Ronaldo Azeredo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ronaldo Pinto de Azeredo (Rio de Janeiro, 12 de fevereiro de 1937São Paulo, 14 de novembro de 2006), mais conhecido como Ronaldo Azeredo, foi um poeta brasileiro.

Participou, em 1956 e 1957, do lançamento oficial da poesia concreta, na I Exposição Nacional de Arte Concreta, realizada no Museu de Arte Moderna de São Paulo e no Ministério da Educação e Cultura.

Fez poesia em pano, poemas-mapa, poemas-desenho, poemas-partitura e poemas-quebra-cabeça (1970).

Obras[editar | editar código-fonte]

(Lista incompleta)

  • Mínimo Múltiplo Comum (1956)
  • Poesia Concreta (1962, antologia de vários autores)
  • Panagens (1975)
  • Labirintexto (1976)
  • Armar (1977)
  • Sonhos Dourados (1982)
  • Noite Noite Noite (1990)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.