidente dos Estados Unidos Estados Unidos
Mandato 20 de janeiro de 1981
a 20 de janeiro de 1989
Vice-presidente George H. W. Bush
Antecessor(a) Jimmy Carter
Sucessor(a) George H. W. Bush
33º governador da Califórnia Califórnia
Mandato 2 de janeiro de 1967
a 6 de janeiro de 1975
Antecessor(a) Pat Brown
Sucessor(a) Jerry Brown
Vida
Nome completo Ronald Wilson Reagan
Nascimento 6 de fevereiro de 1911
Tampico, Illinois,
 Estados Unidos
Morte 5 de junho de 2004 (93 anos)
Los Angeles, Califórnia,
 Estados Unidos
Dados pessoais
Alma mater Eureka College
Cônjuge Jane Wyman (1940–1949)
Nancy Davis (1952–2004)
Partido Republicano (1962–2004)
Religião Discípulos de Cristo
mais tarde Presbiterianismo
Profissão Ator
Assinatura Assinatura de Ronald Reagan
Serviço militar
Serviço/ramo Exército dos Estados Unidos
Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos
Anos de serviço 1937–1945
Graduação Capitão

Ronald Wilson Reagan (Tampico, 6 de fevereiro de 1911Los Angeles, 5 de junho de 2004) foi um ator e político estadunidense, 33º governador da Califórnia e 40º presidente dos Estados Unidos, nascido em Illinois, Reagan mudou-se para Los Angeles, Califórnia na década de 1930, onde trabalhou como ator e se tornou presidente da Screen Actors Guild (SAG), e porta-voz da General Electric (GE). Sua carreira política tem suas origens durante seu trabalho para a General Eletric. Originalmente membro do Partido Democrata, Reagan mudou para o Partido Republicano em 1962, tendo na época 51 anos de idade, creditando tal mudança às posições cada vez mais esquerdizantes do Partido Democrata, afirmando que eles o havia abandonado ao deixarem de ser o partido de Thomas Jefferson, Andrew Jackson e Grover Cleveland para se tornar o partido de Karl Marx, Vladimir Lênin, e Josef Stálin.[1]

Após realizar o seu famoso discurso A Time for Choosing, em apoio à candidatura de Barry Goldwater à presidência dos Estados Unidos em 1964, Reagan tornou-se um fenômeno no Partido Republicano, ganhando forte apoio entre os eleitores do partido e sendo persuadido a candidatar-se ao cargo de Governador da Califórnia. Foi eleito para o cargo dois anos depois, em 1966, e reeleito em 1970. Em 1968 e 1976, Reagan participou das primárias republicanas para escolha do candidato do partido à presidência, sendo derrotado em ambas as oportunidades. No entanto, em 1980, Reagan finalmente foi escolhido como candidato republicano e, logo após, elegeu-se presidente dos Estados Unidos, tornando-se o mais velho a ser eleito para o cargo (69 anos e 349 dias).[2]

Como presidente, Reagan implementou uma série de ousadas iniciativas econômicas e novas políticas. Sua política de recuperação econômica através do estímulo à oferta (supply-side economics), popularmente conhecida como "Reaganomics", incluiu medidas de desregulamentação e cortes de impostos, implementadas já no seu primeiro ano de mandato em 1981, no final de seu governo os Estados Unidos alcançaram o maior período de prosperidade em tempos de paz.[3]

Em 1994, cinco anos após o fim de sua presidência, ele revelou que estava sofrendo da doença de Alzheimer. Morreu dez anos depois, com 93 anos de idade. É considerado pelo povo americano como um dos maiores presidentes da história dos Estados Unidos[4] e era creditado com o renascimento do ideológico da direita americana.[5]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Reagan nasceu em Tampico, Illinois, o segundo de dois filhos de John (Jack) Reagan e Nelle Wilson. A família Reagan viveu brevemente em várias cidades, incluindo Monmouth, Galesburg e Chicago todas no estado de Illinois até 1919, quando eles voltaram para Tampico e se estabeleceram acima de uma loja chamada HC Variety Pitney.[6]

De acordo com Paul Kengor, autor de Deus e Ronald Reagan, Reagan foi particularmente convencido da bondade das pessoas, que resultou da fé otimista de sua mãe, Nelle [7] e crenças dos Discípulos de Cristo da Igreja Cristã[7] dans laquelle il fut baptisée en 1922[8] em que ele foi batizado em 1922. Seguindo o fermetre Pitney loja no fim do ano de 1920, a família mudou-se para Dixon[9] e o "pequeno universo" midwest teve uma influência duradoura em Reagan[10] . Ele estudou na Dixon High School[11] , onde se tornou interessado na comédia, esportes e narração.

Em 1927, com dezesseis anos de idade, Reagan começou um trabalho no verão como salva-vidas em Lowell Park, a três quilómetros de Dixon na vizinha Rock River. Ele continuou a trabalhar como um salva-vidas em Rock River pelos sete anos seguintes, tendo salvo 77 pessoas de afogamento[12] . Posteriormente, Reagan faria uma piada de que nenhuma dessas ter-lhe-ia agradecido. Ele era um membro da equipe de futebol, o capitão da equipe de natação e foi eleito presidente do corpo estudantil. Nesta posição, nomeadamente Reagan liderou uma revolta contra o presidente da universidade, que queria reduzir o financiamento da faculdade.[13]

Carreira cinematográfica[editar | editar código-fonte]

Ronald Reagan em Knute Rockne-All American 1940

Depois de se formar em Eureka no ano de 1932, Reagan foi a para o estado de Iowa, onde foi entrevistado para numerosas rádios locais. A Universidade de Iowa, o contratou para transmitir jogos em casa para o time de futebol dos Hawkeyes. Ele recebeu 10 dólares por jogo. Pouco depois do trabalho de apresentador, libertou o WOC estação de rádio em Davenport, e Reagan foi contratado, agora ele ganhara 100 dólares por mês. Ajudado por sua voz persuasiva, ele entrou na estação OMS em Des Moines como locutor de jogos de beisebol do Chicago Cubs[14] . Sua especialidade era realizar comentários de correspondência que foram enviadas por telegrama para o rádio. Então, ele seguiu os Cubs na Califórnia, Reagan realizou uma audição filme em 1937, que levou a um contrato de sete anos com o estúdio Warner Bros[15] . Ele passou os primeiros anos de sua carreira em Hollywood para fazer filmes na unidade de "Filme B".[16]

Reagan em Cowboy from Brooklyn em 1938.

Seu primeiro papel principal foi em Love Is on the Air em 1937, e em 1939, ele já tinha aparecido em 19 filmes. Antes do filme A Estrada de Santa Fé, em 1940, ele desempenhou o papel de George "The Gipper" Gipp no filme Knute Rockne, All American daí o seu apelido de "The Gipper"[17] . O papel favorito de Reagan foi o de um casal com pernas amputadas no filme Kings Row, em 1942[18] , o título de sua autobiografia "O que aconteceu com o resto de mim?" publicado em 1965, na verdade refere-se ao diálogo da película. Muitos críticos consideram KIngs Row como o seu melhor desempenho[19] mesmo que o filme foi condenado por Bosley Crowther do The New York Times.[20] [21] [22] .

No entanto, ele não conseguiu capitalizar seu sucesso, porque ele foi chamado para o exército dois meses após o lançamento do filme e ele nunca recuperou seu status de celebridade na indústria do cinema. Após quatro anos de ausência devido a Segunda Guerra Mundial, Reagan apareceu em filmes como The Voice of the Turtle, John Loves Mary, The Last Voyage, A Rainha da Pradaria, e The Killers (seu último filme)[23] . Ao longo de sua carreira no cinema, sua mãe respondeu a maioria das cartas de admiradores[24] .

Ronald Reagan atuou como ator no cinema até 1959 e partir daí passou a trabalhar nos bastidores da indústria cinematográfica, quando virou presidente do sindicato dos atores dos Estados Unidos, em toda sua carreira no cinema ele atuou em 53 filmes, com seu sucesso na indústria cinematográfica Ronald Reagan conseguiu uma grande popularidade no país e com isso conseguiu ganhar as eleições de 1966 para governador da Califórnia.[25]

Carreira Militar[editar | editar código-fonte]

Reagan foi chamado para o serviço ativo, pela primeira vez em 18 de abril de 1942. Devido a sua miopia, ele não poderia ser enviado para a frente.[26] Sua primeira missão foi em Fort MacArthur , em San Francisco, Califórnia, onde ele era um oficial de ligação ao porto e do Escritório de Transporte. Com o acordo das Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos (USAAF), ele foi transferido da Cavalaria da USAAF em 15 de maio de 1942 e foi designado para relações públicas da USAAF, primeira unidade Motion Picture (oficialmente "18ª Unidade de Base da USAAF"), em Culver City, Califórnia, esta unidade composta exclusivamente de cinema pessoal estava fazendo filmes de propaganda para o Exército dos EUA. Em 14 de janeiro 1943, ele foi promovido a primeiro-tenente e foi enviado para as filmagens de This Is the Army em Burbank, Califórnia. Ele voltou para a primeira unidade Motion Picture após esta missão e foi promovido a capitão em 22 de julho de 1943.

Em janeiro de 1944, o Capitão Reagan foi temporariamente destacado para Nova York para participar da abertura da sexta rodada de bônus de guerra. Ele voltou para a primeira unidade Motion Picture em 14 de novembro de 1944 e lá permaneceu até o fim da guerra. Ele foi recomendado para promoção a major em 2 de fevereiro de 1945, mas a nomeação foi rejeitada em 17 de julho[27] . Ele voltou para Fort MacArthur, e ele foi retirado do serviço ativo no dia 9 de dezembro de 1945[28] . No final da guerra, suas unidades tinha produzido mais de 400 filmes para a USAAF.

Presidente da SAG[editar | editar código-fonte]

Ronald Reagan como anfitrião do General Electric Theater.

Reagan foi eleito para o comitê executivo da Screen Actors Guild (SAG), pela primeira vez em 1941 e serviu como substituto. Após a Segunda Guerra Mundial, retomou as suas funções e se tornou vice-presidente em 1946[29] . A adoção de normas sobre conflitos de interesse levou à demissão do presidente da SAG e seis membros da Comissão Executiva, Reagan foi nomeado para a eleição como presidente e foi eleito[29] . Ele fora reeleito por mais sete anos mandatos de 1947 à 1952 e em 1959, Reagan levou SAG através de anos agitados que foram marcados por conflitos sobre a gestão do trabalho, a Lei Taft-Hartley, audiências do Un-American Activities Committee Casa e a Lista Negra de Hollywood.

Embora tenha sido um crítico da televisão, Reagan não poderia encontrar papéis em filmes na década de 1950 e decidiu se juntar a este meio. Ele foi contratado para apresentar o General Electric Theater , uma série de dramas semanais que se tornaram muito popular. Seu contrato exigia que ele faça visitas para a General Electric por 16 semanas em um ano e que daria 14 discursos por dia. Ele ganhou cerca de 125.000 dólares por ano para este trabalho. Seu último trabalho como ator profissional estava presente na série Ticket to Far West. Reagan e Nancy Davis apareceram juntos várias vezes, incluindo um episódio de GE Theater em 1958 chamado A Turquia para o presidente[30] .

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 1938, Reagan atuou no filme Brother Rat com a atriz Jane Wyman (1917-2007). Eles foram contratados pelo Teatro Chicago[31] e em 26 de janeiro de 1940 casaram-se em uma igreja em Glendale, Califórnia[32] . Eles tiveram duas filhas, Maureen (1941-2001) e Christine (nascido em 1947, mas viveu apenas um dia), além de um terceiro, Michael (nascido em 1945)[33] . Após disputas sobre as ambições políticas de seu marido, Wyman pediu o divórcio em 1948[34] e foi formalizado em 1949. É o único presidente dos EUA a se divorciar[17] [35] .

Foi o mais longevo presidente dos Estados Unidos. Sua mão dominante era a esquerda, embora fosse considerado um ambidestro - possivelmente, um sinal de que foi forçado a treinar a escrita com a mão direita, na infância.[36] [37]

Ronald com Nancy Reagan a bordo de um barco, na Califórnia, em 1964.

Reagan conheceu a atriz Nancy Davis (nascida em 1921), em 1949[38] , depois de ter contato com ele na sua qualidade de presidente do Screen Actors Guild para ajudar a resolver problemas com o aparecimento de seu nome em um lista de comunistas em Hollywood (ela tinha sido confundida com outra Nancy Davis). Ela descreveu seu primeiro encontro, dizendo: "Eu não sei se foi exatamente amor à primeira vista, mas não ficara muito longe de ser. " Eles foram contratados no restaurante Chasen, em Los Angeles e se casaram em 4 de março de 1952 na Igreja Little Brown no Vale de San Fernando.[39] O ator William Holden foi testemunha no casamento. Eles tiveram dois filhos, Patti (nascido em 21 de outubro de 1952) e Ron (nascido em 20 de maio de 1958).

Em 1994, foi diagnosticado que sofria do Mal de Alzheimer, do qual viria a morrer dez anos mais tarde. Faleceu em 5 de Junho de 2004. Encontra-se sepultado na Ronald W. Reagan Presidencial Library, Simi Valley, Condado de Ventura, Califórnia nos Estados Unidos.[40]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Reagan começou sua carreira política como um democrata liberal, ele era um admirador de Franklin D. Roosevelt e um defensor das políticas do New Deal. No início de 1950, impulsionado por seu relacionamento com a atriz republicana Nancy Davis[41] [42] , ele começou a se mover para a direita e, mantendo-se democrata, apoiou os candidatos republicanos à presidência de Dwight D. Eisenhower , em 1952 e 1956 e a de Richard Nixon, em 1960[43] . O último apoio ativo de Reagan como um democrata foi em 1950, quando ele ajudou Helen Gahagan Douglas em sua campanha ao Senado contra Richard Nixon[44] . Após ser contratado para apresentar o General Electric Theater[45] , Reagan logo começou a abraçar os pontos de vista conservadores do parceiro oficial da empresa[45] [46] . Seus muitos discursos na GE que ele havia escrevido geralmente não eram partidários, mas trazia uma mensagem conservadora e pró-empresarial, ele foi influenciado por Lemuel Boulware, um executivo sênior da GE. Boulware, conhecido por sua força contra os sindicatos e suas estratégias para vencer tais trabalhadores, foi um firme defensor dos conceitos básicos do conservadorismo americano moderno: mercados livres, o anticomunismo, impostos mais baixos e de governo limitado[47] . Finalmente, a avaliação do discurso de Reagan tornou-se pior e GE se desfez em 1962[48] . Em agosto de 1962, Reagan formalmente se juntou ao Partido Republicano.[49]

No início de 1960, Reagan se opôs à legislação de direitos civis, dizendo: "Se uma pessoa quer discriminar negros ou outros ao vender ou alugar a sua casa, é seu direito[50] . "Ele citou sua oposição à intromissão do governo em liberdades pessoais, ele defendeu fortemente ter motivos racistas e depois mudou de posição por aprovar leis sobre direitos de voto e uma maior igualdade na adesão ao invólucro[51] . Quando a legislação Medicare foi introduzida em 1961, Reagan percebeu um recorde para a Associação Americana de Medicina e achou que tal legislação acabaria liberdade na América. Reagan disse que, se os seus ouvintes não escrevessem cartas para evitar isso "acordaremos em um país socialista". E se você não fizer isso e se eu não fizer isso, um dia desses você e eu vamos passar nossos anos dizendo aos nossos filhos como era a América quando os homens eram livres[52] [53] . Ele também se juntou ao National Rifle Association, onde permanceu como um membro ao longo de sua vida.[54] .

Reagan apoiou a candidatura presidencial do conservador Barry Goldwater em 1964. Em seus discursos à seu favor, ele enfatizou a importância de um governo pequeno. Ele revelou sua motivação ideológica em um famoso discurso dado em 27 de Outubro de 1964: "Os Pais Fundadores sabiam que um governo não pode controlar a economia sem controlar as pessoas e eles sabiam que quando um governo se prepara para fazer, é obrigação. usar a força e a coerção para alcançar seu objetivo. Chegamos a escolher[55] ". O discurso, intitulado "Time for Choosing" permitiu levantar um milhão de dólares para a campanha de Goldwater e é considerado o evento que lançou a carreira política de Reagan.[56]

Governador da Califórnia (1967-1975)[editar | editar código-fonte]

Ronald e Nancy Reagan celebram a vitória como governador no Hotel Biltmore, em Los Angeles.

Os Republicanos da Califórnia ficaram impressionados com a política de Reagan, a visão e carisma em seu discurso "Time for Choosing"[57] e que o elegeu para o cargo de governador da Califórnia em 1966. Em sua campanha, Reagan destacou dois temas: "mendigos voltando ao trabalho no sistema de proteção social", com referência aos protestos estudantis contra a primeira guerra e para a liberdade de expressão na Universidade de Berkeley[58] . Ele foi eleito para enfrentar Pat Brown, e foi empossado em 02 de janeiro de 1967. Durante seu primeiro mandato, ele congelou contratações do governo e o aumento de impostos aprovados para equilibrar o orçamento.[59]

Os Reagans em um encontro com o presidente Richard Nixon e a primeira-dama Pat Nixon, em julho de 1970.

No início de 1967, o debate nacional sobre o aborto estava começando. O senador democrata Anthony Beilenson da Assembléia da Califórnia, introduziu a "Lei do Aborto Terapêutico", cujo objetivo foi o de reduzir o número de abortos ilegais realizados na Califórnia. O Poder Legislativo enviou a lei para Reagan assiná-la, o que ele fez depois de vários dias de reflexão. Cerca de dois milhões de abortos foram realizados como resultado dessa lei, principalmente por causa da cláusula autorizando abortos para o bem-estar da mãe. Reagan estava no cargo há menos de quatro meses, quando ele assinou a lei, e ele achou que se tivesse mais experiência com esse cargo, ele não teria assinado. Tendo reconhecido que ele chamou de as "consequências" da lei, ele anunciou que ele era pró-vida. Ele manteve essa posição mais tarde e escreveu muito sobre ela.[60] .

Apesar de uma tentativa mal sucedida de se demitir em 1968[61] , Reagan foi reeleito em 1970, contra Jesse Unruh. Uma das principais decepções de Reagan durante seu mandato envolveu a pena de morte que ele foi um firme defensor. Seus esforços para fazer cumprir-se as leis estaduais sobre o tema foram frustradas quando a Suprema Corte da Califórnia emitiu o seu acórdão no processo de Califórnia v. Anderson , que invalidou todas as sentenças de morte impostas na Califórnia antes de 12 de abril de 1972, embora a decisão foi mais tarde revogada por uma emenda constitucional. A única execução realizada durante o mandato de Reagan foi a de Aaron Mitchell na câmara de gás da prisão de San Quentin em 12 de abril de 1967.[62]

Em 1969, o governador Reagan assinou a Family Law Act, que foi a primeira legislação que permite o divórcio sem culpa, nos Estados Unidos.[63] [64]

Reagan resolveu não buscar um terceiro mandato, em 1974, e o secretário de Estado Democrata da Califórnia Jerry Brown o substituiu em 6 de janeiro de 1975. Mas tarde Reagan buscou sua candidatura à presidência em 1976 pelos Republicanos, e acabou perdendo as prévias por pouco para seu concorrente Gerald Ford. No entanto, Ford perdeu a eleição para o democrata Jimmy Carter.[65]

Eleição Presidencial de 1980[editar | editar código-fonte]

Reagan com Nancy e o senador Strom Thurmond (direita) durante a campanha na Carolina do Sul, 1980.

A campanha presidencial de 1980 entre Reagan e o então presidente Jimmy Carter ocorreu durante preocupações sobre a política interna e a Crise de reféns no Irã. Reagan enfatizou seus princípios fundamentais: menos impostos para estimular a economia,[66] menos interferência do governo na vida das pessoas,[67] o reforço dos direitos dos estados,[68] fortalecer a defesa nacional e reindexação do dólar sobre o padrão-ouro.[69]

Reagan lançou sua campanha, declarando "Eu acredito nos direitos dos estados".[70] [71] [72] Depois de obter a nomeação republicana, Reagan escolheu um de seus oponentes durante a primária, George H.W. Bush, para ser seu companheiro de chapa. Seu desempenho durante o debate televisionado em outubro revigorou sua campanha. Reagan venceu a eleição de 1980, vencendo em 44 estados e tendo 489 votos no Colégio eleitoral, contra os 49 de Carter. Reagan recebeu 50,7% dos votos populares, contra 41% de Carter e 6,7% do independente (republicano liberal) John B. Anderson[73] . Republicanos recuperaram o controle do Senado pela primeira vez desde 1952 e ganharam 34 assentos na Câmara dos Representantes, mas os democratas mantiveram uma maioria.

Presidência (1981-1989)[editar | editar código-fonte]

Presidente Reagan durante o primeiro discurso de posse, 20 de janeiro de 1981.

Primeiro Mandato (1981-1985)[editar | editar código-fonte]

Os Reagans passam na limusine presidencial pela Pennsylvania Avenue na cerimônia de posse do 40ª presidente dos Estados Unidos.

Até a atualidade, Reagan é, com 69 anos de idade, o homem mais velho a ser eleito para a presidência dos Estados Unidos.[74] [75] [76] Em seu primeiro discurso de posse em 20 de janeiro de 1981,[77] ele defendeu a ideia de que "neste momento de crise, o governo não é a solução para os nossos problemas, o governo é o problema".

Tentativa de Assassinato[editar | editar código-fonte]

Em 30 de março de 1981, apenas 69 dias após o início de sua presidência, Reagan sofreu uma tentativa de assassinato quando ele deixou o Washington Hilton Hotel. Um desequilibrado de 26 anos de idade, chamado John Hinckley, Jr., disparou seis tiros em sua direção. Um dos tiros ricocheteou a porta da limusine e atingiu o presidente no peito. Três pessoas ficaram feridas, seu secretário de imprensa James Brady, que ficou paralisado, o policial Thomas Delahanty e agente do Serviço Secreto Timothy McCarthy. Embora tenha ficado em "estado crítico" durante a operação,[78] Reagan se recuperou e deixou o hospital em 11 de abril.[79] A tentativa de assassinato teve grande influência sobre a popularidade do presidente. Pesquisas indicavam aprovação de aproximadamente 73% dos americanos.[80] Reagan acreditava que Deus havia poupado sua vida para que ele pudesse conseguir grandes coisas.[81]

Greve dos controladores de tráfego aéreo[editar | editar código-fonte]

No verão de 1981, o PATCO, o Sindicato dos Controladores de Tráfego Aéreo Federal, entraram em greve nos EUA, violando uma lei federal que proíbe o direito à greve dos sindicatos do governo.[82] Envolvendo o fornecimento de emergência da Lei Taft-Hartley, de 1947, Reagan afirmou que, se os controladores de tráfego aéreo "não voltassem a trabalhar em menos de 48 horas, eles terão perdido seus empregos e o caso será encerrado".[83] Reagan colocou sua ameaça em execução, e ele demitiu 11 345 controladores que ainda estavam em greve em 5 de agosto e foram substituídos por controladores militares. Estes continuaram a gerir o tráfego civil até novos controladores serem treinados.[84] Como uma referência no campo do público, disse, "a demissão de empregados do Patco não só não demonstrou determinação inabalável do presidente para assumir o controle da burocracia, mas também enviou uma mensagem clara para o setor privado de que os sindicatos não eram mais a se temer".[85]

Política econômica[editar | editar código-fonte]

As políticas de Reagan eram aplicadas com base no lado da oferta da economia e filosofias favorecido neoliberalismo e laissez-faire,[86] procurando estimular a economia com grandes cortes fiscais.[87] [88] Ele também procurou para retornar a algum tipo de padrão-ouro e ele empurrou o Congresso para estabelecer uma comissão sobre o ouro para estudar a sua implementação. Citando as teorias econômicas de Arthur Laffer, os cortes de impostos de Reagan introduzidas como motores potenciais da economia, assim, o alargamento da base tributária, o nível de tributação seria compensada pelo fato de que a maioria das pessoas pagariam impostos, essa idéia foi formalizada pela curva de Laffer. Os Reaganomics foi objecto de intenso debate entre os seus apoiantes que tiveram melhorias em alguns indicadores econômicos como prova de sucesso e os críticos que anteciparam grandes aumentos do défice e da dívida. Sua política de "paz através da força"(também chamada de "firme, mas justo") resultou em um aumento significativo no gasto militar, que aumentou em 40% entre 1981 e 1985. [89]

Reagan fazendo um discurso pela televisão no Salão Oval da Casa Branca para apresentar seu plano de corte de impostos em julho de 1981.

Durante a presidência de Reagan, impostos federais sobre a renda foram significativamente reduzidos com a assinatura da lei bipartidária de Recuperação Econômica Fiscal em 1981 [90] impostos que enviou a maior faixa de 70% a 50% aqueles na menor faixa de 14% a 11%, no entanto outro imposto aumenta aprovada pelo Congresso democrata passou e Reagan fez o rendimento relativo aos impostos sobre a renda respondeu por 18,2% das receitas federais durante a sua presidência comparado a 18,1% nos últimos 40 anos[91] . Em 1982, a Lei de Parceria Job Training de 1982 assinado por Reagan iniciou uma das primeiras parcerias público/privado e desempenhou um papel importante no programa de criação de emprego do presidente. O Secretário do Trabalho de Reagan, Al Angrisani, foi um dos principais arquitetos da lei. A Lei de Reforma Tributária de 1986 , outra legislação bipartidária promovida por Reagan, reduziu a imposição da maior faixa de 28%, aumentando a da menor faixa de 11% para 15% e reduzir o número de quatro fatias. Por outro lado, o Congresso aprovou aumento de impostos anuais de vários tipos, que foram assinados pelo presidente para continuar a financiar os programas do governo, como a equidade fiscal e da Lei de Responsabilidade Fiscal de 1982 (TEFRA), Segurança Social e da Lei de Redução do Déficit 1984 (DEFRA).[92] [93] Embora o TEFRA foi o "maior aumento de impostos em tempo de paz nos Estados Unidos", Reagan é mais conhecido por seus cortes de impostos e sua filosofia de baixos impostos.[93] [94] [95] [96] O Crescimento do produto interno bruto (PIB) foi mais forte depois da recessão do início dos anos 1980 e, em 1982, os Estados Unidos experimentaram um crescimento médio de 3,85% ao ano durante os oito anos do Reagan[97] . A taxa de desemprego atingiu um máximo de 10,8% em dezembro de 1982, a maior taxa desde a Grande Depressão, antes de cair durante os dois mandatos de Reagan[98] . Dezesseis milhões de novos empregos foram criados em oito anos, incluindo 14,7 milhões no setor privado,[99] o que o coloca no desempenho de segundo melhor lugar desde 1961 , enquanto a inflação foi reduzida significativamente os níveis de dois dígitos onde estava em 1981. O efeito final de todas as leis fiscais da era Reagan foi uma redução de 1% na receita do governo em relação às estimativas de receita do Departamento do Tesouro nos primeiros orçamentos da Administração, a partir de janeiro[100] . No entanto, as receitas de imposto de renda aumentaram, entre 1980 e 1989, passando de 308,7 bilhões de dolares para 549,0 bilhões de dólares.[101]

Durante a presidência de Reagan, marcada por uma forte queda na inflação, mas significativamente maiores receitas federais aumentou para uma média de 8,2% ao ano (de 2,5% maior segurança renda sociável) e os gastos aumentada a uma taxa de 7,1%.[102] [103] Reagan também revisou a legislação tributária com a lei bipartidária de Reforma Tributária de 1986.[104]

Dando continuidade à sua política de redução de governo, Reagan reduziu os orçamentos de todos os programas não relacionados com o sector da defesa[105] [106] como o Medicaid , o Supplemental Nutrition Assistance Program, de educação federal e EPA[107] . Enquanto protege programas como Social Security e Medicare[108] , seu governo tentou derrubar muitas pessoas com deficiência na lista de Segurança Social.[109]

Ele renomeou Paul Volcker para a direção do Federal Reserve, e em 1987 ele nomeou o economista Alan Greenspan para sucedê-lo. Reagan acabou com os controles de preços do petróleo, que haviam contribuído para a crise energética do início dos anos 1970[110] [111] . Os preços do gás em colapso e os anos 1980 viu não repetir a escassez de gasolina do 1970[112] . Alguns economistas, como o Nobel de economia Milton Friedman e Robert Mundell avançado que as políticas de Reagan fiscais fortaleceu a economia dos Estados Unidos e contribuíram para o boom econômico da década de 1990. Outros economistas, como o prêmio Nobel Robert Solow afirmou que o aumento do déficit foi um dos principais motivos por que o sucessor de Reagan, George H.W. Bush, abandonou sua promessa de campanha e aumentou os impostos.[113]

Invasão à Granada[editar | editar código-fonte]

Reagan se encontra com a primeira-ministra Eugenia Charles de Dominica no Salão Oval durante os eventos de Granada.

Em 25 de outubro de 1983, Reagan ordenou a invasão da ilha de Granada, onde um golpe de Estado em 1979 trouxe ao poder um governo marxista-leninista. Um pedido formal para a Organização dos Estados do Caribe Oriental (OECS) levou à intervenção dos EUA durante a Operação Fúria Urgente. Reagan citou a ameaça representada pela influência soviética-cubana no Caribe e ameaça a centenas de estudantes americanos da Universidade de Saint-Georges para justificar sua intervenção. Foi a primeira grande operação militar conduzida pelos Estados Unidos desde a Guerra do Vietnã. A intervenção durou vários dias e o governo comunista foi derrubado.[114] Ao todo, 19 americanos foram mortos e outros 116 americanos ficaram feridos.[115] Em meados de dezembro, as forças americanas se retiraram após a nomeação de um novo governo.

Escalada na Guerra Fria[editar | editar código-fonte]

Reagan reviveu a Guerra Fria, retirando a política de relaxamento após a Invasão soviética do Afeganistão, em 1979[116] . Reagan ordenou uma expansão massiva de Forças Armadas dos Estados Unidos e aplicadas novas políticas para a União Soviética: ele levantou o Programa Rockwell B-1 Lancer, que havia sido cancelado pelo governo Carter e lança a produção de mísseis MX 156.[117] Em resposta à implantação de mísseis soviéticos SS-20, Reagan supervisionou a implantação de mísseis Pershing da OTAN na Alemanha Ocidental.[118]

No primeiro discurso de um presidente dos EUA ao parlamento do Reino Unido, Reagan previu que o marxismo-leninismo será deixado no "monte de cinzas da história [119] ".
Ronald Reagan visita Moscou.

Em seu segundo mandato, no ano de 1988, mais de cinco anos após afirmar que a União Soviética era o "Império do Mal", Reagan visitou a capital do país, Moscou. Quando questionado por um repórter se ele ainda acreditava no termo que havia usado, Reagan afirmou que não mais tinha essa ideia sobre o país, e que utilizara a expressão em uma "era diferente", ou seja, no período precedente à chegada do líder reformista Mikhail Gorbachev. Ainda assim, Reagan continou sendo crítico ao regime soviético pela ausência de instituições democráticas.

De acordo com a primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, Reagan denunciou a União Soviética, em termos ideológicos[120] . Em um famoso discurso para o Parlamento do Reino Unido na Galeria Real do Palácio de Westminster, Reagan declarou que "a marcha da liberdade e da democracia vai deixar o marxismo-leninismo no monte de cinzas da história"[121] [122] . Em 03 março de 1983, ele previu que o comunismo entraria em colapso, e avançou como "o comunismo é outro capítulo triste e estranho da história cujas últimas páginas estão sendo escritas[123] ". Em um discurso para a Associação Nacional de Evangélicos em 08 março de 1983, Reagan designou a União Soviética como um "Império do mal".[124]

Durante a Guerra Irã-Iraque, Reagan inicialmente adotou uma postura neutra perante o seu apoio para o presidente iraquiano Saddam Hussein contra a República Islâmica do Irã. Em 1987, os navios americanos foram mobilizados no Golfo Pérsico para proteger o petróleo. Esta intervenção levou a vários confrontos armados com embarcações iranianas e 03 de julho de 1988, o Voo Iran Air 655 foi derrubado pelo cruzador USS Vincennes. O avião civil foi confundido com um avião militar, enquanto ele estava no espaço aéreo iraniano[125] . A tragédia levantou o paralelo com a destruição do KAL 007 por caça soviético cinco anos antes, de que o Presidente Reagan condenou.[126]

Em março de 1983, Reagan apresentou a Iniciativa Estratégica de Defesa (SDI), que prevê o desenvolvimento de sistemas de terra e espaço para proteger os EUA de ataques ICBMs[127] [128] . Reagan não acreditava no anti-míssil guerra nuclear [127] mas as incertezas sobre a viabilidade de um tal projecto liderado adversários para dublar a iniciativa de "Star Wars" e adiantou os objectivos tecnológicos eram irrealistas. Os soviéticos estavam preocupados com os possíveis efeitos da IDS 182, o primeiro secretário Yuri Andropov disse que ela "colocou o mundo em risco. "Por estas razões, David Gergen, ex-assessor do presidente Reagan, acredita que, em retrospecto SDI acelerou o fim da Guerra Fria.[129]

Críticos acusam a política externa de Reagan de ser agressiva, imperialista e "belicista", mas foi apoiado por conservadores americanos que sentiram que era necessário para proteger os interesses dos Estados Unidos. Entretanto em março de 1984 um deles, Barry Goldwater, protestou contra a instalação de minas nos portos nicaraguenses.

Eleição Presidencial de 1984[editar | editar código-fonte]

Segundo Mandato[editar | editar código-fonte]

Ronald e Nancy Reagan, e Rock Hudson.[130]

Reagan foi empossado pela segunda vez em 20 de janeiro de 1985, em uma cerimônia privada na Casa Branca, mas foi no dia seguinte, 21 de janeiro um dos dias mais frios já registrados em Washington, com -20 ° C na parte da manhã devido ao mau tempo, as comemorações foram realizadas no Capitólio. Nas semanas que se seguiram, ele mudou parte de sua administração, Chefe de Gabinete da Casa Branca, James Baker e o secretário do Tesouro, Donald Regan trocaram suas funções.[131]

Ronald Reagan toma posse para um segundo mandato na Rotunda do Capitólio.

Em 1985, Reagan visitou um cemitério militar alemão em Bitburg para colocar uma coroa de flores junto ao chanceler da Alemanha Ocidental, Helmut Kohl. No entanto saudou no cemitério os túmulos de 49 membros da Waffen-SS. Reagan fez uma declaração com soldados nazistas como "vítimas", uma designação que gerou a controvérsia sobre o fato de que Reagan tinha colocado os homens da SS no mesmo plano que as vítimas Holocausto, Pat Buchanan, o diretor de comunicação de Reagan disse que ele tinha defendido esta fusão.[132]

Guerra contra as drogas[editar | editar código-fonte]

No meio de seu segundo mandato, Reagan lançou políticas mais ambiciosas no contexto da guerra contra as drogas. Ele disse que "as drogas estão ameaçando nossa sociedade" e prometeu lutar por escolas e locais de trabalho livre de drogas de expansão do tratamento da dependência, as proibições sobre o consumo e maior informação pública.[133] [134]

Em 1986, Reagan assinou uma aplicação da lei liberando $ 1,7 bilhão para a guerra contra as drogas e a definição de uma pena mínima obrigatória para crimes relacionados com drogas[135] . A lei foi criticada porque promoveu significativas disparidades raciais da população carcerária e detratores avançou políticas que tiveram pouco impacto sobre a disponibilidade de medicamentos sendo um encargo financeiro para os Estados Unidos. Defende pointèrent legislação os êxitos alcançados na redução do consumo entre adolescentes.[136] [137]

Em 1982 a primeira-dama Nancy organizou a campanha Just Say No, que tornou-se a principal ocupação da primeira-dama. Nancy sentiu a necessidade de educar as crianças americanas sobre o uso de drogas e os seus efeitos negativos. A primeira-dama organizou várias viagens pelos estados norte-americanos para promover o combate às drogas. A campanha teve parada em Daytop Village, Nova Iorque. A campanha foi um sucesso e teve o apoio de vários líderes mundiais.

Durante uma das aulas sobre o abuso de drogas, Nancy foi questionada por um aluna que não sabia o que dizer caso drogas lhe fossem oferecidas. Ao que Nancy respondeu: "Just Say No" (Basta dizer Não). A citação ficou muito famosa e é considerada até hoje uma das citações mais famosas da década de 1980. Os Reagans viajaram mais de 400 mil km por todo o território nacional para educar para a rejeição às drogas.[138]

Bombardeamento da Líbia[editar | editar código-fonte]

Fim da Guerra Fria[editar | editar código-fonte]

Ronald Reagan, no Portão de Brandemburgo do Muro de Berlim desafiou Mikhail Gorbachev para "derrubar esse muro".

No início de 1980, a URSS havia criado um exército e um arsenal militar, que superou os Estados Unidos. Anteriormente, os norte-americanos contaram com a superioridade tecnológica de suas armas para, essencialmente preocupado os soviéticos, mas a diferença diminuiu. Depois de reforçar a defesa Reagan, a União Soviética não desenvolveu as suas capacidades militares[139] , o gasto enorme militar associado com a economia planificada e da agricultura planejada eram um fardo pesado para a economia soviética. Ao mesmo tempo, a administração Reagan convenceu a Arábia Saudita a aumentar sua produção de petróleo [140] que levou a um colapso dos preços do petróleo, em 1985, caiu para um terço do nível anterior, o petróleo foi um dos principais produtos exportações da União Soviética. Esses fatores levaram a uma estagnação da economia soviética durante o período de Gorbachev.[141]

Reagan reconheceu a mudança na direção da liderança soviética com a chegada de Mikhail Gorbachev e tentou encorajar o líder soviético para negociar o desarmamento. Reagan considerou que a sua missão era alcançar "um mundo livre de armas nucleares", que ele via como "totalmente irracional, totalmente desumano, bom para nada, exceto para matar e possivelmente destruir formas de vida na Terra e a civilização[142] [143] [144] . Gorbachev e Reagan organizaram quatro conferências sobre desarmamento entre 1985 e 1988: a primeira em Genebra , a segunda em Reykjavík, a terceira, em Washington DC e a quarta em Moscou[145] . Reagan acreditava que se pudesse convencer os soviéticos para permitir mais democracia e maior liberdade de expressão, o que levaria a reforma e o fim do comunismo.[146]

Reagan e Gorbachev assinam o Tratado INF, na Casa Branca, em 1987.

Antes de visita de Gorbachev para Washington DC para a terceira cúpula em 1987, o líder soviético anunciou sua intenção de assinar um acordo para um desarmamento[147] . O momento do anúncio levou diplomatas ocidentais acreditarem que Gorbachev percebeu concessões significativas de armas convencionais e nucleares e política no leste europeu. Os dois assinaram o Tratado INF, na Casa Branca, o acordo eliminou a classe inteira de médio alcance mísseis balísticos que haviam sido a causa da crise de misseis europeus no início da década de 1980.[148] Reagan e Gorbachev lançaram as bases do Tratado START I , assinado no início de 1990.

Visita ao Brasil[editar | editar código-fonte]

Ronald Reagan e o general João Figueiredo, ex-presidente do Brasil, em montaria a cavalo.

Quando o então presidente Reagan visitou o Brasil em uma missão diplomática no ano de 1982, cometeu uma gafe quando em um banquete em Brasília. Ronald Reagan se levantou e propôs um brinde ao "povo da Bolívia". Estava ao seu lado o então ministro das relações exteriores do Brasil, Ramiro Elísio Saraiva Guerreiro.[149]

Relações com os soviéticos[editar | editar código-fonte]

No início de seu mandato, Reagan iniciou um processo de propaganda contra a União Soviética, por meio de diversas piadas a respeito dos soviéticos, relacionando a situação cubana e as ideias comunistas para provocar as autoridades da URSS. Os soviéticos, por sua vez, sob a voz de Leonid Brejnev, passaram a responder às piadas de Reagan, por meio de discursos irônicos e retóricas, que iam desde as contradições do sistema capitalista a besteiróis, como a idade avançada e vida sexual dos dois líderes. No início dos anos 1980, o mundo assistiu ao que se chamou de Guerra Suja, em alusão à Guerra Fria, saturada de pensamentos apocalípticos e piadas xenófobas e ideológicas entre ambos os países, fazendo retornar o temor de uma guerra nuclear.[150] [151] [152] Com a morte do líder soviético, Reagan continuou a desafiar as lideranças soviéticas, referindo-se ao país como o Império do mal. Ao visitar a URSS, cinco anos mais tarde, Reagan disse ter se arrependido de ter criado o rótulo ao país. [153] [154] Ao ser informado da morte de Konstantin Chernenko, após pouco mais de um ano de governo, Reagan teria zombado, dizendo: Como posso chegar em algum lugar com os russos se eles não param de morrer na minha frente? [155]

No seu segundo mandato, porém, Reagan manifestou abertura ao diálogo com o líder reformista soviético Mikhail Gorbachev. Os dois chegaram a acordo quanto à necessidade de ser efectuado um desarmamento progressivo de parte a parte, assim pondo fim à chamada Guerra Fria.

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Ronald e Nancy Reagan, em Los Angeles no início de 1990.

Após deixar a Casa Branca em 1989, Reagan comprou uma casa em Bel Air, em Los Angeles, além do Rancho Reagan, em Santa Barbara. Eles frequentavam regularmente os escritórios da Igreja Presbiteriana de Bel Air[156] e apareceu em nome do Partido Republicano onde fez um discurso notável na Convenção Republicana de 1992.[157] Em 04 de novembro de 1991, The Ronald Reagan Presidential Library foi dedicado e aberto ao público. Durante a cerimônia, cinco presidentes estiveram presentes, bem como seis primeiras-damas, era primeira vez em que cinco presidentes estavam no mesmo lugar[158] . Reagan falou publicamente em favor de uma extensão do veto presidencial, para o projeto de lei Brady no controle de armas de fogo com o nome de James Brady , que foi baleado durante uma tentativa de assassinato contra Reagan[159] , para uma emenda exigindo votar um orçamento equilibrado, e para a revogação da XXII Emenda à Constituição dos Estados Unidos sobre o número de mandatos presidenciais[160] . Em 1992, Reagan apresentou o Ronald Reagan Freedom Award junto a Ronald Reagan Presidential Foundation[161] . Ele deu o seu último discurso público em 3 de fevereiro de 1994, durante um tributo em sua homenagem em Washington DC e fez sua última aparição pública no funeral de Richard Nixon no dia 27 de abril de 1994.

Doença de Alzheimer[editar | editar código-fonte]

Anúncio e reação[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 1994, com 83 anos de idade, Reagan foi diagnosticado com a doença de Alzheimer, uma doença neurodegenerativa incurável no tecido cerebral que causa a perda progressiva e irreversível das funções cognitivas.

Após o anúncio, ele recebeu muitas mensagens de apoio em sua casa na Califórnia[162] , mas também houve especulações de que ele sofria da doença quando era presidente[163] . Em suas memórias, o ex-correspondente da Casa Branca para a CBS, Lesley Stahl, disse seu último encontro com o presidente em 1986: "Reagan parecia não saber quem ele era ... Eu achava que ele era louco, que eu teria que dizer aos meus conterrâneos que o presidente dos Estados Unidos foi completamente oeste. " No entanto, o presidente retornou à sua lucidez no final da entrevista. Como ele escreveu: "Eu estava em que a relatar que Reagan estava senil[164]

Reagan com um modelo do USS Ronald Reagan em maio de 1996. À esquerda está o CEO da Newport News Shipbuilding , Bill Fricks.

Para complicar a questão, Reagan sofreu traumatismo craniano em julho de 1989, cinco anos antes do diagnóstico. Depois de cair do cavalo, no México, um hematoma subdural foi formado e operado no final do ano. Nancy Reagan afirmou que a queda de seu marido, em 1989, acelerou o aparecimento da doença de Alzheimer, citando o que os médicos lhe disseram. Todavia não é certo que uma lesão cerebral possa ser a causa do início da doença[165] [166] . Um dos médicos de Regan, Dr. Daniel Huge, disse que era possível, mas não é certo que o acidente de cavalo tenha afetado a memória de Reagan.[167]

Morte[editar | editar código-fonte]

Caixão de Ronald Reagan, foi levado para o Capitólio, em Washington DC.

Reagan morreu de pneumonia[168] em sua casa em Bel Air, Califórnia, na tarde de 05 de junho de 2004. Pouco depois de sua morte, Nancy Reagan emitiu um comunicado: "Minha família e eu queremos que o mundo saiba que o presidente Ronald Reagan morreu após 10 anos da doença de Alzheimer com 93 anos de idade. Vamos nos sensibilizar às orações de todos"[169] . O presidente George W. Bush decretou que 11 de junho fosse um dia de luto nacional[170] e homenagens vieram de todo o mundo.[171] O corpo de Reagan foi tomado na tarde, no Funeral Home Kingsley and Gates, em Santa Monica, onde partidários o homenagearam.[172] Em 7 de junho, seu corpo foi transferido para a Biblioteca Presidencial Ronald Reagan, onde uma breve cerimônia privada foi realizada. O caixão foi exibido no átrio da biblioteca até 09 de junho, mais de 100.000 pessoas foram ver seu corpo.[173] Em 9 de junho, o corpo de Reagan foi levado para Washington DC, onde ele foi colocado na Rotunda do Capitólio, 104.684 pessoas viram seu corpo durante as 34 horas possíveis.[174]

Seu túmulo contém a inscrição "Eu sei em meu coração que o homem é bom, que o que é certo irá sempre triunfar e que não é um objetivo é valor para a vida toda", recordando as palavras que ele havia falado durante a inauguração da biblioteca.[175]

Legado[editar | editar código-fonte]

Ronald Reagan, em 1976, em sua casa em Rancho del Cielo.

Desde o fim da presidência de Reagan, em 1989, seu legado é a fonte de intenso debate entre os historiadores, estudiosos e ao público em geral. Seus partidários apontam para a economia mais eficiente e próspera que emergiu da política dos Reaganomics[176] , seus êxitos em política externa com o fim pacífico da Guerra Fria[177] e restaurar o orgulho e a moral dos Estados Unidos da América. Críticos respondem que as políticas econômicas de Reagan, levaram aos défices orçamentais significativos, um aumento da desigualdade social e aumento da precariedade[178] e a credibilidade dos EUA tenha sido enfraquecida, como resultado dos afazeres na Guerra Irã-Iraque.[179] Apesar dos debates, Reagan é considerado um dos presidentes mais populares da história americana nas pesquisas de opinião.

Muitos estudiosos conservadores e liberais concordam, que Reagan foi o presidente mais influente desde Franklin D. Roosevelt e deixou sua marca sobre a política, a diplomacia, a cultura, a economia dos EUA. Desde que ele deixou o cargo, historiadores chegaram a um consenso,[180] resumido pelo historiador britânico MJ Heale, que o conservadorismo de Reagan reabilitado, transformou a nação para a direita, praticado um conservadorismo muito pragmática equilibrado restrições ideológicas e políticas, fé revivida na presidência e no respeito dos norte-americanos para si e contribuiu para a vitória na Guerra Fria.[181]

Legado político[editar | editar código-fonte]

Ronald Reagan remodelou o Partido Republicano, levou ao nascimento do moderno movimento conservador, e alterou a dinâmica política dos Estados Unidos.[182]

Após o fim de seu mandato, Reagan se tornou um ícone dentro do Partido Republicano. Suas políticas e crenças têm sido freqüentemente invocado por candidatos presidenciais republicanos desde 1989[183] . As primárias republicanas de 2008 não foram excepção como candidatos tentaram assimilar-lo e até mesmo de estratégias de sua campanha.[184] John McCain freqüentemente utilizando o que havia acontecido com sua posição como "soldado da Revolução Reagan". Finalmente a famosa declaração de Reagan que "o governo não é a solução para os nossos problemas, o governo é o problema" se tornou o lema não-oficial de comentaristas conservadores como Glenn Beck e Rush Limbaugh , bem como o Tea Party.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Reagan recebeu muitas honras durante sua presidência e além. Após a sua eleição como presidente, Reagan recebeu o prêmio Sylvanus Thayer da Academia Militar de West Point.[185]

Em 1989, Reagan foi feito um Cavaleiro da Grande Cruz da Honra da Ordem de Bath, uma das mais altas honras britânico (que lhe deu o direito de usar as letras "GCB" no final do seu nome, mas por não ser um cidadão de um reino da Commonwealth, ele não poderia ser chamado de "Sir Ronald Reagan"), George H.W. Bush é o único presidente americano a ter esta honra[186] . Reagan também foi nomeado membro honorário da Keble College, Oxford. O Japão atribuiu-lhe o Grande Cordão da Ordem do Crisântemo em 1989, ele foi o segundo presidente americano a receber a ordem e o primeiro por motivos pessoais (Dwight D. Eisenhower tinha recebido em honra das relações entre os dois países).[187]

O ex-presidente Ronald Reagan retorna à Casa Branca para receber a Medalha Presidencial da Liberdade pelo presidente George H.W. Bush em 1993.

Em 18 de Janeiro de 1993, o ex-vice-presidente de Reagan e então presidente George H.W. Bush lhe concedeu a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior honraria que pode ser concedida pelo Presidente dos Estados Unidos[188] . Ele também recebeu a medalha republicano do Senado da Liberdade, a maior honraria a ser concedida por membros republicanos do Senado.[189]

No dia de seu 87º aniversário em 1998, o Washington National Airport foi renomeado Aeroporto Nacional Ronald Reagan por um decreto assinado pelo Presidente Bill Clinton. No mesmo ano, o Edifício Ronald Reagan foi inaugurada em Washington DC[190] . Em 2001, o USS Ronald Reagan foi batizado por Nancy Reagan e a Marinha dos Estados Unidos. É um dos poucos navios foram nomeados em homenagem a uma pessoa viva e o primeiro porta-aviões em homenagem a um ex-presidente ainda vivo.[191]

O Congresso autorizou a criação do Boyhood Home National Historic Site em Dixon, Illinois, em 2002, até a compra de terras pelo governo federal. 16 de maio de 2002, Nancy Reagan aceitou a Medalha de Ouro do Congresso, a maior honraria que pode ser concedida pelo Congresso.[192]

Em 03 de junho de 2009, Nancy Reagan lançou uma estátua do seu falecido marido na Rotunda do Capitólio dos Estados Unidos. A estátua representa o estado da Califórnia, nos Colecção Nacional Statuary Câmara. Após a morte de Reagan, os partidos políticos americanos concordaram em erguer uma estátua de Reagan, no lugar da de Thomas Starr King[193] . No dia anterior, o presidente Barack Obama assinou o Ronald Reagan Centennial Comission Act, o estabelecimento de uma comissão para planejar atividades para comemorar o centenário do nascimento de Reagan.[194]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Uma estátua de bronze de Reagan está na rotunda do Capitólio dos Estados Unidos na National Statuary Hall Collection.
Ano Título Papél
1937 Love Is on the Air Andy McCaine
Hollywood Hotel Apresentador de rádio-sem créditos
1938 Sergeant Murphy Diretor Dennis Reilley
Swing Your Lady Jack Miller
Accidents Will Happen Eric Gregg
Cowboy from Brooklyn Pat Dunn
'Le Mystérieux Docteur Clitterhouse Apresentador de rádio-sem créditos
Boy Meets Girl Apresentador de radio
Girls on Probation Neil Dillon
Brother Rat Dan Crawford[Note 1]
Going Places Jack Withering
1939 Secret Service of the Air Coronel "Brass" Bancroft
Dark Victory Alec Hamm
Code of the Secret Service Coronel "Brass" Bancroft
Naughty but Nice Ed "Eddie" Clark
Hell's Kitchen Jim Donohue
The Angels Wash Their Faces Deputado Patrick "Pat" Remson
Smashing the Money Ring Coronel "Brass" Bancroft
Sword Fishing Narrador[Note 2]
1940 Brother Rat and a Baby Dan Crawford[Note 3]
An Angel from Texas Marty Allen
Murder in the Air Coronel "Brass" Bancroft
Knute Rockne, All American George "The Gipper" Gipp
Tugboat Annie Sails Again Eddie Kent
Alice in Movieland Guest at Carlo's (sem créditos)
A Estrada de Santa Fé George Armstrong Custer
1941 The Bad Man Gilbert "Gil" Jones
Million Dollar Baby Peter "Pete" Rowan
International Squadron Jimmy Grant
Nine Lives Are Not Enough Matt Saywer
1942 Kings Row Drake McHugh[Note 4]
Juke Girl Steve Talbot
Mister Gardenia Jones Gardenia Jones
Sabotage à Berlin Johnny Hammond
Beyond the Line of Duty[195] Narrador[Note 5]
1943 Cadet Classification Narrador
The Rear Gunner
This Is the Army Jerry Jones
1945 'Target Tokyo Narrador[195]  · [196]
1947 Stallion Road Larry Hanrahan
That Hagen Girl Tom Bates
L'Aventure à deux (The Voice of the Turtle) Sargento Bill Page
1949 John Loves Mary John Lawrence
'Night Unto Night John Galen
The Girl from Jones Beach Bob Randolph
The Hasty Heart Yank
1950 Louisa Harold "Hal" Norton
1951 The Big Truth Narrador/Apresentador
Storm Warning Burt Rainey
The Last Outpost Capitão Vance Britten
Bedtime for Bonzo Professor Peter Boyd
1952 Hong Kong Jeff Williams
The Winning Team Grover Cleveland Alexander
She's Working Her Way Through College Professor John Palmer
1953 Tropic Zone Dan McCloud
Quand la poudre parle Frame Johnson
1954 Prisoner of War Webb Sloane
La Reine de la prairie Farrell
1955 Tennessee's Partner Cowpoke
1957 Hellcats of the Navy Comandante Casey Abbott[Note 6]
1961 The Young Doctors Narrador
1963 Heritage of Splendor Narrador
1964 The Killers Jack Browning

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano(s) Título Papel Episódio
1950 Nash Airflyte Theatre Tommy Blunt The Case of the Missing Lady
1952 Hollywood Opening Night The Priceless Gift
1953 Medallion Theatre A Job for Jimmy Valentine
1953 The Revlon Mirror Theater Next Stop: Bethlehem
1953-1954 Lux Video Theatre Merle Fisher A Place in the Sun
Merle Fisher Message in a Bottle
1953-1954 Schlitz Playhouse of Stars The Edge of Battle
The Jungle Trap
The Doctor Comes Home
1953-1954 The Ford Television Theatre Coronel Masterson Beneath These Waters
Steve Wentworth And Suddenly, You Knew
The First Born
1954-1962 'General Electric Theater Apresentador Mais de 35 episódios
1956 General Electric Summer Originals Jungle Trap
1960 The DuPont Show with June Allyso] Alan Royce The Way Home
1960 Startime Apresentador The Swingin' Singin' Years
1961 Zane Grey Theater (The Westerners) Major Will Sinclair The Long Shadow
1961-1963 The Dick Powell Show Apresentador The Last of the Private Eyes
Rex Kent Who Killed Julie Greer ?
1963 La Grande Caravane Capitão Paul Winters The Fort Pierce Story
1964 Haute Tension Juiz Howard R. Stimming A Cruel and Unusual Night
1964-1965 Les Aventuriers du Far West Apresentador Alguns episódios

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Com Jane Wyman
  2. Indicado para l'Oscar de melhor curta-metragem em Live Action.
  3. Ver Jane Wyman
  4. Indicado para l'Oscar de melhor filme.
  5. Oscar de melhor curta-metragem em Live Action.
  6. Com Nancy Davis

Referências

  1. Reagan, Ronald. "A Time of Choosing" - "Back in 1936, Mr. Democrat himself, Al Smith, the great American, came before the American people and charged that the leadership of his Party was taking the Party of Jefferson, Jackson, and Cleveland down the road under the banners of Marx, Lenin, and Stalin"
  2. "Ronald Reagan dies at 93", CNN (Cable News Network LP), 2004, http://www.cnn.com/2004/ALLPOLITICS/06/05/reagan.health/index.html, visitado em 3 Fevereiro, 2010  CNN.com
  3. http://educacao.uol.com.br/biografias/ronald-reagan.jhtm
  4. http://www.breitbart.com/Big-Government/2013/11/26/Presidential-Poll-Reagan-The-Best-Obama-The-Worst-In-Last-100-Years
  5. Tygiel, Jules (2006), Ronald Reagan and the Triumph of American Conservatism, editora Pearson, ISBN 0536125430.
  6. (em inglês) [1] (6 juin 2004).
  7. a b Kengor, p. 16
  8. "".
  9. Cannon (2001), p. 2
  10. Reagan (1990), p. 27
  11. School House to White House: The Education of the Presidents National Archives and Records Administration. Página visitada em 30 décembre 2007.
  12. "Ronald Reagan (1911-2004): Small town to tinseltown". CNN, 2004. Consulté le 15 aout 2007.
  13. Cannon (2003), p. 25; Reagan (1990) p. 48
  14. Wills, p. 109-110
  15. Biography > A Hero from the Heartland Ronald Reagan Presidential Foundation. Página visitada em 30 décembre 2007. Cópia arquivada em 31 octobre 2007.
  16. Ronald Reagan > Hollywood Years Ronald Reagan Presidential Foundation. Página visitada em 28 de março de 2007. Cópia arquivada em 12 de março de 2007.
  17. a b Cannon (2001), p. 15
  18. "".
  19. Wood, Brett. Kings Row TCM website. Turner Classic Movies. Página visitada em 24 mars 2009.
  20. (em inglês) [2] (3 février 1942).
  21. Cannon (2003), p. 56-57
  22. "".
  23. Ronald Reagan Internet Movie Database. Página visitada em 30 décembre 2007.
  24. Skinner, et. al. (2003), p. 836
  25. http://www.klickeducacao.com.br/conteudo/pagina/0,6313,POR-3360-,00.html
  26. USS Ronald Reagan: Ronald Reagan United States Navy. Página visitada em 7 mars 2007. Cópia arquivada em 30 octobre 2007.
  27. Ronald Reagan 1911-2004 Tampico, Illinois Historical Society. Página visitada em 30 décembre 2007.
  28. Military service of Ronald Reagan Ronald Reagan Presidential Library. Página visitada em 22 juin 2007.
  29. a b Screen Actors Guild Presidents: Ronald Reagan Screen Actors Guild. Página visitada em 10 novembre 2008. Cópia arquivada em 28 décembre 2007.
  30. A Turkey for the President (TV episode 1958 #7.10), IMDB.
  31. (em inglês) [3] (8 mai 1984).
  32. [[:{{{1}}}]] ([{{fullurl:{{{1}}}|action=edit}} editar] | [[:|página de conteúdo]] | [{{fullurl:{{{1}}}|action=history}} histórico] | [{{fullurl:{{{1}}}|action=info}} informações] | [{{fullurl:Especial:Whatlinkshere/{{{1}}}|limit=5000}} afluentes] | [{{fullurl:{{{1}}}|diff=cur&oldid=prev}} última edição] | [{{fullurl:{{{1}}}|action=watch}} vigiar] | registros | registros do filtro de edições)
  33. Jane Wyman: Biography JaneWyman.com. Página visitada em 31 décembre 2007.
  34. (em inglês) [4] (11 septembre 2007).
  35. (em inglês) [5] (23 juillet 1997).
  36. A Vast Left-Handed Conspiracy
  37. Four Out of Five Recent Presidents Are Southpaws
  38. Nancy Reagan > Her Life & Times Ronald Reagan Presidential Foundation. Página visitada em 29 octobre 2007. Cópia arquivada em 12 novembre 2007.
  39. Nancy Davis Reagan The White House. Página visitada em 13 janvier 2008.
  40. Ronald Reagan (em inglês) no Find a Grave.
  41. Nancy Reagan Nndb.com. Página visitada em 12 aout 2008.
  42. An American Life: The Autobiography by Ronald Reagan LibraryThing. Página visitada em 12 aout 2008.
  43. Pemberton (1998) p. 29-31; Reagan (1990), p. 132.
  44. (em inglês) [6] (29 avril 2009).
  45. a b Corporate spokesman and rising conservative - Ronald Reagan - policy, election, foreign Presidentprofiles.com. Página visitada em 12 aout 2008.
  46. The Education of Ronald Reagan Cup.columbia.edu. Página visitada em 12 aout 2008.
  47. Thomas W. Evans, The Education of Ronald Reagan: The General Electric Years and the Untold Story of His Conversion to Conservatism (2008).
  48. Cannon (2003), p. 113.
  49. Hayward, p. 635.
  50. Longley, Kyle. Deconstructing Reagan: conservative mythology and America's fortieth president, M.E. Sharpe, 2007 ISBN 0-7656-1590-8 p. 76.
  51. News Hour with Jim Lehrer: Historians reflect on former President Ronald Reagan's legacy in U.S. politics, News Hour with Jim Lehrer: Historians reflect on former President Ronald Reagan's legacy, 7 juin 2004 - Roger Wilkins commenta la remarque de Reagan sur Jefferson Davis. Wilkins déclara également, "j'ai eu une extraordinaire conversation avec lui dans laquelle il m'a appelé pour me dire qu'il n'était pas raciste parce que j'avais attaqué sa politique sur l'Afrique du Sud dans un article de presse et il a été très perturbé par l'implication que cela avait … il a passé 30 minutes au téléphone à essayer de me convaincre à ce sujet et il m'a rappelé comment il avait joué au football avec des noirs au lycée et à l'université.
  52. Posted by JohnL at 23 juillet 2004 12:01 am (23 juillet 2004). Operation Coffee Cup Texasbestgrok.mu.nu. Página visitada em 8 mars 2010.
  53. Richard Rapaport, 21 juin 2009, San Francisco ChronicleHow AMA 'Coffeecup' gave Reagan a boost.
  54. "".
  55. A Time for Choosing PBS. Página visitada em 17 avril 2007.
  56. Cannon (2001), p. 36.
  57. The Governors' Gallery - Ronald Reagan California State Library. Página visitada em 21 mars 2007.
  58. (em inglês) [7] (8 juin 2004).
  59. Cannon (2001), p. 47.
  60. Reagan, Ronald. (1984) Abortion and the conscience of the nation. Nashville: T. Nelson. ISBN 0-8407-4116-2
  61. Recall Idea Got Its Start in L.A. in 1898, Los Angeles Times, July 13, 2003
  62. Seneker, Carl J. (May 1967). "Governor Reagan and Executive Clemency". California Law Review 55 (2): 412-418. JSTOR. DOI:10.2307/3479351.
  63. 1969 Cal. Stats. chapter 1608, page 3313
  64. Kubarych, Roger M (9 juin 2004). The Reagan Economic Legacy Council on Foreign Relations. Página visitada em 22 aout 2007.
  65. Electoral College Box Scores 1789-1996 U.S. National Archives and Records Admin.. Página visitada em 30 avril 2007.
  66. (em inglês) [8] (22 septembre 1988).
  67. (em inglês) [9] (14 mars 2006).
  68. Kneeland, Douglas E. (4 aout 1980) "Reagan Campaigns at Mississippi Fair; Nominee Tells Crowd of 10,000 He Is Backing States' Rights". The New York Times. p. A11.
  69. John David Lees, Michael Turner. Reagan's first four years: a new beginning? Manchester University Press ND, 1988. p. 11
  70. Reagan, the South and Civil Rights National Public Radio. Página visitada em 27 avril 2008.
  71. (em inglês) [10] (13 novembre 2007).
  72. (em inglês) [11] (10 novembre 2007).
  73. 1980 Presidential Election Results Atlas of U.S. Presidential Elections. Página visitada em 28 mars 2007.
  74. Hayward, Steven F (16 mai 2005). Reagan in Retrospect American Enterprise Institute for Public Policy Research. Página visitada em 7 avril 2009.
  75. Cannon (1991, 2000), p. 746
  76. (em inglês) [12] (5 juin 2004).
  77. "".
  78. (em inglês) [13] (30 mars 2001).
  79. (em inglês) [14] (8 juin 2004).
  80. (em inglês) [15] (7 juin 2004).
  81. Kengor, Paul (2004). Reagan's Catholic Connections Catholic Exchange. Página visitada em 30 mai 2008.
  82. Herbert R. Northrup, "The Rise And Demise Of Patco, " Industrial and Labor Relations Review, janvier 1984, Vol. 37 Issue 2, p. 167-184
  83. Remarks and a Question-and-Answer Session With Reporters on the Air Traffic Controllers Strike Ronald Reagan Presidential Foundation (1981). Página visitada em 13 mai 2007.
  84. (em inglês) [16] (6 octobre 1986).
  85. David Schultz, Encyclopedia of public administration and public policy (2004) p. 359
  86. "".
  87. Cannon (2001) p. 99
  88. Hayward, p. 146-48
  89. Bartels, Larry M.. (1° jun 1991). "Constituency Opinion and Congressional Policy Making: The Reagan Defense Build Up". The American Political Science Review 85 (2): 457-474. DOI:10.2307/1963169. ISSN 00030554.
  90. Mitchell, Daniel J. PhD (19 juillet 1996). The Historical Lessons of Lower Tax Rates The Heritage Foundation. Página visitada em 22 mai 2007.
  91. Sahadi, Jeanne. "Taxes: What people forget about Reagan." CNN, September 12, 2010.
  92. Bruce Bartlett on Tax Increases & Reagan on NRO Financial. Old.nationalreview.com (29 octobre 2003). Consulté le 14 aout 2012.
  93. a b Higher Taxes: Will The Republicans Cry Wolf Again?. Forbes.com. Consulté le 14 aout 2012.
  94. OTA Paper 81 - Revenue Effects of Major Tax Bills - revised September 2006. (PDF) . Consulté le 14 aout 2012.
  95. (em inglês) [17] (8 juin 2004).
  96. Even Reagan Raised Taxes. Forbes.com. Consulté le 14 août 2012.
  97. Gross Domestic Product (Excel) Bureau of Economic Analysis (27 juillet 2007). Página visitada em 15 aout 2007.
  98. Hayward, p. 185
  99. "Democratic presidents top Republican presidents in job creation".
  100. Revenue Effects of Major Tax Bills. United States Department of the Treasury, Office of Tax Analysis. 2003, rev. September 2006. Working Paper 81, Table 2.
  101. Historical Budget Data Congressional Budget Office (20 mars 2009). Página visitada em 10 aout 2009. Cópia arquivada em 30 juillet 2008.
  102. Federal Budget Receipts and Outlays Presidency.ucsb.edu. Página visitada em 8 mars 2010.
  103. Annual Statistical Supplement, 2008 - Old-Age, Survivors, and Disability Insurance Trust Funds (4.A) (PDF). Página visitada em 8 mars 2010.
  104. (em inglês) [18] (22 octobre 2006).
  105. (em inglês) [19] (8 janvier 1986).
  106. Ronald Reagan: Presidency>>Domestic policies Encyclopædia Britannica.. Página visitada em 21 aout 2008.
  107. Views from the Former Administrators EPA Journal. Environmental Protection Agency (November 1985). Página visitada em 21 aout 2008.
  108. The Reagan Presidency Reagan Presidential Foundation. Página visitada em 4 aout 2008.
  109. (em inglês) [20] (19 avril 1992).
  110. (em inglês) [21] (May 20, 2004).
  111. (em inglês) [22] (septembre 2005).
  112. (em inglês) [23] (1° septembre 2005).
  113. (em inglês) [24] (21 jun 2004).
  114. Operation Agent Fury (PDF) Defense Technical Information Center. Página visitada em 9 mars 2007. Cópia arquivada em 5 juin 2007.
  115. Cooper, Tom. (1° set 2003). Grenada, 1983: Operation 'Urgent Fury' Air Combat Information Group. Página visitada em 8 avril 2007.
  116. Towards an International History of the War in Afghanistan, 1979-89 The Woodrow Wilson International Center for Scholars (2002). Página visitada em 16 mai 2007.
  117. LGM-118A Peacekeeper Federation of American Scientists (15 aout 2000). Página visitada em 10 avril 2007.
  118. Großdemo gegen Nato-Doppelbeschluss, SPIEGEL on the mass protests against deployment of nuclear weapons in West Germany.
  119. Reagan, Ronald. (8 juin 1982). Ronald Reagan Address to British Parliament The History Place. Página visitada em 19 avril 2006.
  120. (em inglês) [25] (5 juin 2004).
  121. Robert C. Rowland, and John M. Jones. Reagan at Westminster: Foreshadowing the End of the Cold War (Texas A&M University Press; 2010)
  122. Speeches to Both Houses, Parliamentary Information List, Standard Note: SN/PC/4092, Last updated: 27 novembre 2008, Author: Department of Information Services
  123. (em inglês) [26] (6 juin 2004).
  124. Cannon (1991), p. 314-317.
  125. Newsweek (juillet 1992). Sea Of Lies. Página visitada em 27 novembre 2012.
  126. République islamique d'Iran (juillet 1990). Aerial Incident of 3 July 1988 (Islamic Republic of Iran v. United States of America) — Iranian submission: Part IV B, The shooting down of flight IR 655. Página visitada em 27 novembre 2012.
  127. a b Deploy or Perish: SDI and Domestic Politics Scholarship Editions. Página visitada em 10 avril 2007.
  128. (em inglês) [27] (8 juillet 2003).
  129. Thomas, Rhys (Writer/Producer). The Presidents [Documentary]. A&E Television.
  130. Fay Wray TCM.com. Página visitada em 2011-03-09.
  131. (em inglês) [28] (5 juin 1982).
  132. Buchanan, Pat. (1999). Pat Buchanan's Response to Norman Podhoretz's OP-ED The Internet Brigade. Página visitada em 3 septembre 2007. Cópia arquivada em 27 septembre 2007.
  133. (em inglês) [29] (22 septembre 1986).
  134. Randall, Vernellia R. (18 avril 2006). The Drug War as Race War The University of Dayton School of Law. Página visitada em 11 avril 2007.
  135. (em inglês) [30].
  136. NIDA InfoFacts: High School and Youth Trends National Institute on Drug Abuse, NIH. Página visitada em 4 avril 2007.
  137. (em inglês) [31].
  138. The 'just say no' first lady MSNBC (18 février 2004). Página visitada em 24 juin 2007.
  139. (em inglês) [32] (février 1994).
  140. Gaidar, Yegor. Public Expectations and Trust towards the Government: Post-Revolution Stabilization and its Discontents. Página visitada em 15 mars 2008.
  141. "".
  142. Giuliani's Obama-Nuke Critique Defies And Ignores Reagan, Huffington Post 04- 7-10
  143. President Reagan's Legacy and U.S. Nuclear Weapons Policy, Heritage.org, 20 juillet 2006
  144. "Hyvästi, ydinpommi," Helsingin Sanomat 2010-09-05, pp. D1-D2
  145. (em inglês) [33] (29 mai 1988).
  146. Modern History Sourcebook: Ronald Reagan: Evil Empire Speech, 8 juin 1982 Fordham University (May 1998). Página visitada em 15 novembre 2007.
  147. (em inglês) [34] (2 mars 1987).
  148. INF Treaty US State Department. Página visitada em 28 mai 2007.
  149. O legado de Reagan
  150. Super Interessante: Especial Guerra Fria, Editora Abril
  151. http://www.lojaabril.com.br/detalhes/Revista-Superinteressante-Especial--Os-Bastidores-da-Guerra-Fria-96641
  152. http://mainestategop.blogspot.com/2009/02/ronald-reagans-soviet-jokes-hammer-and.html
  153. Império do Mal
  154. Guerra Fria e Suja
  155. Guerra Fria e Suja
  156. (em inglês) [35] (24 décembre 2006).
  157. 1992 Republican National Convention, Houston The Heritage Foundation (17 aout 1992). Página visitada em 29 mars 2007. Cópia arquivada em 11 mars 2007.
  158. (em inglês) [36] (novembre 1991).
  159. (em inglês) [37] (29 mars 1991).
  160. Reagan (1990), p. 726
  161. The Ronald Reagan Freedom Award Ronald Reagan Presidential Foundation. Página visitada em 23 mars 2007. Cópia arquivada em 28 aout 2007.
  162. (em inglês) [38] (13 novembre 1994).
  163. (em inglês) [39] (7 juin 2004).
  164. "".
  165. Van Den Heuvel C, Thornton E, Vink R. (2007). "Traumatic brain injury and Alzheimer's disease: a review". Progress in Brain Research 161: 303-16. DOI:10.1016/S0079-6123(06)61021-2. PMID 17618986.
  166. Szczygielski J, Mautes A, Steudel WI, Falkai P, Bayer TA, Wirths O. (November 2005). "Traumatic brain injury: cause or risk of Alzheimer's disease? A review of experimental studies". Journal of Neural Transmission 112 (11): 1547-64. DOI:10.1007/s00702-005-0326-0. PMID 15959838.
  167. (em inglês) [40] (15 juin 2004).
  168. (em inglês) [41] (20 juillet 2011).
  169. (em inglês) [42] (6 juin 2004).
  170. The White House, Office of the Press Secretary (6 juin 2004). Announcing the Death of Ronald Reagan. Press release. Página visitada em 23 janvier 2008.
  171. (em inglês) [43] (6 juin 2004).
  172. (em inglês) [44] (7 juin 2004).
  173. (em inglês) [45] (9 juin 2004).
  174. United States Capitol Police (11 juin 2004). Lying In State for former President Reagan. Press release. Página visitada em 15 aout 2007.
  175. Ronald Reagan Library Opening Plan B Productions (4 novembre 1991). Página visitada em 23 mars 2007.
  176. Hayward, pp. 635-38
  177. Beschloss, p. 324
  178. Don't add Reagan's Face to Mount Rushmore by Dr. Peter Dreier, The Nation, April 3, 2011
  179. Gilman, Larry. Iran-Contra Affair Advameg, Inc.. Página visitada em 23 aout 2007.
  180. David Henry in Journal of American History December 2009 v. 96#3 p. 934
  181. Heale, M.J. in Cheryl Hudson and Gareth Davies, eds. Ronald Reagan and the 1980s: Perceptions, Policies, Legacies (2008) Palgrave Macmillan ISBN 0-230-60302-5 p. 250
  182. (em inglês) [46] (6 juillet 2004).
  183. (em inglês) [47] (6 de junho 2004).
  184. (em inglês) [48] (20 janvier 2008).
  185. Association of Graduates USMA: Sylvanus Thayer Award Recipients Association of Graduates, West Point, New York. Página visitada em 22 mars 2007. Cópia arquivada em 3 juillet 2007.
  186. Order of the Bath The Official website of the British Monarchy. Página visitada em 22 mars 2007. Cópia arquivada em 26 avril 2007.
  187. (em inglês) [49] (24 octobre 1989).
  188. (em inglês) [50] (18 janvier 1993).
  189. Julio E. Bonfante LeBonfante International Investors Group. Página visitada em 26 janvier 2008. Cópia arquivada em 30 janvier 2008.
  190. Ronald Reagan Building and International Trade Center U.S. General Services Administration. Página visitada em 22 mars 2007.
  191. (em inglês) [51] (12 de julho de 2003).
  192. Congressional Gold Medal Recipients 1776 to present Office of the Clerk, US House of Representatives. Página visitada em 22 mars 2007.
  193. (em inglês) [52] (3 juin 2009).
  194. (em inglês) [53] (2 juin 2009).
  195. a b Helfer, Andrew (autor), Steve Buccatello (artista), e Joe Station (artista). Ronald Reagan: A Graphic Biography. Hill and Wang. 25.
  196. "Target Tokyo." Victory in the Pacific. PBS. Acessado em 9 de outubro de 2008.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • "".
  • "".
  • ""..
  • "".
  • "".
  • "".
  • "".
  • ""..
  • "".
  • "".
  • "".
  • "".
  • ""..
  • ""..
  • "".
  • "".
  • "".
  • "".
  • "".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Precedido por
Jimmy Carter
Seal of the President of the United States.svg
40.º Presidente dos Estados Unidos
19811989
Sucedido por
George H. W. Bush