Roque del Oeste

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roque del Oeste
Chinijo Roque Del Oeste.png
Altitude: 41 m
Latitude: 29,3833° N (29°25' N)
Longitude: 13,5° W (13°30' W)
Localização: No arquipélago Chinijo, no extremo nordeste das Canárias.
Distância de África: 111 km
Superfície: 0,02 km² (15.765 m²)
População: Desabitada
Tipo: Restos de um estratovulcão.

Roque del Oeste é um ilhéu com apenas 16 ha, sito no arquipélago Chinijo, no extremo nordeste das Canárias, a cerca de 12 km a NO da ilha de Lanzarote e 2 km a N da ilha de Montaña Clara. Apesar de desabitado pertence ao território do município de Teguise, sito na ilha de Lanzarote.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O Roque del Oeste está situada a 2 km a noroeste de Montaña Clara. Tal como o resto das ilhas Canárias é de origem vulcânica, sendo o resto muito erodido e desmantelado pelo mar de um estratovulcão que em tempos fez parte da ilha de Lanzarote, da qual foi separado, como as restantes ilhas e ilhéus do arquipélago Chinijo, pela subida do nível do mar após a última glaciação. A sua escassa superfície de apenas 16 ha (aprox. 0,02 km²) eleva-se apenas 41 m acima do mar.

Sendo baixo, o ilhéu constituía um perigo para a navegação, pelo que recebeu o epíteto de Roque del Infierno.

A abundância de recursos no mar vizinho, e o facto da ilha ser desabitada, transformou a ilha num importante centro de nidificação de aves marinhas. A ilha faz parte do Parque Natural del Archipiélago Chinijo e da Reserva Natural de los Islotes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]