Rosa azul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:Blue rose. Ajude e colabore com a tradução.
Rosa azul criada artificialmente por coloração de rosas brancas.

A rosa azul não existe naturalmente, sendo obtida por variações genéticas; é geralmente descrita na literatura como símbolo de amor e prosperidade aos que a procuram.

Significado[editar | editar código-fonte]

Em algumas culturas, a rosa azul tradicionalmente significa mistério ou a busca ou o alcance do impossível. Acredita-se que elas tragam ao dono juventude ou a realização de um desejo. Historicamente, o simbolismo vem do significado das rosa na "Linguagem das flores", comum na Era Vitoriana.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • Em The Blue Rose de Maurice Baring, ilustrado por Ann Dalton (Kingswood, Kaye & Ward: 1982), a filha do imperador se nega a se casar a menos que algum pretendente lhe traga uma rosa azul
  • Heinrich von Ofterdingen, o conto inacabado de Novalis, começa com o personagem titular sonhado com um flor azul, sendo a inspiração para o uso subsequente desse simbolo na Europa
  • O poema "Blue Roses", de Rudyard Kipling, usa essas flores como um simbolo do inatingível
  • Na série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo, as rosas azuis simbolizam o personagem Lyanna Stark
  • Na Rússia czarista, a "Rosa Azul" era um movimento de arte simbolista (com influências do impressionismo) do principio do século XX[1]

Música[editar | editar código-fonte]

Blue Roses no palco em 2009
  • Blue Roses é o pseudônimo da artista inglesa de Yorkshire Laura Groves.[2]

Referências

  1. Bowlt, John E.. (Agosto 1976). "The Blue Rose: Russian Symbolism in Art" (em Inglês). The Burlington Magazine 118 (881): 566-575 pp..
  2. (em inglês)Laura Groves

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]